Odontologia

Páginas: 5 (1080 palavras) Publicado: 29 de abril de 2013
INTRODUÇÃO

O trabalho foi realizado pela fonoaudiológico, no qual tinha por objetivo investigar as possíveis alterações, causadas pelo modo respiratório, na mastigação de crianças com dentição decídua completa, respiradoras orais e nasais.
A respiração oral modifica, em muitos casos, o funcionamento e as estruturas que compõem.
o sistema estomatognático, com isso o indivíduo não podemastigar corretamente o alimento, devido à necessidade de respirar. Quando há impedimento da respiração nasal, estabelece-se uma respiração oral que pode ser viciosa.
As causas orgânicas mais freqüentes da obstrução nasal são: hipertrofia de adenóide, rinite alérgica, desvia de septo, sinusite, bronquite, hipertrofia dos cornetos nasais e infecções crônicas das amígdalas palatinas.
O respirador oralgeralmente apresenta os lábios abertos com alterações de tônus, o superior pode apresentar retração ou encurtamento e o lábio inferior com eversão e aspecto seco e rachado. A hipotonia e hipofunção dos músculos elevadores da mandíbula (masseteres, temporais, pterigóideos mediais) e a mandíbula encontra-se rebaixada para facilitar a entrada de ar pela boca, alongando o músculo bucinador.
Amastigação das crianças respiradoras orais costuma ser ruidosa, desordenada, rápida e com lábios entreabertos (pela impossibilidade de respirar pelo nariz). Como a necessidade respiratória é superior à de mastigar. A diminuição dos golpes mastigatórios, pois o indivíduo que respira pela boca evita alimentos com consistência mais dura.
A criança respiradora oral de três a quatro anos pode apresentaralterações de oclusão, posição da mandíbula posteriorizada, boca aberta e olhar perdido. Porém, as alterações que apresentarão até a puberdade, dependerão da intensidade e da freqüência da respiração oral.

MÉTODOS

Esta pesquisa foi realizada em duas escolas públicas de Educação Infantil, da rede municipal, de São Caetano do Sul escolhidas aleatoriamente, após autorização da Diretoria de Ensino.Foram entregues aos pais e/ou responsáveis de todas as crianças entre quatro e cinco anos e meio de idade, uma carta informativa sobre a pesquisa e um termo de consentimento que deveria ser por eles assinado, para que ficassem esclarecidos quanto ao estudo e pudessem se interessar na participação.
Foram avaliadas crianças que apresentam dentição decídua completa, que se completa por volta dos trêsanos e não sofre modificações até os seis anos de idade, quando se dá a erupção do primeiro molar permanente.
Foi enviado aos pais, pelas professoras, um questionário com quatro perguntas diretas sobre o modo respiratório da criança.
As crianças passaram por uma avaliação miofuncional oral, ou seja, houve a avaliação funcionalmente da musculatura. Foram avaliados os seguintes aspectos: planosagital- cabeça; plano frontal- ombros; plano dorsal- escápulas; olhos; olheiras; nariz; narinas; bochechas; lábios; competência labial; tônus dos lábios; aspectos dos lábios; simetria labial; tônus mentual; posição habitual da língua; altura do palato; largura do palato; mobilidade de língua; mobilidade de lábio; e função respiratória.
As crianças foram divididas em dois grupos a partir do cruzamentodas respostas do questionário encaminhado pelos pais com as evidências encontradas na avaliação: grupo de crianças respiradoras nasais (RN) e grupo de crianças respiradoras orais (RO), foi avaliado 46 crianças. Sendo 23 crianças de cada grupo.
A avaliação da função mastigatória foi feita por meio de observação direta, uma vez que o método de avaliação funcional dirigida faz parte do trabalho dofonoaudiólogo e por gravação por meio de uma câmera de vídeo marca JVC GR AX730, apoiada em um tripé, posicionado a um metro e meio do encosto da cadeira, onde a criança permanecia sentada. A avaliadora ofereceu a cada criança metade de um pão francês, alimento sugerido por alguns autores e foi solicitado que comesse como de costume.
O protocolo utilizado para a avaliação da função...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ODONTOLOGIA
  • Odontologia
  • odontologia
  • odontologia
  • Odontologia
  • Odontologia
  • Odontologia
  • Odontologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!