A teoria da associacao diferencial

Páginas: 49 (12161 palavras) Publicado: 1 de setembro de 2015
De Jure - Revista jurídica do ministério público de minas gerais

1.2 SUTHERLAND – A TEORIA DA ASSOCIAÇÃO DIFERENCIAL E O
CRIME DE COLARINHO BRANCO
ANA LUIZA ALMEIDA FERRO
Promotora de Justiça do Estado do Maranhão
Mestre e Doutora em Ciências Penais pela UFMG
Professora de Direito do UNICEUMA
Coordenadora de Pesquisa e Professora da Pós-Graduação
da Escola Superior do Ministério Público doMaranhão
Membro da Academia Maranhense de Letras Jurídicas

RESUMO: O presente artigo procura oferecer uma visão geral e sistemática
sobre o pensamento de Edwin Sutherland, particularmente no tocante à teoria
da associação diferencial e às características do crime de colarinho branco como
fenômeno criminológico, em busca de uma maior compreensão das semelhanças e
diferenças entre a criminalidade dosindivíduos das classes sociais mais baixas e a
criminalidade dos indivíduos das classes mais altas.
PALAVRAS-CHAVE: Criminologia; Sutherland; Associação diferencial; Crime
de colarinho branco; Underworld; Upperworld.
ABSTRACT: This article intends to present a general and systematic view on
Edwin Sutherland’s ideas, emphasizing his theory of differential association and
the characteristics of whitecollar crime as a criminological phenomenon, in search
of a deeper understanding of the similarities and differences between the criminality
of lower social class individuals and the criminality of upper-class individuals.
KEY WORDS: Criminology; Sutherland; Differential association; White collar
crime; Underworld; Upperworld.
SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. A teoria da associação diferencial. 3. Ocrime de
colarinho branco sob a ótica criminológica. 4. Considerações finais. 5. Referências
bibliográficas.
1. Introdução
A teoria da associação diferencial, elaborada por Sutherland, conquanto não seja
definitiva ou esteja acima de qualquer crítica ou questionamento – como nenhuma
teoria o é ou está, aliás –, é fundamental para uma compreensão mais abrangente
e específica dos crimes associativos e,mais importante, do fenômeno do crime
organizado. Foi introduzida pelo autor na edição de 1939 do seu livro Principles of
144

De jure : revista juridica do Ministério Público do Estado de Minas Gerais,
Belo Horizonte, n. 11, 2008.

De Jure - Revista jurídica do ministério público de minas Gerais

criminology, sofrendo modificação na edição de 1947, o qual se tornaria the most
influentialtextbook in the history of criminology.
2. A teoria da associação diferencial
Sutherland constrói sua teoria com alicerce em alguns pilares, princípios que dizem
respeito ao processo pelo qual uma determinada pessoa mergulha no comportamento
criminoso:
a) o comportamento criminoso é aprendido, o que implica a dedução de que este não
é herdado e de que a pessoa não treinada no crime não inventa talcomportamento, da
mesma maneira que o indivíduo sem treinamento em Mecânica não cria invenções
mecânicas;
b) o comportamento em questão é aprendido em interação com outras pessoas, em
um processo de comunicação, que é, em muitos aspectos, verbal, o que não exclui
a gestual;
c) a principal parte da aprendizagem do comportamento criminoso se verifica
no interior de grupos pessoais privados,significando, em termos negativos, o
papel relativamente desimportante desempenhado pelas agências impessoais
de comunicação, do tipo dos filmes e jornais, na gênese do comportamento
criminoso;
d) a aprendizagem de um comportamento criminoso compreende as técnicas de
cometimento do crime, que são ora muito complexas, ora muito simples, bem como
a orientação específica de motivos, impulsos, racionalizações eatitudes;
e) a orientação específica de motivos e impulsos é aprendida a partir de definições
favoráveis ou desfavoráveis aos códigos legais, de feição que, em algumas
sociedades, o indivíduo está cercado por pessoas que invariavelmente concebem
os códigos legais como normas de observância necessária, ao passo que, em outras,
acontece o inverso, o mesmo se encontra cercado por pessoas cujas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Teoria da Associação Diferencial
  • Teoria da associação diferencial
  • TEORIA DA ASSOCIAÇÃO DIFERENCIAL
  • teoria da associação diferencial
  • Teoria da Associação Diferencial
  • TEORIA DA ASSOCIAÇÃO DIFERENCIAL
  • Algumas aplicações e teoria qualitativa das equações diferenciais ordinárias
  • Associação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!