Alpargatas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4457 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

ALPARGATAS - Maior empresa de calçados da América Latina criada pelo escocês Robert Fraser que já havia criado fábricas na Argentina e no Uruguai. Iniciou suas produções em São Paulo no ano de 1907.
Na década de 30 o controle acionário da Alpargatas era da Alpargatas argentina. Mas a partir da década de 80, a Alpargatas deixou de ter participação argentina.
A empresa pertence à CamargoCôrrea SA, uma empresa que atua em diversas áreas (como engenharia e construção). A Alpargatas em seu portfólio possui as Havaianas, que lidera o mercado nacional de sandálias, a Topper, Rainha, Mizuno, Sete Léguas, Meggastore, Dupé e Timberland. Hoje possui ações de 30% da Osklen.
A Alpargatas é listada na Bolsa de Valores de São Paulo há 100 anos e faz parte do grupo de empresas Nível 1 deGovernança Corporativa diferenciada da BM&FBovespa. - de acordo com os níveis diferenciados de Governança Corporativa, as empresas de Nível 1 possuem diversos compromissos de transparência, prestação de contas, responsabilidade corporativa e equidade.
"A fabricante das Havaianas tem presença mundialmente reconhecida e sua receita tem forte contribuição de outros países.'' ÉPOCA
Uma das maioresorganizações privadas brasileira, presente no mundo todo, o Grupo Camargo Corrêa é acionista estratégico da Alpargatas, detendo 44,2% do capital total.
Atualmente, a Alpargatas exporta para 86 países, possui escritórios em Nova Iorque, Madri, Paris, Londres, Bolonha, Lisboa e Buenos Aires, e fábricas no Brasil e Argentina.
Em 2012, a aquisição da Osklen foi um passo relevante para a criação da maior empresanacional de moda life style de luxo, que será referência no Brasil e no exterior. 

            A fabricação dos calçados é realizada em cinco unidades industriais brasileiras e cinco argentinas. Trabalham no grupo de empresas Alpargatas 18,4 mil pessoas, cujo empreendedorismo fez com que a receita líquida de vendas chegasse a 3 bilhões de reais em 2012, valor 15% maior que o de 2011. Possui 6,5 mil acionistas. Com a valorização de 38% em 2012, as ações preferenciais apresentaram expressivo avanço em relação à alta de 5% do índice Ibovespa

.


Historiografia da Alpargatas:



Propaganda das Alpargatas Roda.
1910
O sucesso desses produtos é imediato: as alpargatas mostram-se perfeitas para as lavouras de café e impulsionam osnegócios da empresa, que aproveita para colocar suas ações na Bolsa de Valores de São Paulo. Começa a Primeira Guerra Mundial e a empresa enfrenta dificuldades, como a falta de matéria-prima e a gripe espanhola, que deixa a metade dos empregados da fábrica enfermos.




1920
No fim desta década, a crise econômica provocada pela superprodução de café e pela quebra da Bolsa de Valores de NovaYork faz cessar a produção das Alpargatas Roda, um dos calçados mais acessíveis e populares do País.



1930
Momentos de instabilidade e violência afetam o País. Enquanto empresas atolam-se em dívidas, a Alpargatas, numa arriscada manobra de seus acionistas, consegue prosperar e conta, ainda, com o apoio de seus empregados, que lutam por ela. A empresa retoma a fabricação das Alpargatas Rodae lança o seu primeiro calçado de couro. Durante a Revolução de 1932, o talento da empresa é convocado para prover os combatentes de mochilas, barracas e fardas.


1940
A empresa adota outro nome: São Paulo Alpargatas S.A. A Alpargatas passa a conceder a seus empregados o abono de Natal e a beneficiá-los com os domingos e os feriados não trabalhados; anos antes de esses benefícios seremobrigatórios por lei. Em meio à Segunda Guerra Mundial, faltam alimentos e combustível no Brasil. A guerra termina e a Alpargatas lança o Brim Coringa, com o qual o Brasil produz sua primeira calça jeans, a Rodeio. Posteriormente, na década de 60, são lançadas as calças Far-west que fazem sucesso em todo o país.







1950
Com o lançamento do tênis Conga e do modelo Bamba Basquete, a...
tracking img