Afo ii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1420 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO
CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO

André Luís Alves Serra
Ana Lorena Marques
Marcos Piorski
Raimundo Nonato Gomes

Análise do relatório de desempenho da Vale do 2° trimestre de 2011

São Luís
2011

Receita operacional.
A receita operacional que em 1T11 havia totalizado R$ 23, 573 bilhões aumentou para R$ 25, 614bilhões em 2T11, um aumento de 8,7%,ou 34,9% se comparado ao 2T10. O maior resultado para um segundo trimestre.
O aumento dos preços de vendas provocou um ganho de R$ 2, 228 bilhões, que se deu principalmente com a alta dos preços de bulk materials, que gerou R$ 2, 526 bilhões, porém a redução dos preços médios dos metais bases provocou um impacto negativo de R$ 331 milhões. O aumento no número deexportações gerou R$ 800 milhões à receita, principalmente devido ao aumento de vendas de bulk materials, que contribuiu para o aumento de R$ 1, 187 bilhão, contudo a diminuição no volume de vendas de metais gerou uma redução de R$ 571 milhões. A desvalorização da moeda brasileira contribuiu para a redução da receita em R$ 987 milhões, comparado com trimestre anterior.
As vendas de bulk materialsrepresentaram 75,1% da receita no 2T11, apresentando um aumento de 5,6% em relação ao 1T11 e um aumento de 0,05% em relação ao 2T10.
A contribuição de metais base na receita total diminuiu para 13,9% ante 19,6% no trimestre anterior e 16,6% no mesmo período do ano passado, fertilizante contribuíram com 5,4%, sendo 5,6% no trimestre anterior e 2,0% no mesmo período do ano passado. Os serviçoslogísticos contribuíram para com 3,7%, pouco acima dos 3,1% no trimestre anterior, porém, abaixo dos 4,7% no 2T10, outros produtos contribuíram com 1,9% do total da receita, sendo que em 2T10 2,1% e em 1T11 2,3%.

Receita operacional por destino.
Houve um aumento nas vendas para a Ásia em relação aos períodos 2T10 (47%) e 1T11 (49,1%), totalizando 50,9% da receita. Isto se deve principalmente ao aumentoda participação da China em 1,8%, com relação ao primeiro trimestre. A participação do Japão cresceu de 10,2% no 2T10, 10,7%, no 1T11, para 11,4% no 2T11. Nas Américas as vendas sofreram uma ligeira queda, de 28% em 1T11 para 25,9% em 2T11, o que se deu principalmente pela diminuição da venda de ativos de alumínio para o Canadá, principal consumidor do produto. A participação da Europa cresceutimidamente de 19,2% para 19,7% no 2T11, para as outras partes do mundo as exportações contribuíram com 3,5% no trimestre.

Custos

O crescimento das exportações suscitou no aumento de custos no 2T11, porém, proporcionalmente menor se comparado ao 1T11, cumprindo a meta da Vale de redução de gastos a cada ciclo, mesmo com pressões do mercado com mão-de-obra, insumos, equipamento etc.
Umatransação de ativos de alumínio foi concluída em 28 de fevereiro de 2011. Como conseqüência os custos operacionais decorrentes dessa transação foram contabilizados nos meses de janeiro de fevereiro no 1T11, totalizando 5,2% dos custos.
Para facilitar a comparação dos custos de produtos vendidos (CPV) entre 1T11 e 2T11, foi criada a tabela “RECONCILIAÇÃO DO CPV”.

No 2T11, o crescimento das vendasfoi o principal fator responsável pelo aumento de R$ 381 milhões nos gastos, comparando ao 1T11, contudo esse crescimento contribuiu para o ganho de R$ 693 milhões no trimestre.
O custo de serviços contratados somou R$ 1, 660 bilhões, contra R$ 1, 402 bilhões com relação ao 1T11, um aumento de R$ 258 milhões (2,2%) no ciclo. Desse aumento, R$ 146 milhões foram conseqüência do maior volume devendas, e pelo acréscimo retroativo da tarifa para uso dos serviços de frete ferroviário da MRS para o primeiro semestre do ano em R$ 62 milhões.
O custo com materiais corresponde a 19,5% do CPV, um aumento de 6,5% contra o 1T11. Porém se excluirmos os efeitos do crescimento das vendas e a variação cambial, os custos caíram 18 milhões comparando com 1T11.
As despesas pessoais aumentaram 0,4%, de...
tracking img