filosofia de santo agostinho

Páginas: 12 (2821 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2013
A filosofia de Santo Agostinho
Uma das maiores personalidades da história universal, Santo Agostinho foi um grande
retórico, um grande filósofo e um grande santo da Igreja. Sua obra, ao mesmo tempo
vasta e profunda, exerceu e exerce muita influência em toda a cultura ocidental.
A sua vida, muito conhecida, torna-o inteligível também para muitos não-cristãos.
Retórico, homem do mundo, carnal, fezum longo esforço para encontrar a chave da
inquietação que o devorava. Primeiro maniqueu, depois platônico, finalmente convertido,
num célebre momento que ele mesmo contou com um gênio inimitável.
Depois da conversão, e sem pretendê-lo, é ordenado sacerdote. Chega ao episcopado da
mesma maneira. E desde esse momento, no meio de muitas vicissitudes críticas, carrega
sobre si grande parte daresponsabilidade da Igreja; assim, por exemplo, no auge da
heresia de Pelágio ouem face do cisma dos donatistas. No momento da sua morte, é todo
um símbolo. Morre em Hipona quando os vândalos sitiavam a cidade. Com ele, morre a
cultura antiga e nasce outra nova. Porque Santo Agostinho foi um homem do seu tempo.
Versado em todas as artes clássicas, foi sempre um retórico de grande habilidade,jogando com as palavras num malabarismo que conseguia sempre escapar à
superficialidade. Diríamos que o seu pensamento é tão profundo que supera as
habilidades do retórico.
Inicialmente, escreve filosofia, porém mais tarde dedica as suas forças à pregação, sem
descuidar uma enorme correspondência. Escreve também muitos tratados teológicos, de
exegese bíblica, etc.
Não citaremos aqui as obrasteológicas; limitar-nos-emos às de caráter filosófico: Contra
Acadêmicos, crítica do ceticismo; De beata vita, sobre a felicidade; De ordine, sobre a
origem do mal: os Coliloquia, um apaixonado diálogo consigo mesmo sobre a imortalidade
da alma; De immortalitate animae; De quantitate animae, sobre a mesma questão; De
magistro, sobre a educação com um enfoque psicológico.
Santo Agostinho nãoconstruiu um sistema filosófico completo, ainda que as idéias
básicas se mantenham constantes e acusem um claro predomínio platônico. Ele mesmo
nos conta que começou a ler uma obra de Aristóteles e não pôde prosseguir. Talvez o
tenha afastado o estilo entrecortado, desencarnado, a falta dessa alma que Santo
Agostinho buscava em tudo. Santo Agostinho não parece feito para encerrar a realidade
emcategorias. A sua reflexão parte sempre da vida: das coisas que se passam ao seu
redor, das idéias dominantes, dos ataques contra a fé, da interioridade da sua alma.
A BUSCA DA VERDADE
A filosofia agostiniana é uma constante busca da verdade, que culmina na Verdade, em
Cristo. É um movimento incessante, uma paixão, e, precisamente, a paixão principal: o
amor. “Amor meus, pondus meum”, o amor é o pesoque dá sentido à minha vida.
Verdade e Amor.“Fizeste-nos, Senhor, para Ti e o nosso coração estará inquieto enquanto
não descansar em Ti”, diz nas Confissões.
Essa “passionalidade” da filosofia agostiniana não é em nenhum momento irracionalismo
ou voluntarismo. Se incita a ter fé para entender, também anima a entender para crer
melhor. Nada nos pode fazer duvidar da possibilidade de chegar àverdade. Nada valem
os argumentos céticos. Si fallor, sum: se me engano, é uma prova de que sou, diz,

antecipando-se, num contexto muito diferente, a Descartes. E com mais clareza: “Sabes
que pensas? Sei. Ergo verum est cogitare te, logo é verdade que pensas”.
A verdade está no interior do homem. “Não queiras sair para fora; é no interior do homem
que habita a verdade”. E há verdadesconstantes, inalteráveis, para sempre. Dois mais
dois serão sempre quatro. Santo Agostinho tenta esclarecer de onde pode vir essa
verdade. Não das sensações, diz, porque essas são e não são, são mutáveis, efêmeras.
Tampouco do espírito humano, que, por profundo que seja, é limitado. Essas verdades
eternas só podem ter por autor Aquele que é eterno: Deus. São reflexos da verdade
eterna, que nos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A filosofia medieval de santo agostinho
  • A Filosofia De Santo Agostinho
  • Santo agostinho e a filosofia
  • Filosofia Medieval Santo Agostinho
  • Filosofia de santo agostinho
  • A contribuição da filosofia de santo agostinho para a educação
  • Trabalho de Filosofia Medieval: Santo Agostinho
  • o problema do mal na filosofia de santo agostinho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!