Nosso medo mais profundo

Páginas: 2 (277 palavras) Publicado: 29 de janeiro de 2014
Nosso Medo Mais Profundo
(Marianne Williamson)

"Nosso medo mais profundo não é o de não sermos bons o suficiente. O nosso medo
Mais profundo é o desermos poderosos além das medidas. É a nossa luz, e não a nossa
Escuridão, o que mais tememos. Por isso nos perguntamos: Quem somos para nos
Considerarmosbrilhantes, maravilhosos, talentosos, fabulosos?
Nós somos crianças de Deus. A nossa falsa humildade não vai servir o mundo.
Não há nada de iluminado nesseencolher-se para que outros não se sintam inseguros à
Nossa volta.
Estamos todos aqui para irradiar, como fazem as crianças e, à medida que deixamos a
Nossaluz brilhar, inconscientemente damos aos outros permissão para que brilhem
Também.
À medida que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença,Automaticamente, liberta os outros para que façam o mesmo.
A segurança só para alguns é, de facto, a insegurança para todos.
Democracia com fome, sem educação esaúde para a maioria é como uma concha vazia.
Depois de escalar uma grande montanha, descobrimos apenas que há muitas outras
Montanhas para escalar.Marcados nessas pedras, você vai encontrar a dor da nossa luta, a tristeza das nossas
Perdas e os alicerces da nossa vitória.
Países avançados vivem num círculo deriqueza. Além destes, há um grupo que vive
Numa espécie de lusco-fusco económico e um maior número de países que vive nas
Trevas económicas. Para o mundoviver em paz é preciso que o círculo de luz seja
Expandido."

"Our Deepest Fear", publicado por Marianne Williamson, em 1992 no livro "A Return to Love”.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O eu profundo
  • Medo
  • O medo
  • Medo
  • o medo e o medo
  • Medo
  • medo
  • Medos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!