Conselho de classe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1492 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Há cada vez mais uma preocupação com a investigação de problemas do uso da
linguagem em contextos educacionais, tais como (Polifemi, 1998; Lessa, 2003 Celani, 2002) e
cada dia aumenta o interesse pelo estudo das pessoas em ação no mundo. É nítido o crescimento,
também, com relação à preocupação quanto a formação contínua e a construção de caminhos
para desenvolvermos educadoresreflexivos (Shimoura, 2005) e seguros para lidarem com
desafios, incertezas e imprevisibilidade, pois esses fatores são o motor propulsor para o
desenvolvimento de várias atividades no âmbito escolar.
No contexto de formação contínua, conheci alguns trabalhos que se preocupam com o
coordenador pedagógico e o seu processo reflexivo, como os de (Liberali 1994, Romero,1998 e
Ninin 2002).Freqüentei o curso “O papel do coordenador pedagógico no processo reflexivo do
professor” oferecido pela Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão
(COGEAE - PUC – SP), buscando aprimorar a minha atuação enquanto coordenadora
pedagógica.
De fato, a COGEAE e poucas instituições oferecem um curso de extensão universitária
neste assunto e durante este curso comeceia escrever um projeto para o mestrado com objetivo
de refletir sobre a construção da avaliação no conselho de classe na Educação de Jovens e
Adultos (EJA) em uma escola estadual. A escolha por uma escola pública se deve ao fato de ser
um local de democratização do saber, ou seja, um local onde todos podem ter acesso ao ensino,
local de construção de princípios democráticos e decidadania. O foco da pesquisa é a EJA, pois
enquanto pesquisadora assumo um compromisso contra a discriminação e exclusão de pessoas
jovens e adultas, a favor da ampliação do acesso escolar, possibilitando melhorar a qualidade de
vida destas pessoas.
A necessidade de desenvolver esta pesquisa surgiu da minha prática como coordenadora
pedagógica, ao observar o discurso construído pelos professorese o meu próprio discurso na
mediação durante os conselhos de classe em que acompanhava. Pude perceber um
distanciamento entre a teoria e a prática dos professores quanto à avaliação dos alunos e muitas
vezes, percebi que seus enunciados baseavam-se em critérios pessoais, descontextualizados da
prática de sala de aula. Tal fato me fez repensar a função da avaliação no âmbito escolar enossos
discursos como educadores comprometidos com a formação de cidadãos para a composição de 2
uma sociedade mais justa e democrática. Desde então, repenso sempre o meu papel e busquei o
curso de extensão na COGEAE, sobre “ O papel do coordenador pedagógico na processo
reflexivo do professor”, onde aprendi a desenvolver o processo de reflexão crítica, utilizando a
narrativa pessoal comoinstrumento de reflexão, aquilatando muito minha prática profissional.
A partir daí, em fevereiro de 2005, ingressei no curso de mestrado da Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), no programa de Pós-Graduação em Lingüística
Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL).
Como integrante do Grupo de pesquisa LACE (Linguagem em Atividades do Contexto
Escolar), certificado pelaPUC-SP, cujo objetivo é desenvolver pesquisas de intervenção críticocolaborativa sobre a constituição dos sujeitos, sobre as formas de participação, e sobre a
constituição dos sentidos e significados em educação, visando desenvolver e aprofundar um
quadro-teórico metodológico para o trabalho de intervenção nos contextos profissionais escolares
, bem como a minha atuação como coordenadorapedagógica há 8 anos, compreendo a
necessidade de desenvolver um trabalho no contexto de classe , locus de construção da avaliação
dos alunos, enfocando a colaboração e a reflexão sobre as práticas discursivas.
Ao cursar o mestrado, com a finalidade de entender minha própria prática e desenvolver
o meu projeto de pesquisa que enfatizava o conselho de classe, pois é uma atividade que ao meu...
tracking img