Adolecente no ato infracional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 64 (15826 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Psicologia USP, 2004, 15(3), 29-54 29
ENVOLVIMENTO EM ATOS INFRACIONAIS E COM
DROGAS COMO POSSIBILIDADES PARA LIDAR
COM O PAPEL DE FILHO PARENTAL
1
Maria Aparecida Penso2
Universidade Católica de Brasília
Maria Fátima Sudbrack3
Universidade de Brasília
Este estudo busca compreender a contribuição da dinâmica familiar no
processo de construção identitária de adolescentes que cometeramatos
infracionais e são usuários de drogas, vivendo em situação de pobreza e
exclusão social. Seu referencial teórico é a Teoria Sistêmica. Utiliza-se
da metodologia qualitativa de pesquisa-intervenção com dez
adolescentes em medida sócio-educativa de semiliberdade e suas
famílias. Os resultados apontam para a função do uso de drogas e do
cometimento de atos infracionais na adolescência, comouma das saídas
encontradas pelo adolescente para lidar com o papel de filho parental,
permitindo a resolução da crise identitária.
Descritores: Família. Adolescência. Droga (uso). Crise de identidade.
1 Este artigo apresenta parte dos resultados da Tese de Doutoramento da sua primeira
autora, intitulada Dinâmicas Familiares e Construções Identitárias de Adolescentes
Envolvidos em AtosInfracionais e com Drogas, defendida no Instituto de Psicologia
da Universidade de Brasília, em 2003, sob orientação da segunda autora.
2 Universidade Católica de Brasília, QS 07, Lote 01, Águas Claras, Taguatinga, DF.
CEP 71966-700. Endereço eletrônico: penso@ucb.br
3 Universidade de Brasília, Brasília, DF. CEP 70910-900. Endereço eletrônico: fatsudbr@
unb.br
Maria Aparecida Penso e Maria FátimaSudbrack
30
ste artigo tem com objetivo discutir a contribuição das relações familiares,
vividas por adolescentes que cometeram atos infracionais e que são
usuários de drogas, na construção da sua identidade. Para isto discute conceitos
como construção identitária, adolescência, relações familiares, uso de
drogas, envolvimento em atos infracionais e parentalização, a partir da TeoriaSistêmica. Sendo parte dos resultados de uma tese de doutorado, descreve
uma das metáforas usadas para definir o lugar do filho na dinâmica familiar,
intitulada “O filho parental”. A idéia defendida é que o filho, neste lugar
de parentalização, lança mão do uso de drogas e envolve-se em contextos de
infração como forma de lidar com esta situação.
1. Construção identitária, adolescência e relaçõesfamiliares
Para a Teoria Sistêmica, a identidade é uma construção prioritariamente
familiar, em que a família é compreendida como a “matriz de ident idade”,
envolvendo os processos de separação e pertencimento ao longo do
Ciclo de Vida Familiar e da história transgeracional (Bowen, 1976, 1991;
Fishman, 1996; Minuchin, 1982; Minuchin & Fishman, 1990; Rosset,
2003).
O processo de pertencimentoe separação, fundamental para a construção
identitária e no qual a família esteve engajada desde a sua constituição,
provoca, na adolescência, um questionamento maior, em função da
expansão das relações do adolescente, e uma crise na família, que afeta e
gera mudanças em todos os seus membros (Ausloos, 1982a, 1983; Colle,
2001; Cuendet, 1991; Fishman, 1996; Miermont et al., 1994; Vieytes-Schmitt, 1991).
Compreendida como fase do Ciclo de Vida Familiar, a adolescência
possui algumas tarefas específicas, envolvendo todos os membros da família,
já que o crescimento dos filhos pressupõe a evolução dos pais frente a
essa nova realidade (Carter & McGoldrick, 1995). São importantes neste
momento a flexibilidade e permeabilidade das fronteiras familiares, a flexibilidade
de papéis, anegociação e uma nova modulação da autoridade pa-
E
Envolvimento em Atos Infracionais e com Drogas Como Possibilidades Para Lidar...
31
rental (Preto, 1989/1995; Carter & McGoldrick, 1989/1995; Minuchin &
Fishman, 1990).
A adolescência provoca mudanças também na família extensa redefinindo
os relacionamentos e exigindo mudanças estruturais e renegociação de
papéis, em pelo menos três...
tracking img