acesso e consumo de internet banda larga

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2401 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto










































































SUMÁRIO









INTRODUÇÃO
O processo histórico do serviço social, tanto na Europa como na América, cedeu devido ao processo de industrialização da economia e da implantação do sistema capitalista, fatos esses, oriundos da Europa noséculo XVIII, e que geraram o antagonismo das classes sociais e o problema da questão social. Nesse processo era necessário um órgão que intermediasse os conflitos da questão social, e foi então
que a profissão evoluiu, sendo no decorrer do tempo institucionalizada e legitimada.No Brasil, esse processo de intenso desenvolvimento da profissão se deu entre as décadas de 30 e 40 do século XX, época emque o país, influenciado pelas idéias capitalistas, começa a correr rumo ao “progresso”. O serviço social surge então como um dos mecanismos utilizados pelas classes dominantes como meio de exercício de poder na sociedade, modificando-se e evoluindo em função da luta de classes e das conseqüências do capitalismo. Porém, o histórico social da profissão não se limita na questão social, e sim nassuas particularidades no âmbito da sociedade burguesa fundada na organização monopólica.
























DESENVOLVIMENTO



Primórdios do processo histórico do Serviço Social


O Serviço Social é uma profissão que surgiu com o aparecimento dos problemas que emergiram com o capital versus trabalho, bem como da necessidade de um mediador entre os conflitosexistentes na época em que ele surgiu como profissão, assim, pode-se dizer que o serviço social teve sua origem quase que paralelamente com a implantação do sistema capitalista, onde então surgiram os problemas da questão social que se expandiam devido à crescente urbanização e industrialização da época.
A implantação do sistema capitalista veio com a Revolução Industrial no Século
XVIII, tendo seuinício na Europa, mais precisamente na Inglaterra, fato que pode ser entendido quando analisados alguns fatores determinantes, como por exemplo, a substituição de ferramentas por máquinas, o sistema de trabalho doméstico e artesanal foi substituído pelo sistema das fábricas, ou seja, a passagem da manufatura artesanal para o sistema industrial. Não podemos deixar de citar também um fator de granderelevância que foi o surgimento de novas alternativo sinergéticas, como o uso do vapor para movimentar o trabalho das máquinas nas indústrias e na produção e expansão dos meios de transporte, como navios e trens. Isso tudo fez com que se multiplicasse o resultado produtivo do trabalho, sendo esse um fator relevante que marcou o pioneirismo industrial da Inglaterra com relação ao outros paísesEuropeus, posteriormente se expandindo para outros países.
Não podemos ignorar os fatos que fizeram com que a Inglaterra tivesse um avanço tão significativo, pois era possuidor de enorme reserva de carvão, combustível usado em larga escala na época, um grande acúmulo de capitais devido
a exploração de seus recursos naturais, o grande avanço na área tecnológica, uma
farta mão de obra existentedevido a evasão dos camponeses para a cidade, mas além de tudo isso contava-se com a existência de um grande mercado consumidor.
O fenômeno da Revolução Industrial acarretou um grande aumento da população nas cidades, concentrando assim os trabalhadores nas grandes fábricas,
as quais tinham um objetivo que era sem dúvida o aumento da produção. Nesse contexto, a vasta oferta de mão-de-obraprovoca o desemprego, obrigando o trabalhador a se submeter ao controle do empregador, sob péssimas condições de trabalho e de salário.
Na medida em que o sistema capitalista avançava, trazia consigo os problemas de falta de estrutura, e conseguintemente, a divisão da sociedade em duas classes sociais agônicas; burguesia e proletariado. “Nesse primeiro momento, o Serviço Social era entendido como...
tracking img