RESENHA CALVET

Páginas: 2 (355 palavras) Publicado: 16 de maio de 2015
RESENHA
ARAÚJO, Ronis da Silva
CALVET, L. JEAN. Sociolinguística: uma introdução crítica São Paulo:Parábola, 2002.
No capítulo um Calvet cita Meillet, que se opõe a escolha feita por Saussure, que focaliza o estudo do sistema desvinculado da sociedade, e também se opõe a dicotomia “sincronia ediacronia”, pois para ele, a estrutura só pode ser explicada a partir da história e da diacronia. No capítulo II, deacordo com Chaudenson, citado por Calvet, quando os escravos foram trazidos da África para as ilhas, para trabalhar nas plantações, eles eram misturados a outras pessoas de comunidades linguísticasdiferentes, e não podiam, comunicar-se em suas línguas maternas. E desenvolveram uma língua denominada de pidgin, fenômeno caracterizado como um estágio na evolução de aprendizagem de Língua Estrangeira.Durante o capítulo III, Calvet cita Tullio di Mauro, que se refere a um provérbio totalmente preconceituoso linguísticamente, que relaciona com o prestígio geográfico do país fronteiriço e seu poder econômico. Quanto mais pobre o país, mais marginalizado, embora a  história mostre que  o  sentimento  de  valor  podemudar no tempo. No capítulo quatro, Calvet, relata que, as variantesdiatópicas ou geográficas: são as variações de uma mesma língua em várias regiões. Basta pensar nas evidentes diferenças entre o modo de falar, por exemplo, de um lisboeta e de um carioca ou naexpressão de um gaúcho em contraste com a de um amazonense. Essas variações regionais constituem os falares ou dialetos. No capítulo cinco, Calvet, narra que, o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Calvet
  • resenha do livro sociolinguística, uma introdução crítica. Louis-Jean Calvet
  • Calvet Trabalho
  • Fichamento
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!