Paralisia Facial

Páginas: 11 (2716 palavras) Publicado: 26 de setembro de 2014
ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NA PARALISIA FACIAL PERIFÉRICA ESTUDO DE CASO

Morgani Dalpiás*
Carla Regina Moreira Camargo**
* Acadêmica do 9º período de Fisioterapia
** Docente Supervisora de Estágio em Fisioterapia na área de Neurologia
Faculdade União das Américas - Uniamérica, Foz do Iguaçu, Paraná

RESUMO
A paralisia periférica é uma lesão de neurônio motor inferior, sendo que aparalisia de Bell é a
mais comum e de etiologia desconhecida, e a assimetria facial é o que chama mais atenção no
diagnóstico, e tem geralmente um bom prognóstico. Este estudo apresenta um estudo de caso
com paciente com diagnóstico de paralisia facial e tem como objetivo demonstrar se a
cinesioterapia juntamente com a crioterapia é um método eficiente no tratamento da paralisia
facial. Osresultados do presente estudo foram de melhora da mímica facial e da simetria da
face, concluindo-se que a técnica utilizada é eficiente. Porem em relação aos outros estudos
comparados deve-se realizar pesquisas mais sistematizadas.

Palavras-chave: Paralisia facial de Bell, simetria facial e tratamento fisioterapêutico.

INTRODUÇÃO

A paralisia de Bell é a mais frequente das paralisias faciais epode ser definida como
uma paralisia do tipo neurônio motor inferior, portanto periférica (HUNGRIA, 2000, p. 420).
Os termos paralisia facial idiopática ou de paralisia de Bell são utilizados na literatura para
caracterizar aqueles pacientes com quadro agudo de paralisia facial com caraterística
periféricas e sem um diagnóstico etiológico definido (LAZARINI, MITRE & SZAJUBOK,
2002, 395).
Onervo facial é considerado um nervo misto, embora essencialmente motor: cerda de
7.000 neurofibrilar de função motora e 3.000 de caráter sensorial (HUNGRIA, 2000, p. 408).
Em virtude de sua peculiar situação de enclausuramento em canal ósseo, num trajeto de 30-35
mm, desde o fundo do meato acústico interno até o forâmen estilomastóideo, o nervo facial
está sujeito a processos infecciosos oucompressivos, de variada natureza, que podem
interromper seu influxo nervoso, acarretando bloqueio total (HUNGRIA, 2000, p. 411).

A teoria patogênica mais aceita sobre a paralisia de Bell é de distúrbio vascular da artéria
estilomastóidea, que se processaria consoante ao seguinte esquema: espasmo arteriolar –
isquemia do nervo – lesão dos capilares – edema – compressão – estase linfática evenosa –
anóxia – círculo vicioso (HUNGRIA, 2000, p. 420). Têm sido comprovadas titulagens
sangüíneas elevadas para anticorpos específicos antivirais do herpes simples, da varicelaZoster, do Epstein-Barr e do citomegalovírus em pacientes com paralisia de Bell (HUNGRIA,
2000, p. 421). Parece haver, portanto, duas modalidades de paralisia de Bell: a neuropatia
vascular edematosa e a de neuriteintersticial a vírus (HUNGRIA, 2000, p. 421). Jongkess
citado por Hungria (2000, p.420) dá grande valor a causas psicossomáticas.
Diante de uma paralisia facial periférica, o diagnóstico clínico de paralisia de Bell é
feito por exclusão de outras possíveis causas (LAZARINI, MITRE & SZAJUBOK, 2002, p.
396) como mostra a figura 1na p. 08. Nos últimos anos, observa-se um aumento importante
do númerode casos traumáticos, principalmente em decorrência de acidentes de transito e
ferimentos por arma de fogo causas (LAZARINI, MITRE & SZAJUBOK, 2002, 396).
A dor de ouvido ou em torno dele freqüentemente precede a paralisia de Bell e uma
história de corrente de ar no lado da face pode ser significativa. A paralisia de Bell também
pode ser acompanhado de edema da parótida (Síndroma deMelkersson), (BULL, 1997, p.
91). A assimetria facial, com repuxamaento dos traços fisionômicos para o lado são,
apagmento dos sulcos e rugas do lado doente, chama a atenção de imediato alem de que na
hemiface enferma , o piscamento não acompanha o da outra hemiface e o olho não se fecha
tanto, a asa do nariz aproxima-se do septo nasal estreitando a narina, que não se dilata
durante as inspirações;...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Paralisia facial
  • Paralisia Facial
  • Paralisia Facial
  • Paralisia facial
  • Paralisia Facial
  • Fisioterapia na paralisia facial
  • Fisioterapia na Paralisia Facial Periférica
  • Paralisia Facial IMPRIMIR

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!