Alongamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4703 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Artigo Original

Efeitos do alongamento por inibição ativa no movimento de flexão do quadril em bailarinas
Effects of active inhibition stretching in hip flexion of ballerinas
Marivone Arruda Leite1, Daniela Cristina Bianchini Nogueira Moreno Perea1 Resumo
Introdução: O alongamento é indispensável para as bailarinas, tanto para um melhor desempenho quanto como uma forma de prevenção àslesões. Objetivo: Avaliar a amplitude de movimento (ADM) de flexão do quadril direito de bailarinas clássicas submetidas a um protocolo de alongamento por método de inibição ativa. Métodos: A amostra do estudo foi formada por 20 bailarinas clássicas profissionais, sendo essa amostra dividida em dois grupos – Grupo A, como grupo controle, e Grupo B, como grupo que recebeu o protocolo de alongamento porinibição ativa para isquiotibiais e tríceps da perna. A goniometria da flexão da articulação do quadril foi realizada antes e depois da aplicação do protocolo de alongamento, em ambos os grupos. As variáveis encontradas no estudo foram comparadas através do teste t de Student, com p ≤ 0,05. Resultados: Ambos os grupos tiveram aumento na ADM da flexão do quadril, sendo que o Grupo B teve um maioraumento estatisticamente significativo, concluindo assim que o alongamento por inibição ativa aplicado apresentou mais eficácia quanto ao aumento da ADM, quando comparado ao grupo controle. Conclusões: O protocolo de alongamento proposto pode ser indicado para favorecer um melhor desempenho das bailarinas clássicas profissionais em flexão do quadril, além de prevenir lesões. Palavras-chaves:exercícios de alongamento muscular; fisioterapia (especialidade); dança.

Abstract
Introduction: Stretching is crucial for ballerinas, both for a better performance and for preventing lesions. Objective: To evaluate the range of flexion of classic ballerinas submitted to a stretching protocol by an active inhibition method. Methods: The sample of the study was formed by 20 professional classicballerinas, divided into two groups – Group A, as the control group, and Group B, as the experimental group submitted to the active inhibition stretching protocol for leg hamstrings and triceps. The goniometry of the hip articulation flexion was performed before and after the application of the stretching protocol, in both groups. The variables found in the study were compared through the Student t test,with p ≤ 0.05. Results: Both groups presented an increase in the range of hip flexion, and Group B had a significantly higher increase, concluding that the active inhibition stretching applied was more effective in relation to the increase of movement range when compared to the control group. Conclusions: The proposed stretching protocol can be indicated to favor a better performance of theprofessional classic ballerinas in flexion of the hip, as well as for preventing lesions. Keywords: Active inhibition; muscle stretching exercises; physical therapy (specialty); dancing.

Recebido: 28/3/2008 Revisado: 22/3/2009 Aprovado: 3/8/2009

1

Universidade Camilo Castelo Branco (Unicastelo), Descalvado (SP), Brasil Endereço para correspondência: Marivone Arruda Leite – Rua Domingos Juliano,21 – Jardim Munique – CEP 13568-610 – São Carlos (SP) – e-mail: marifisiot@yahoo.com.br

Arq Bras Ciên Saúde, Santo André, v.34, n. 3, p. 171-6, Set/Dez 2009

171

Efeitos do alongamento no movimento de flexão do quadril em bailarinas

Introdução
Através do tratado Le maître à danser, em 1725, foram fixadas importantes normas para a dança acadêmica . O balé foi baseado na ideia
1

nogrupo avançado (90%), seguido pelo intermediário (33%). Inferese ainda que o fator etiológico na maioria das vezes se relaciona com erros de técnica e sobrecarga, tanto por parte dos orientadores quanto dos alunos10. Alguns estudos foram realizados para determinar as lesões mais comuns em bailarinas: Bisschop12, por exemplo, aponta a dor na virilha como lesão mais comum; outro estudo...
tracking img