Aplasia

Páginas: 9 (2001 palavras) Publicado: 25 de novembro de 2013
FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS – FMU
JAQUELINE S. ANDRADE
LARISSA FERNANDA SOUZA

ANEMIAS DECORRENTES DE DOENÇA
DE MEDULA ÓSSEA

SÃO PAULO
2011

DOENÇAS DECORRENTES

DA MEDULA

ÓSSEA


A medula óssea é um tecido gelatinoso que ocupa
o interior dos ossos. Onde são produzidos os
componentes do sangue as hemácias que são
encarregadas das trocas de gases, leucócitos que
fazemparte do sistema defesa e plaquetas parte
do sistema de coagulação.
Estes componentes do sangue são renovados
continuamente e a medula óssea é quem se
encarrega desta renovação. Mas existe doenças
que são capazes de alterar a arquitetura da
medula óssea.
2

DOENÇAS DECORRENTES

DA MEDULA

ÓSSEA


Anemia Aplásica / aplasia



Leucemias



Mieloma multiplo
3

ANEMIAAPLÁSICA

4

ANEMIA APLÁSICA


Também conhecida como aplasia

Conceito:
Há deficiente formação de eritroblásticos
medulares a partir da célula pluripotente. Essa
diferenciação ocorre devido alterações externas
ou da células que ele se originam. Atinge
individuos jovens, com idade mediana de 25 anos.




Anemia aplásica pode ser: Constitucional;
Hereditária; Púrpuratrombocitopenica
amegariocitária; Disqueratose congênita;
Adquirida; Eritróide pura.

5

ANEMIA APLÁSICA – CONSTITUCIONAL/
HEREDITÁRIA – ANEMIA DE FANCONI






Com freqüência a doença acomete mais de um membro
da mesma família. Comum em casamentos
consangüíneos. Há alteração genética e acompanham a
diversidade do quadro clinico

Além do quadro de anemia, malformações ósseas,
baixaestatura, hiperpigmentação da pele, retardo
mental, anomalia renal caracterizam a doença.
O tratamento é feito com corticosteróides,
andrógenos e transplante de medula óssea. Observase desenvolvimento de leucemia mielóide aguda devido
a medicação.

6

ANEMIA APLÁSICA – CONSTITUCIONAL/
HEREDITÁRIA – ANEMIA DE FANCONI

7

ANEMIA APLÁSICA – CONSTITUCIONAL/
HEREDITÁRIA – ANEMIA DEFANCONI




Nos Estados Unidos, a freqüência da doença é de
1 : 360000 nascidos.
Para os judeus Ashkenazi, na África do Sul,
África sub-Saariana e Ciganos espanhóis a
frequencia é menor 1:40000 nascidos.



Acomete igualmente ambos os sexos.



O tempo médio de vida são 20 anos.
8

ANEMIA APLÁSICA CONSTITUCIONAL –ANEMIA
PÚRPURA TROMBOCITOPÊNICA IDIOPÁTICA






Também conhecida como Anemia Púrpura
Trombocitopênica amegacariocitária.
Pode ser aguda ou crônica, induzida por fármacos
e associada ao HIV.
Distúrbio auto-imune.

São produzidos auto anticorpos contra a
glicoproteína da membrana plaquetária.
9

ANEMIA APLÁSICA CONSTITUCIONAL –ANEMIA
PÚRPURA TROMBOCITOPÊNICA IDIOPÁTICA






Crônica: É mais comum em mulheres adultas commenos de
40 anos. É caracterizado por sangramento cutâneo, aonde
são observados petéquias e hemorragias.
Aguda: Caracterizado mais nas infância afeta ambos os
sexos. As manifestações clinicas são iguais ao da crônica.

Induzida por fármacos: O uso de determinados fármacos (
Quinina, Quinidina, Penicilinas, Diuréticos, Tiazídicos,
Metildopa e Heparina)causam destruição das plaquetas.

Associada ao HIV: O vírus HIV promove, redução e
destruição das plaquetas.



Tratamento: Uso de corticosteróide, gamaglobulina e
imunossupressores.

10

ANEMIA APLÁSICA CONSTITUCIONAL –
DISQUERATOSE CONGÊNITA








Caracterizado por hiperpigmentação da pele, presença de
placas brancas nas mucosas, perturbações pulmonares,
estatura baixa, retardo mental e alteraçõesdentárias
(sintomas mais raros).
Mais comum no sexo masculino.

Tem fundamentação genética, geralmente famílias que tem
casos de anemia de Fanconi e leucemias, outro membro
pode desenvolver disqueratose congênita.
Tratamento: O tratamento é sintomático e paliativo, sendo
ainda insatisfatório o que se refere à falência medular.
Para isso têm sido utilizados andrógenos como a
oximetolona,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Cloranfenicol provoca aplasia medular
  • Aplasia e Hipoplasia Cerebelar DIRCEU
  • Aplasia medular em cães

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!