O nascimento da filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1904 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O nascimento da filosofia
Uma nova ordem humana
Costuma-se dizer que os primeiros filósofos foram gregos e surgiram no período arcaico, nas colônias gregas. Embora reconheçamos a importância de sábios que viveram na mesma época em outros lugares, suas doutrinas ainda estavam mais vinculadas á religião do que propriamente á reflexão filosófica.
Por enquanto, fiquemos com alguns fatos doperíodo arcaico que ajudaram a alterar a visão mítica predominante e contribuíram para o surgimento do filósofo:
- A invenção da escrita e da moeda;
- A lei escrita;
- A fundação da polis (cidade-estado).
A invenção da escrita
A consciência mítica predomina em culturas de tradição oral, quando ainda não há escrita.
Mesmo após seu surgimento, a escrita reserva-se aosprivilegiados, aos sacerdotes e aos reis, e geralmente mantém o carácter mágico: entre os antigos egípcios, por exemplo, a palavra hieróglifo significa literalmente “sinal divino”.
A escrita gera nova idade mental porque a postura de quem escreve é diferente daquele de quem apenas fala. Como a escrita fixa a palavra para além de quem a proferiu, exige maior rigor e clareza, o que estimula o espíritocrítico. Além disso, a retomada posterior do que foi escrito – não só por contemporâneos, mas por outras gerações- abre os horizontes do pensamento e proporciona o distanciamento do vivido e o confronto das ideias.
O surgimento da moeda
Na época da aristocracia rural, de riqueza baseada em terras e rebanhos, a economia era pré-monetária. Os objetos usados para troca vinham carregada desimbologia afetiva e sagrada. As relações sociais, impregnadas de caráter sobrenatural, eram fortemente marcadas pela posição social de pessoas consideradas superiores, devido á origem divina de seus ancestrais.
A moeda, inventada na Lídia- região da atual Turquia-, apareceu na Grécia por volta do século VII a.C.,vindo facilitar os negócios e impulsionar o comércio. Com o recurso da moeda, osprodutos que antes se restringiam ao seu valor de uso passaram a ter valor de troca, isto é, transformaram-se em mercadoria. Emitida e garantida pela pólis, a moeda fazia reverter seus benefícios para a própria comunidade.




O cidadão da pólis
Para Vernant, o nascimento da pólis (por volta dos sécs. VIII e VII a.C.) é um acontecimento decisivo que “marca umcomeço, uma verdadeira invenção”, por ter provocado grandes alterações na vida social e nas relações humanas.
A originalidade da pólis é que ela estava centralizada na ágora (praça publica), espaço onde se debatiam os problemas de interesse comum.

O século de Péricles. Phillip Von Foltz, 1853.
A pólis se fez pela autonomia da palavra, não mais a palavra mágica dos mitos, palavra dada pelos deusese, portanto, comum a todos, mas a palavra humana do conflito, da discussão, da argumentação. Expressar-se por meio do debate fez nascer a politica, que permite ao individuo tecer seu destino na praça publica. Da instauração da ordem humana surgiu a cidadão da pólis, figura inexistente no mundo da comunidade tribal e das aristocracias rurais.

A consolidação da democracia
Embora osregimes oligárquicos não tenham sido extirpados, em muitas póleis consolidam-se os ideais democráticos. Entre elas, Atenas é um modelo clássico. O apogeu da democracia ateniense ocorreu no século V a.C., quando Péricles governava.
No entanto, quando falamos em democracia ateniense, é bom lembrar que a maior parte da população se achava excluída do processo politico, tais como os escravos e osestrangeiros (metecos), mesmo que estes fossem prósperos comerciantes.
Aliás, quanto mais se desenvolvia a ideia de cidadania, com a consolidação da democracia, a escravidão representava ainda mais um contraponto indispensável, já que ao escravo eram reservadas as tarefas dos trabalhos manuais e das atividades diárias de sobrevivência.
Os primeiros filósofos
A grande aventura...
tracking img