oi amor

Páginas: 2 (266 palavras) Publicado: 12 de outubro de 2014
Freud começa por se apresentar e contar o motivo de suapalestra, além de ressalvar que não é necessária uma “culturamédica” para acompanhar a sua exposição. De formamodesta declaraque qualquer tipo de mérito dado à psicanálise não deve ser dado aele, uma vez que ele não participou das suas origens.



Primeira LiçãoHisteria e hipnose

A apresentação começa com um caso do Dr. Breuer, antigo professorde Freud. Era uma jovem de 21 anos, com tudo para ser uma menina supersaudável. Porém elamanifestou uma doença que durou mais de 2 anos comuma série de perturbações físicas e psíquicas um tanto quanto graves:paralisias nas extremidades do lado direito docorpo, perturbações oculares,repugnância pelos alimentos, impossibilidade de beber água, além deestados de

absence

.Quando uma pessoa apresenta um quadro desse tipo enão háanomalias nos órgãos vitais mas é sabido que ela tem certa “fraqueza”emocional, chega-se ao diagnóstico de

histeria,

o que não facilita muito ascoisas quandocomparado a um problema cerebral orgânico, uma vez quepodem ser entendidos como transgressores da ciência médica.Foi aí que o Dr. Breuer fez diferença: não negou simpatianem atençãoà moça, apesar de também não garantir uma cura. Em um dos seus estadosde

absence

, a paciente murmurava palavras e foi através delas que umtrabalho maisconciso pôde começar: o médico as anotara e repetira para amoça, que se encontrava em um estado hipnótico, com o intuito de fazercom que ela associasse idéias. A partirdaí tudo o que ela falava eraassociado com seu quadro de sintomas. Depois se percebeu que quando osintoma era exteriorizado energeticamente, ele era curado! Em outras
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • OI amor!!!
  • Oi amor
  • Oi oi oi, oi oi oi oi
  • oi oi oi oi oi
  • O oi do oi como o oi no oi
  • Oi oi oi oi
  • oi oi oi oi
  • oi oi

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!