Resumo Macroeconomia

Páginas: 12 (2772 palavras) Publicado: 28 de setembro de 2013
Texto 1: Conjuntura em foco

Créditos às pessoas físicas, inadimplência e a crise econômica internacional
Entender como está ocorrendo o crescimento de crédito no Brasil torna-se necessário para poder analisar a situação e evitar que esta vire uma “ bolha especulativa”, como ocorreu em outros países.
Utilizando o caso dos Estados Unidos que o sistema financeiro concedia financiamentoimobiliário a pessoas que não tinham uma renda compatível com a dívida adquirida, até pessoas ilegais conseguiam este tipo de financiamento. A ampliação de crédito fez com que o preço dos imóveis subissem continuamente e com a legislação vigente, que permitia que as pessoas renegociassem o contrato do empréstimo várias vezes. Quando o valor dos imóveis começou a cair, os bancos executaram asgarantias, mas mesmos assim não conseguiam reaver todo o valor devido. Isso só fez com que os valores dos imóveis caíssem mais.
No caso do Brasil, o crédito vem crescendo a taxas elevadas porém o nível de endividamento das famílias ainda é baixo se comparado a regiões que estão em crise. O crédito imobiliário cresceu acima da média, mas ainda está num nível a baixo ao apresentado pelos Estados Unidos.Chegou a ser 5,5% do PIB brasileiro em junho de 2012 enquanto o dos Estados Unidos era de 65% do PIB e o da África do Sul era de 27% do PIB.
O que mais preocupa é nível de comprometimento da renda das famílias com os juros e as amortizações, que estavam em 22%. Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o nível brasileiro é o mais alto em comparação aos países emergentes da América Latina –o México apresentava mais ou menos 5% e o Chile 15%. Até os Estados Unidos apresentavam um nível de comprometimento em torno de 11 %, segundo o FED ( Federal Reserve).
Isso gera uma hipótese de que elevado nível de comprometimento da renda junto com a alta taxa de inadimplência estaria limitando o crescimento de crédito no Brasil. Porém os dados dos BCB ( Banco Central do Brasil) demonstram quehá uma redução na mesma medida que houve o crescimento do comprometimento.
Dados disponibilizados em maio de 2012 demonstraram uma gradual redução. Visto que há uma diminuição das taxas de juros, renegociações das dívidas. O rendimento de trabalho estava em alta apesar da crise internacional. E também o aumento da participação do crédito habitacional fez com que houvesse uma redução compagamentos de juros e amortizações.
O grau de comprometimento da renda com juros e amortizações está correlacionado positivamente ao nível de inadimplência.Para entender esta correlação deve-se relembrar das implementações que ocorreram nos anos 2000 que acarretaram mudanças. As principais mudanças foram a regulamentação de crédito consignado, a criação do SCR ( Sistema de Informação de Crédito do BancoCentral), a Resolução nº 3.005 de julho de 2002, a aprovação da Lei nº 10.931 de dois de agosto de dois mil e quatro.
O impacto dessas refomas institucionais, foram variados. O principal apontado pelo texto foi a maior oferta de crédito pessoal com juros mais baixos. Essa oferta de crédito gerou aos basileiros uma facilidade para comsumir mais. Muitas pessoas, porém, passsaram a ter um padrão deconsumo superior a própria renda, o que contribuiu para a aceleração da inadiplência.
Desde o início de 2011, o movimento da alta inadiplencia tem sido liderado pelo crédito para a aquisição de veículos. Já o setor habitacional possuí uma taxa de empréstimos em atraso menor que a do setor automobilístico devido as suas características, pois para a maioria das famílias brasileiras, a residência éum bem essencial priorizado no momento de pagar as despesas e que leva mais tempo para ser adquirido tanto por conta dos bancos que concedem o financiamento quantos pelos próprios compradores que pensam duas vezes antes de comprar.
Ao mesmo tempo em que se fala de uma grande quantidade de crédito, já se verifica uma queda na taxa de inadimplência. Sendo assim podemos perceber que possuímos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo Macroeconomia
  • Macroeconomia Resumo
  • RESUMO MACROECONOMIA
  • Resumo- Macroeconomia
  • Resumo Macroeconomia
  • Resumo de macroeconomia
  • Resumo Macroeconomia
  • Resumo Macroeconomia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!