PIB ECONOMIA

Páginas: 14 (3354 palavras) Publicado: 2 de setembro de 2014
Economia brasileira encolhe 0,6%
no 2º trimestre de 2014, diz IBGE
Dado do 1º tri foi revisado para recuo de 0,2%, configurando recessão técnica.
Queda nos investimentos teve forte impacto no resultado.


A economia brasileira encolheu 0,6% no segundo trimestre deste ano, na comparação com os três meses anteriores, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileirode Geografia e Estatística (IBGE).

O dado do primeiro trimestre de 2014 – que, ao ser divulgado, em maio deste ano, indicava expansão de 0,2% – foi revisado para queda de 0,2%. Com a sequência de dois trimestres seguidos de queda, configura-se um quadro que os economistas chamam de recessão técnica.
A última vez que o Brasil registrou uma recessão técnica foi no último trimestre de 2008 eprimeiro de 2009, durante a crise econômica mundial.
Em valores correntes (em reais), o Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre deste ano chegou a R$ 1,27 trilhão. Ele é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, e serve para medir a evolução da economia. Esse cálculo pode ser feito tanto do lado da produção (riquezas) quanto dos gastos (demanda) – os dois valores são iguais.Os principais impactos no PIB entre abril e junho vieram do recuo nos investimentos (5,3%) e na indústria (1,5%). Para analistas ouvidos pelo G1, a Copa e a crise na indústria foram decisivos para o resultado. "A principal causa foi a queda dos investimentos. Já tem algum tempo que eles estão caindo, mas a queda foi forte nesse trimestre", analisa Rebeca de La Rocque Palis, gerente da Coordenaçãode Contas Nacionais do IBGE.
Na comparação com igual período do ano passado, a queda do PIB foi de 0,9%. No acumulado em quatro trimestres encerrados no 2º trimestre de 2014, a atividade doméstica ainda registra alta, mas de apenas 1,4%.

Recessão técnica
Ao comentar a situação de recessão técnica, o IBGE entende que houve estabilidade na economia no primeiro trimestre. "A gente considera quedae crescimento quando o numero é de 0,5 pra cima e queda de 0,5 para baixo", explica Rebeca.
Como é considerada a possibilidade de recuperação no curto prazo, a recessão técnica difere de uma recessão mais profunda, quando há também aumento do desemprego e falência de empresas.
Após a divulgação do PIB, o ministro Guido Mantega disse que não se deve falar em recessão. "Para mim, é uma paradaprolongada", afirmou. "Estamos falando de dois trimestres, e sabemos que a economia está em movimento. Recessão é quando tem desemprego aumentando e a renda caindo, aqui temos o contrário."

Menos investimentos
Os investimentos sofreram forte queda de 5,3% em relação ao trimestre anterior (1º trimestre de 2014), puxando o resultado negativo do PIB.
Na comparação com igual período do ano passado abaixa chega a 11,2%.
"O destaque negativo são realmente os investimentos, que já têm quatro trimestres com taxas negativas e a taxa ainda mais negativa nesse trimestre”, afirma Rebeca.   "O menor resultado antes desse foi no primeiro trimestre de 2009, quando (os investimentos) caíram 11,8%."
Segundo a analista, a queda forte é influenciada por outros componentes do investimento, comoconstrução civil e produção de máquinas e equipamentos.
Gastos do governo
Os gastos do governo recuaram 0,7% em relação ao trimestre anterior. "O consumo do governo [nesse trimestre] foi o menor desde o terceiro trimestre de 2012, quando teve queda de 0,8%”, completou Rebeca.
Na comparação com igual período de 2013, houve expansão de 0,9%.
Consumo das famílias
O consumo das famílias cresceu a uma taxade 0,3%, e, em relação ao 2º trimestre do ano anterior, a expansão foi de 1,2%.
"A gente vê menos (crescimento) do que o que tinha ocorrido no primeiro trimestre, mas continuou crescendo", avalia a gerente. O IBGE só considerou as quatro regiões que foram divulgadas pela Pesquisa Mensal de Emprego (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Recife), e não considerou Salvador e Porto Alegre na...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pib economia
  • economia pib
  • Economia-pib
  • Economia pib
  • PIB ECONOMIA
  • Pib economia
  • Economia
  • Economia PIB

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!