Budismo

Páginas: 11 (2528 palavras) Publicado: 4 de maio de 2013
INTRODUÇÃO




Na disciplina de Religião foi-me pedido que realizasse um trabalho sobre um dos temas: Hinduísmo ou Budismo. Esta escolha não foi uma tarefa fácil, pois eu não conhecia muito sobre estas duas religiões.

Momentos antes da professora de religião me perguntar o tema do trabalho, decidi ler um pouco no livro sobre as características destas religiões. A religião Budista foiaquela que despertou maior interesse e curiosidade e, por isso, foi a escolhida para tema deste trabalho.

Penso que não existe uma definição própria para o Budismo. Contudo, daquilo que li e pesquisei, estou em condições de afirmar que se trata de um caminho de crescimento espiritual, uma filosofia de vida baseada integralmente nos profundos ensinamentos do Buda para todos os seres, os quaisrevelam a verdadeira face da vida e do universo. O Budismo prescinde da ideia de um Deus transcendente e, nessa medida, considera que a salvação não é uma dádiva gratuita de uma divindade, mas conquista do ser humano.

O meu principal objectivo com a realização deste trabalho é aprender e também dar a conhecer as características do Budismo, nomeadamente, a sua origem, localização geográfica no mundo,principais personagens e linhagens, os seus princípios fundamentais, textos de referência, práticas, ritos, festas e costumes.







I. ORIGEM E EVOLUÇÃO


Originário da região da Índia, o Budismo foi criado por volta do século VI a.C, por Sidarta Gautama, também conhecido como Buda. O relato da vida de Buda está cheio de factos reais e lendas, os quais são difíceis de ser distinguidoshistoricamente entre si.
Sidarta Gautama nasceu por volta de 560 a. C., na actual cidade de Lumbini, no Nepal. Era filho de um governante local, mais especificamente o rei de Kapilavastu, um pequeno reino do nordeste indiano. Os seus pais chamavam-se Shuddhodana Gautama e Maya, tendo esta morrido quando ele tinha uma semana de vida, o que fez com Sidarta fosse criado pela irmã mais nova darainha, Mahaprajapati. Segundo a lenda, o bebé foi então visitado por um ermitão de nome Asita, que profetizou que o menino poderia ter dois destinos: ou seria um grande governante, ou seria um grande líder espiritual.
O pai de Sidarta, querendo que seu filho optasse pela primeira opção, procurou cria-lo longe de toda a miséria do mundo, para que não surgissem nele interrogações espirituais quepoderiam conduzi-lo ao destino de líder espiritual.
No entanto, tal cuidado foi em vão. Mesmo vivendo no meio do luxo e conforto do palácio do seu pai, um dia Sidarta, ao passear fora do palácio, testemunhou os Quatro Sinais: um velho, um doente, um morto e um monge. Este contacto de Sidarta com a realidade da vida chocou-o de tal forma que o levou a abandonar o palácio, a sua mulher (com quem se tinhacasado aos 16 anos) e o seu filho e a lançar-se numa jornada de busca espiritual nas selvas indianas. Tinha, então, 29 anos.
Educado segundo os princípios do Hinduísmo, a sua primeira tentativa foi tornar-se discípulo de um guru, um mestre espiritual indiano. Porém, este caminho não o satisfez e procurou o caminho do ascetismo, em conjunto com outros cinco companheiros. Sidarta ultrapassava, emrigor, a disciplina dos seus colegas e comia apenas um grão de feijão por dia. Ao fim de seis anos deste regime, Sidarta, um dia, perdeu os sentidos e só acordou quando uma rapariga que passava teve compaixão dele e lhe deu um Representação birmanesa do rigor ascético de Buda pouco de comida.
Raciocinando sobre o sucedido, Sidarta concluiu que o ascetismo não lhe estava a trazer oesclarecimento espiritual que procurava e, por isso, decidiu escolher outro caminho, o chamado “caminho do meio” assente na meditação solitária.
Foi durante uma longa meditação debaixo de uma figueira-religiosa (Ficus religiosa) nos arredores da vila de Gaya perto da cidade indiana de Benares, que Sidarta teve uma experiência de iluminação espiritual, tornando-se um Buda, ou literalmente, um esclarecido,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Budismo
  • budismo
  • o budismo
  • Budismo
  • Budismo
  • Budismo
  • Budismo
  • Budismo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!