plano de aula

Páginas: 6 (1363 palavras) Publicado: 2 de julho de 2013

UFT CAMPUS DE PALMAS
CURSO ARTES E FILOSOFIA
Plano de Aula
Instituição: Colégio Estadual São José
Curso: 1º Ano Ensino Médio
Disciplina: Filosofia
Tema da aula: A libertação do oprimido
Duração: 40 minutos (Exposição) mais 20 minutos (arguição)
Professores: Ana Angélica, Ailton Sales, Edil Abreu e Patrícia Silva.
Objetivo geral: Mostrar o problema da consciência oprimida e opressorados homens.
Objetivos específicos:
- Conscientizar o oprimido e o opressor de sua situação;
- Identificar o sujeito oprimido e opressor;
- Mostrar como é o engajamento do oprimido na busca pela libertação.
- CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
DESENVOLVIMENTO
METODOLOGIA
AVALIAÇÃO
DESENVOLVIMENTO:
1. Justificativa da pedagogia do oprimido
Neste capítulo Paulo Freire lança bases teóricas e buscajustificar a proposta de construção de uma outra pedagogia, diferente da tradicional. Fazendo assim uma discussão filosófica – política sobre a relação de denominação em nossa sociedade, que ele chama de relação opressor – oprimido.
A contradição opressores – oprimidos. Sua superação.
Mostra como o dominador precisa para dominar, fazer com que o oprimido internalize a sua “inferioridade”, naqual o autor propõe a superação da contradição opressores – oprimidos, a partir da re– humanização dos oprimidos, o que somente seria somente possível quando esses expulsassem o dominador que estaria alojado dentro deles.
A situação concreta de opressão e os opressores
Existe a situação concreta de opressão e os opressores, em que os opressores vão se sentir oprimidos ao seu direitode pessoa, se sentem em uma situação de violência, ou seja, de opressão. Pois a partir daí vão perdendo o domínio sobre os oprimidos, que cria nos opressores uma consciência possessiva do mundo e dos homens.
A situação concreta de opressão e os oprimidos
Acontece a partir do momento em que os oprimidos passam a imitar os opressores, um exemplo é o do camponês quando diz a seu patrão:“Desculpe, nós deveríamos estar calados e o senhor falando, o senhor é o que sabe; nós os que não sabemos”. Neste caso os oprimidos são comparados assim como animal se sentindo cada vez mais presos ainda.
Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho: os homens se libertam em comunhão
Neste ponto, Freire destaca que o indivíduo oprimido não se liberta sozinho, mas em comunhãocom os outros que estão em situação semelhante. E um instrumento indispensável para essa ação conjunta seria então, o diálogo, mas alerta aí para as armadilhas da comunicação, em que podem cair inclusive as lideranças revolucionárias. O diálogo, então indica uma comunicação com alguém que é percebido como sujeito e não mero objeto.

METODOLOGIA:
Distribuição do roteiro do texto aos alunos,uso de slides, explicação do conteúdo para facilitar melhor compreensão do texto.
AVALIAÇÃO:
Neste capítulo I, o autor Paulo Freire tem o objetivo de caracterizar os opressores, expor a real situação dos oprimidos e apresentar alternativas para a solução dessa relação de opressor e oprimido, evidenciando que a libertação deve ser liderada justamente pelo próprio oprimido depois de agir sobresi deve refletir o mundo e assim transformá-lo.
Enfatiza a necessidade de se ter a consciência de liberdade além de pontuar o que ele denomina como Pedagogia do Oprimido onde a educação existe como uma prática de dominação e que precisa ser realizada para que surja uma educação com prática de liberdade. Pois, não basta somente que o oprimido tenha consciência da opressão, além disso, eledeve ter a consciência de que precisa transformar a realidade. Logo, a educação para com o oprimido é um trabalho de conscientização e politização.
Podemos identificar esta análise de Freire, com a “Identificação das classes oprimidas com a classe que as domina e explora. É, contudo, apenas uma parte de um todo maior. Isso porque por outro lado, as classes oprimidas podem estar emocionalmente...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • plano de aula
  • Plano de Aula
  • Plano de aula
  • plano de aula
  • Plano de aula
  • plano de aula
  • PLANO DE AULA
  • plano de aula

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!