MANEJO NA CRIA O DE SU NOS

Páginas: 10 (2346 palavras) Publicado: 21 de agosto de 2015
MANEJO NA CRIAÇÃO DE
SUÍNOS

MANEJO DA
GESTAÇÃO AOS
LEITÕES
Julliet Teixeira de Oliveira
Médica Veterinária

Gestação em suínos

Estado resultante da fecundação da um óvulo pelo
espermatozóide
Envolve o desenvolvimento, no útero, do feto que foi
gerado pela fecundação
Encerra na expulsão, chamada de parto ou nascimento

Gestação em suínos
• Tempo de gestação no suíno
Animal

Tempo degestação (dias)

Vaca

280

Ovelha

147

Porca

113

Cabra

147

Égua

345

Cadela

64

Gata

65
DUKES, 1996

Porca

114 - 115
FERREIRA, 2012

Gestação em suínos
Diagnóstico da gestação
 Métodos devem ser:
 Práticos
 Baratos
 De execução rápida
 Não prejudicar a fêmea

 Métodos de diagnóstico da gestação:


Diretos: palpação retal e ultrassonografia



Indiretos: retorno do cio

Gestação emsuínos
Palpação retal
• Avalia-se:
– diâmetro comparativo entre a artéria uterina e a artéria ilíaca
– volume uterino

• Realizado entre 30 e 60 dias após cobertura

Manejo das matrizes gestantes
Preparação da maternidade
• Local : - Limpo, seco e com o mínimo de ruídos possíveis
• - Recomenda-se salas separadas das demais instalações
• - Vazio sanitário – antes da entrada das fêmeas
gestantes
• -Transferir as porcas 7 dias antes do parto previsto
Adaptação : ambiente, ração, bebedouro, piso e
principalmente a mudançade temperatura (16 e 22° C)

Manejo das matrizes gestantes

• Temperatura:
– Manejo correto de cortinas ou janelas;
– Evitar oscilações térmicas acentuadas;

• Boa ventilação

Temperaturas = prolongam a duração do
parto e aumenta taxa de natimortos.

Manejo das matrizesgestantes

• Água: Não pode faltar!!
– Porca em lactação bebe entre 20 a 30 litros de
água por dia

• Alojamento:
– Porcas presas na gestação produzem mais leitões
nascidos por leitegada do que as soltas.
– Na maternidade porcas mantidas presas
apresentam maior mortalidade do que aquelas
soltas.

Manejo das matrizes gestantes

2- Cuidados com os leitões durante o parto:
• Ambiente:
– limpo
–Desinfetado
– Seco
– aquecido (32°C)

• O parto demora de 2 a 6 horas, tem que ser
100% assistido.

Parto
• = nascimento
• é a saída do feto do útero materno
MANEJO
 Fêmea → maternidade → 7 dias antes
 Parto normal → abertura e dilatação da via fetal →
provocadas pelas contrações rítmicas do útero → bastante
dolorosas
 Duração do parto → 2 a 6 horas

Parto
SINTOMAS PRÉ-PARTO:
 Fêmea inquieta
 Não sealimenta
 Edemaciação dos lábios vulvares
 Aumento do complexo mamário
 Gotas de leite → próximas 18 a 24 horas
 Jatos de leite → próximas 6 horas

Fêmea próximo ao parto

Lactação

Inicia logo após o parto

DURAÇÃO

Determinada pela granja = 21 a 35 dias

Pico secreção ao redor da terceira semana de lactação = 12 kg/dia

Secreção do leite – depende dos estímulos nos nervos sensitivosdas tetas ou pele do complexo mamário →levam a hipófise
posterior a secretar ocitocina ⇨ descida do leite

Manejo da fêmea em lactação
•grupos de leitegadas ou isoladas em celas parideiras

Lactação
Leitegada
o 1ª semana: maman de 10-15 min. → Intervalo de 45 min
Cuidados com o matriz em lactação:
- ajudá-la a levantar-se para beber água e urinar
- não fornecer ração no dia do parto
- ração delactação: 16 a 18 % PB e 3400 kcal ED/kg
- aumentar a quantidade de ração gradativamente até o
máximo indicado para fase
- arraçoamento: 4 refeições/dia

Lactação
Esquema:
 1º dia – 0,0 kg ração
 2º dia – 1,0 kg M e 1,0 kg T
 3º dia – 1,5 kg M e 1,5 kg T
 4º dia – 2,0 kg M e 2,0 kg T
 A partir do 5º dia – à vontade, sendo distribuída em 4
refeições (às 7:00 ; às 11:00 ; às 14:00 e às 17:00h)

Desmame e retorno do cio
 Desmame: 21 a 35 dias
 Retorno ao cio pós-desmame: 3 a 12 dias
• Fatores que influenciam o IDC
1- manejo da nutrição e da alimentação
2- duração da lactação
3- ordem do parto e ambiente
4- raça e condições patológicas do trato reprodutivo
5- micotoxinas
6- desmame parcial da leitegada e aleitamento interrompido

Fêmea na Gaiola de maternidade

CUIDADOS COM...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • CRIA O E MANEJO DE EQUINOS
  • MANEJOS NA CRIA O DE COLEIROS
  • Cuidados com manejo de ovinos de crias múltiplas
  • AULA 4 SR Material escrito manejo de cria recria e engorda
  • Cria O
  • A Cria O
  • cria
  • cria

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!