Economia cafeeira

Páginas: 6 (1381 palavras) Publicado: 28 de maio de 2013
FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL


Qual foi o motivo da queda dos preços do açúcar e algodão. E qual foi a nova fonte de riqueza criada.


Entre o final do século XVIII e início do século XIX as principais atividades econômicas do Brasil eram o açúcar no nordeste, ouro no centro oeste e algodão no Maranhão.
Nesse período o açúcar enfrentava novas dificuldades e o valor total de suasvendas desceu a níveis baixíssimos. As exportações de ouro seguiam pouco mais de meio milhão de libras. Enquanto a população havia subido a algo mais de três milhões de habitantes.
A economia brasileira estava sendo operada em torno de dois pólos principais: as economias do açúcar e do ouro. Articulada ao núcleo açucareiro estava à pecuária nordestina. Articulado ao núcleo mineiro estava ohinterland pecuário sulino, que se estendia de São Paulo ao Rio Grande do Sul.
No norte estavam os dois centros autônomos do Maranhão e do Pará. Este último vivia exclusivamente da economia extrativa florestal organizada pelos jesuítas com base na exploração da mão de obra indígena. O Maranhão como um sistema autônomo, articulava-se com a região açucareira através da periferia pecuária.
Dostrês sistemas principais o único que conheceu uma efetiva prosperidade no último quartel do século foi o Maranhão, criando uma companhia de comercio altamente capitalizada que deveria financiar o desenvolvimento da região.
Os dirigentes da companhia perceberam desde o início que o algodão era o produto tropical cuja procura estava crescendo com mais intensidade, e que o arroz produzido nascolônias inglesas e principalmente consumido no sul da Europa não sofria restrição de nenhum pacto colonial.
Os recursos da companhia foram assim concentrados na produção desses dois artigos. Quando os principais frutos começaram a surgir, ocorreu, demais, que o grande centro produtor de arroz foi excluído temporariamente do mercado mundial em razão da guerra da independência das colôniasinglesas da América do Norte. A produção maranhense encontrou, assim, condições altamente propícias para desenvolver-se e capitalizar-se adequadamente.
Excluído o grupo maranhense, todo o resto da economia colonial atravessou uma etapa de séria prostração nos últimos decênios do século. Essa decadência afetou indiretamente a região pecuária do sul, a qual atravessará prolongado período dedificuldades internas. Contudo, um conjunto de fatores de circunstancias deu à colônia, no começo do século XIX, uma aparência de prosperidade, tanto maior quanto a transferência do governo metropolitano e a abertura dos portos em 1808.
A repercussão, no Brasil, dos acontecimentos políticos da Europa, se por um lado acelerou a evolução política do país, por outro contribuiu para prolongar a etapa dedificuldades econômicas que se iniciara com a decadência do ouro. A abertura dos portos decretada em 1808 resultava de uma imposição dos acontecimentos. Vêm em seguida os tratados de 1810 que transformaram a Inglaterra em potencia privilegiada. A separação definitiva de Portugal em 1822 e o acordo pelo qual a Inglaterra consegue consolidar sua posição em 1827 são outros dois marcos fundamentaisnessa etapa de grandes acontecimentos políticos.
Seria erro, entretanto supor que aos privilégios concedidos à Inglaterra cabe a principal responsabilidade pelo fato de que o Brasil não se haja transformado numa nação moderna já na primeira metade do século XX, a exemplo do ocorrido aos EUA. Neste último persistiam ranços mercantilistas, enquanto o brasileiro refletia melhor as ideias queprevaleceriam na Inglaterra nos anos subsequentes. Não existindo na colônia sequer uma classe comerciante de importância resultava que a única classe com expressão era a dos grandes senhores agrícolas. O desaparecimento do entreposto lusitano logo se traduziu em baixa de preços nas mercadorias importadas, maior abundancia de suprimentos, facilidade de credito, mas amplas e outras obvias vantagens para...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Economia cafeeira
  • A economia cafeeira
  • economia cafeeira
  • Economia Cafeeira
  • Economia Cafeeira
  • A economia cafeeira
  • economia cafeeira
  • Economia Cafeeira

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!