Institucional

Páginas: 14 (3453 palavras) Publicado: 9 de junho de 2015
 Maternidade relacionada ao biopoder e biopolítica
A partir dos conceitos do biopoder e biopolítica relacionados com questão da maternidade na adolescência, buscamos alguns conceitos e também artigos, e partir destes nos baseamos parar construir o trabalho. Primeiro, buscamos compreender a questão do biopoder e biopolítica para depois relacionar com a questão da maternidade. Podemos compreenderentão que a maternidade na adolescência só veio a ser um problema de saúde pública voltada a uma estratégia biopolítica em torno do corpo social, que teve como centro de atenção, a gravidez na adolescência.


















Maternidade na adolescência relacionada ao biopoder e biopolítica
Segundo Carlos Trindade, Negri propõe a diferença entre o biopoder, como sendo o queinveste suas tecnologias de controle sobre as redes de produção, com objetivo de gestioná-las, absorvê- las e neutralizá-las, e a biopolítica, se propondo a “espaços nos quais se desenvolvem relações, lutas e produções de poder” (Negri, 2003, p. 106).
Foucault, (1977 apud NUNES, 20013, p. 3), diz que foi depois da constituição do biopoder, que a maternidade passou a ser o centro da vida feminina, sendoentão considerada um ideal e identificada como sua essência e natureza. Neste processo, foi criada como o destino politicamente desejável para as mulheres, em um contexto que outras possibilidades de vida foram classificadas como desviantes e antinaturais".
A população começou a ser pensada como fonte de riquezas das nações, depois de uma preocupação política com a produção da vida e também daqualidade do corpo social, a mulher e a maternidade então se tornaram objetos de controle e intervenção. O que entrava em destaque era a formação de uma biopolítica como condição de possibilidade de manejo das fontes de vida para a produção da riqueza matéria e também regulação dos laços sociais segundo Foucault (1977 apud NUNES, 2013, p.4). Sendo assim a sexualidade se torna um grande alvo dessabiopolítica, pois seria pela ordem da reprodução individual e coletiva.
Em torno desse processo se constituiu a família nuclear burguesa, que foi considerada, desde o século XVIII, o espaço ideal para a construção do biopoder, pois nela estaria a matriz da produção e reprodução dos indivíduos. A mulher ganhou então não só um novo valor dentro da ordem familiar, mas também o poder de ter autoridadesobre o espaço doméstico, sendo a responsável pela produção de uma família saudável. A mãe tornou-se um dos princípios do biopoder, constituindo-se no agente familiar de um projeto mais global de higiene social, alega Donzelot (1980 apud NUNES, 2013, p.4). Mas transformar uma mulher em mãe exigiu medicalização do corpo feminino. Instituem-se então regras de higiene, abrindo uma estratégia decontrole da vida e sexualidade feminina que deve começar desde a infância.
Nunes (1991 apud Idem, 2013, p.4), diz:
Modos de vida, vestimentas, hábitos alimentares, lazer, ciclos hormonais, condutas sexuais, parto, aleitamento, cuidados com os filhos, tudo deveria ser pensado e medido de acordo com prescrições médicas que visavam conter os excessos e ardores femininos, adestrando as mulheres para amaternidade.

Segundo Correa (2011 apud NUNES, 2013, p.4), a mulher tem uma ampliação do horizonte feminino, deixa de atuar só como mãe e passa a ter mais liberdade sexual e também a entrada no mercado de trabalho, os quais abriram novas oportunidades para as mulheres. Mas isto não significou muito no processo de medicalização, e muito menos uma mudança no projeto biopolitico de gestão populacional,ao contrario, isso se torna ainda maior, devido ao desenvolvimento de novas formas de controle da fecundidade e da concepção, da possibilidade de intervenção nos ciclos hormonais femininos, das pesquisas genéticas com fins preditivos e das técnicas de reprodução assistida. Isso evidencia a possibilidade de um controle real e mais eficaz sobre os processos reprodutivos.
Nunes (2013, p.5) lembra...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Institucional
  • Institucional
  • INSTITUCIONAL
  • Psicologia institucional
  • Avaliação institucional
  • Análise institucional
  • Caracterização institucional
  • Analise institucional

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!