Trauma Raquimedular

Páginas: 29 (7204 palavras) Publicado: 19 de abril de 2015
INTRODUÇÃO
O envelhecimento da população mundial, inclusive da brasileira1, implica em maior incidência de doenças crônico-degenerativas causadoras de demência, entre as quais destaca-se a doença de Alzheimer (DA)2. A DA é a causa mais comum de demência em idosos, acometendo de 1% a pouco mais de 6% da população a partir dos 65 anos e atingindo valores de prevalência superiores a 50% emindivíduos com 95 anos ou mais3. No Brasil, os dados epidemiológicos são semelhantes. Em pesquisa feita em Catanduva (SP), 7,1% das pessoas com 65 anos ou mais apresentavam demência, sendo que DA foi diagnosticada em 55,1% desses casos4.
O diagnóstico definitivo da DA depende de exame anatomopatológico de tecido cerebral obtido em biópsia ou necrópsia. A despeito dessa limitação, a segurança do diagnósticoclínico é elevada, não havendo, portanto, indicação de biópsia cerebral com esta finalidade. A DA tem curso lentamente progressivo, com duração média de oito anos entre o início dos sintomas e o óbito. Paralelamente às alterações cognitivas características da doença, transtornos de comportamento são comuns, sobretudo nas fases mais avançadas, representando significativo fator de estresse para osfamiliares e cuidadores5.
Há diversos aspectos éticos relacionados ao acompanhamento de pacientes com DA, como a questão da informação do diagnóstico provável ao paciente6 ou a autorização para a realização de necrópsia com intuito de confirmação diagnóstica ou com finalidade de pesquisa. Além disso, os cuidadores familiares de pacientes com diagnóstico da doença padecem de importante sobrecargafísica e psíquica que, não raro, levam a uma má qualidade de vida desses indivíduos7.
No Brasil, há muito poucos estudos sobre essas questões. O presente trabalho teve como objetivo investigar, por meio de questionário específico, as opiniões de 40 familiares cuidadores sobre aspectos relacionados ao diagnóstico e prognóstico destes pacientes.
















Conceito de doenças neurodegenerativas
Adoença de Alzheimer é a patologia neurodegenerativa mais freqüente associada à idade, cujas manifestações cognitivas e neuropsiquiátricas resultam em deficiência progressiva e incapacitação. A doença afeta aproximadamente 10% dos indivíduos com idade superior a 65 anos e 40% acima de 80 anos. Estima-se que, em 2050, mais de 25% da população mundial será idosa, aumentando, assim, a prevalência dadoença. O sintoma inicial da doença é caracterizado pela perda progressiva da memória recente. Com a evolução da patologia, outras alterações ocorrem na memória e na cognição, entre elas as deficiências de linguagem e nas funções vísuo-espaciais. Esses sintomas são freqüentemente acompanhados por distúrbios comportamentais, incluindo agressividade, depressão e alucinações. O objetivo destetrabalho foi revisar, na literatura médica, os principais aspectos que envolvem a doença de Alzheimer, como as características histopatológicas, a neuroinflamação e a farmacoterapia atual.

Histórico da Doença

Alois Alzheimer, médico alemão que viveu entre a segunda metade do século XIX e o início do século XX, publicou em 1907 o artigo intitulado “A characteristic serious disease of the cerebralcortex” em que apresenta os achados clínicos e anatomopatológicos de um caso peculiar. Trata-se da paciente Auguste D., atendida inicialmente aos 51 anos quando passou a apresentar sintomas delirantes caracterizados por ciúmes intensos em relação ao marido. Além disso, desenvolveu alterações de linguagem e de memória, bem como desorientação no tempo e no espaço que se instalaram logo em seguida e compiora progressiva. A paciente faleceu quatro anos e meio após o início dos sintomas em estágio avançado de demência, e foi submetida a exame anatomopatológico. 
Alzheimer observou acúmulo de placas características no espaço extracelular, chamadas de placas senis, e lesões neurofilamentares no interior de neurônios, distribuídas difusamente pelo córtex cerebral. Cinco anos após, em 1912, o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trauma raquimedular
  • Trauma raquimedular
  • trauma raquimedular
  • trauma raquimedular
  • Trauma Raquimedular
  • Trauma raquimedular
  • trauma raquimedular
  • trauma raquimedular

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!