Melissa officinalis

Páginas: 8 (1901 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013
Adaptações fisiológicas e anatômicas de Melissa officinalis L. (Lamiaceae) cultivadas sob malhas termorrefletoras em diferentes intensidades luminosas



Physiological and morphological adaptations of Melissa officinalis L. (Lamiaceae) cultivated under thermo-reflector shading nets at different luminous intensities





Brant, R.S.I, *; Pinto, J.E.B.P.II; Rosal, L.F.III; Alves, C.II;Oliveira, C.II; Albuquerque, C.J.B.IV

IEmbrapa Cocais, Alameda Santos Dumont, 18, Bairro Anil, CEP: 65065-470, São Luís-Brasil
IIUniversidade Federal de Lavras, Caixa Postal 3037, CEP: 37200-000, Lavras-Brasil
IIIInstituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará, Rodovia BR 316, km, 62, Bairro Saudade, CEP: 68740-970, Castanhal-Brasil
IVEmpresa de Pesquisa Agropecuária de MinasGerais, Unidade Experimental do Triângulo e Alto Paranaíba. Rodovia BR 050, km 63, Bairro Marta Helena, CEP: 38402-019, Uberlândia-Brasil





RESUMO

Objetivou-se, com a realização da pesquisa, avaliar modificações fisiológicas e anatômicas em plantas de melissa, cultivadas sob malhas termorrefletoras (Aluminet®), em diferentes níveis de sombreamento, visando conhecer a plasticidadefenotípica em resposta de adaptação a diferentes quantidades de luz. Os tratamentos foram caracterizados por plantas submetidas a pleno sol e a 20 e 60% de intensidade luminosa, e arranjados conforme o delineamento inteiramente casualizado (DIC). As quantificações de clorofila foram feitas em quatro repetições, as medições das epidermes e parênquimas foram repetidas 15 vezes e utilizou-se 10repetições para as avaliações das características de cloroplastos e grãos de amido destes. Plantas submetidas a 20% de intensidade luminosa apresentaram maior quantidade de clorofila a e, portanto, maior razão clorofila a/b. Comparativamente, as folhas de melissa a pleno sol e a 60% de luz apresentaram células da epiderme adaxial mais espessas, mas as células da epiderme abaxial mostraram característicasencontradas em folhas de sombra, ou seja, mais finas. Quanto maior a intensidade luminosa, maior o número de cloroplastos, porém, a pleno sol mostraram-se mais finos e com menor área. Os grãos de amido de plantas cultivadas sob ambientes sombreados tiveram maior área e ocuparam maior parte nos cloroplastos de plantas a 60% de intensidade luminosa. Assim, plantas de melissa, quando submetidas aosombreamento, tiveram plasticidade fenotípica.

Palavras-chave: plantas medicinais, cloroplasto, epiderme, sombreamento, aluminet

ABSTRACT

The aim of this study was to evaluate physiological and anatomical modifications in lemon balm plants, cultivated under thermo-reflector nets (Aluminet®) at different levels of shading, in order to understand the phenotypic plasticity in adaptationresponse to different light quantities. The treatments were characterized by plants subjected to full sun and 20 and 60% of luminous intensity, and arranged in completely randomized design (CRD). The quantifications of chlorophylls were done in four replicates, the measurements of epidermis and parenchymas were repeated 15 times and 10 replicates were used to evaluate characteristics of chloroplasts andtheir starch grains. Plants subjected to 20% of luminous intensity showed higher quantity of chlorophyll a and, therefore, higher chlorophyll a/b ratio. Lemon balm leaves under full sun and 60% of light showed thicker adaxial epidermis cells, but the abaxial epidermis cells showed characteristics found in shaded leaves, i.e., they were slender. The higher the light intensity, the larger the numberof chloroplasts; however, under full sun, they were slender and had smaller area. The starch grains of leaves grown under shaded environments showed larger area and, at 60% of luminous intensity, occupied the largest part of chloroplasts. Thus, lemon balm plants, subjected to shading conditions, showed phenotypic plasticity.

Key words: medicinal plants, chloroplast, epidermis, shading,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Melissa officinalis
  • Erva cidreira melissa officinalis
  • Melissa officinalis L.
  • Trabalho de farmacognosia melissa officinalis
  • melissa
  • Melissa
  • Melissa
  • MELISSA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!