Abordagens sobre o uso de biografias no conhecimento histórico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo

Com o aumento do interesse dos historiadores por trabalhar com o cotidiano as biografias tornaram-se um instrumento importantíssimo na reconstrução das realidades históricas de determinadas sociedades. A proposta deste trabalho é discutir algumas possibilidades de se trabalhar com biografias tanto como suporte pedagógico tanto como fonte de pesquisa.

Palavras-chaves: Biografia,suporte pedagógico, fonte de pesquisa, história.

Introdução

A biografia é uma narrativa sobre a vida de alguém. O destaque pode ser em torno da vida profissional, pessoal, religiosa, cultural ou política. Trabalhar com biografia é abordar aspectos que tornaram determinada pessoa singular. Desenvolver um trabalho com este gênero literário com crianças e jovens possibilita que eles ampliem ocontato com os livros e fortaleçam o hábito da leitura, pois este desperta a curiosidade das pessoas para saber sobre a vida do individuo biografado e assim permite aos alunos conhecer realidades históricas, culturais e sociais de determinada época e lugar, de forma significativa e contextualizada.
Partindo desse pressuposto o interesse na vida particular é um gosto adquirido por muitos, o que faz dabiografia um gênero literário popular. Além disso, uma boa dose de veneração ao herói, comum a todas as sociedades, está por trás do interesse tanto em obras cinematográficas e literárias sobre personagens históricos quanto sobre celebridades midiáticas. Esse caráter popular é o primeiro dos atrativos da biografia como instrumento de ensino de História: ela se apresenta como um meio que facilita adiscussão histórica ao despertar a curiosidade dos alunos porque fornece nomes e faces aos processos históricos. (SILVA 2010, p. 17).

Biografias como suporte pedagógico

O relato biográfico contém uma diversidade de temas muito grande, já que aborda momentos diversos e relevantes da vida de uma pessoa. Por exemplo, o texto pode conter a descrição dos hábitos e costumes da família dobiografado e de sua comunidade mais próxima, pode retratar em detalhes como era a região em que ele nasceu ou em que ele cresceu, pode apresentar informações sobre a cultura, literatura, música de uma época, além de relatar os fatos históricos do período em que viveu o biografado.
Para o historiador, não está em foco uma recuperação de dados biográficos de cunho individualista e psicológicos, mas sim areconstrução, através de relatos, da trajetória histórica e cultural de um determinado grupo, ou ainda, das forças que constituem um campo social. (PIOVESAN p. 6).

Sendo assim,
Nem tudo o que é “velho” é necessariamente ruim. Se bem empregada, a biografia se torna um elemento a favor do professor dinâmico, que deseja despertar em seus alunos o interesse pela História e ajudá-losno processo de aquisição de conhecimento. (SILVA 2010, p. 13).

Nesse sentido o trabalho com biografias pode levar os alunos a conhecerem realidades diversas ampliando seus horizontes e conhecendo outras formas de se viver diferentes da sua, possibilitando uma nova visão do mundo através dos hábitos e costumes de outras épocas e locais, mostrando que existem múltiplas maneiras possíveis de ser ede agir dentro de um grupo social. Isso favorece tanto a tomada de consciência das características da própria sociedade em que se vive quanto despertar um sentimento de autoconsciência e valorização das diferenças no convívio social.

Nesse sentido, a relação entre o conhecimento histórico a ser ensinado e a cultura experiencial do aluno deve desenvolver-se num processo de negociação designificados, isto é, o processo ensino-aprendizagem é a reconstrução de conhecimentos, e não mera justaposição deles. Essa perspectiva impõe como premissa a necessidade de superação da forma habitual na prática docente, em que o ato de ensinar toma os conteúdos da disciplina como referência e tenta aproximá-los, de forma mais ou menos motivadora. (SCHIMIDT e SCHIMIDT p. 49).

Nessa perspectiva de...
tracking img