Eloquencia singular

Páginas: 3 (696 palavras) Publicado: 7 de maio de 2015
Língua Portuguesa – Noções de Concordância Verbal

Eloquência
singular
Fernando Sabino

Mal iniciara seu discurso, o deputado embatucou:
— Senhor Presidente: não sou daqueles que...
O verbo ia para osingular ou para o plural? Tudo indicava o plural. No entanto, podia
perfeitamente ser o singular:
— Não sou daqueles que...
Não sou daqueles que recusam... No plural soava melhor. Mas era precisoprecaver-se
contra essas armadilhas da linguagem – que recusa? – que ele tão facilmente caía nelas, era
logo massacrado com um aparte. Não sou daqueles que... Resolveu ganhar tempo:
— ... emboraperfeitamente cônscio das minhas altas responsabilidades, como
representante do povo nesta Casa, não sou...
Daqueles que recusa, evidentemente. Como é que podia ter pensado em plural? Era
um desses casos queos gramáticos registram nas suas questiúnculas de português: ia para o
singular, não tinha dúvida. Idiotismo de linguagem, devia ser.
— ... daqueles que, em momentos de extrema gravidade, como esteque o Brasil
atravessa...
Safara-se porque nem se lembrava do verbo que pretendia usar:
— Não sou daqueles que...
Daqueles que o quê? Qualquer coisa, contanto que atravessasse de uma vez essatraiçoeira pinguela gramatical em que sua oratória lamentavelmente se havia metido logo de
saída. Mas a concordância? Qualquer verbo servia, desde que conjugado corretamente, no
singular. Ou no plural?
— Nãosou daqueles que, dizia eu – e é bom que se repita sempre, senhor Presidente,
para que possamos ser dignos da confiança em nós depositada...
Intercalava orações e mais orações, voltando sempre ao pontode partida, incapaz de se
definir por esta ou aquela concordância. Ambas com aparência castiça. Ambas legítimas.
Ambas gramaticalmente lídimas, segundo o vernáculo:
— Neste momento tão grave para osdestinos da nossa nacionalidade.
Ambas legítimas? Não, não podia ser. Sabia bem que a expressão “daqueles que” era
coisa já estudada e decidida por tudo quanto é gramaticóide por aí, qualquer um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Pessoas singulares
  • Sofisma
  • A eloquência da justiça
  • pessoas singulares
  • O SELF SINGULAR
  • Singular e plural
  • SINGULAR E PLURAL
  • Singular ou plural

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!