relatorio de estagio

Páginas: 12 (2983 palavras) Publicado: 25 de novembro de 2013
Perfil Caça-Rato: enforcado com lençol pelo pai, a história de um sobrevivente
O herói do acesso do Santa Cruz à Série B desde cedo aprendeu a driblar o destino. Por duas vezes, viu a morte de perto. 'Renasceu' para realizar o sonho de infância
Por Daniel GomesRecife
80 comentários
Campina do Barreto, zona norte do Recife, 1999. Pelo terceiro dia seguido, a cena se repete. Acaba o treino doinfantil do Internacional, time de várzea, Flavinho pega o estilingue escorado ao pé da trave, corre para um depósito de lixo ao lado do campo de terra, escolhe algumas pedras e começa a atirar nos ratos que passam. A “caça” é refúgio. O menino, por medo de apanhar, não quer treinar com os garotos do juvenil. Aos gritos, o técnico Valter Mendes exige que volte. O pedido é negado. A próximarepreensão mudará seu destino:
- Ô, meu filho, você quer ser um jogador de futebol ou um “caça-rato”?
- Quero ser um “caça-rato”, então. Saco de pancadas é que não vou ser.
Flávio com o estilingue: a arma que usava para caçar ratos na adolescência (Foto: Daniel Gomes)
Flavinho, o desbocado, virou Flávio Caça-Rato. O episódio é o retrato de uma personalidade explosiva, irônica e carismática, típica dojogador frasista e folclórico que, por ser assim, destoa do modelo padrão do futebol atual. Ninguém regula o comportamento do atacante do Santa Cruz; ninguém mede as palavras que saem de sua boca. Caça-Rato é arisco, brincalhão, provocador e, acima de tudo, espontâneo. Assim tem cavado espaço na mídia nacional.
 

Aos 27 anos, o atacante remete a um perfil fora de moda. Tem algo de Garrincha,Renato Gaúcho, Túlio Maravilha, Viola: para tudo, uma resposta na  ponta da língua. Caça-Rato, sobretudo, tem estrela.  
Há duas semanas, fez o gol do sonhado acesso tricolor à Série B do Campeonato Brasileiro, aos 42 minutos do segundo tempo, na vitória por 2 a 1 sobre o Betim-MG. O Arruda, lotado com mais de 60 mil tricolores, o reverenciou.
Quando o técnico Vica o chamou, o jogo estavaempatado por 1 a 1. Na corrida até a beira do campo, Caça-Rato foi ovacionado. Minutos depois, ao marcar o gol decisivo, festejado como herói. O gol pôs fim ao inferno do clube de seis anos entre as Séries D e C. No dia seguinte, um samba pedia sua convocação para a seleção brasileira. A música repercutiu.

Meses antes, uma faixa exibida no amistoso entre Brasil e Suíça, na casa do adversário, játinha dado o mesmo recado bem-humorado. E 2013 foi, de fato, o ano de Flávio - que também decidiu o tricampeonato estadual para o Santa Cruz, marcando um dos gols da vitória de 2 a 0 sobre o Sport. Detalhe: na Ilha do Retiro. Outro detalhe: no dia do aniversário do rival. 
Cheio de carisma, o atacante faz piada com os pedidos de convocação. Por conta deles, já estrelou até campanha publicitária natelevisão. O sorriso fácil, o ar de malandro, o cabelo descolorido - em homenagem aos tempos de carnaval nas ladeiras de Olinda -, o apelido, tudo compõe um personagem único do futebol pernambucano. Por trás deste personagem, porém, existe uma história forte. A irreverência camufla os amargos da vida. Caça-Rato, mais um sobrevivente deste Brasil que exclui, viu a morte de perto duas vezes.
Oprimeiro renascimento

O pai era alcoólatra. A mãe, ele e os irmãos sofriam com os ataques de fúria dentro de casa. Constantemente, o imóvel era revirado, e os três, agredidos. O casal sempre conversava, e João prometia parar de beber. Até que em um certo dia de 1994, Jacira, a mãe, empregada doméstica, precisou dormir fora. João bebeu muito. Entrou em casa e espancou Fabiana, uma de suas filhas.Flávio quis defender a irmã e sofreu.
O pai foi até o quarto, pegou um lençol e passou no pescoço do filho. Com a casa coberta por telhas, o pano foi alojado entre as frestas de madeira, e o pai ameaçou puxar, porque não admitia que um moleque de oito anos interferisse na sua ordem. Fabiana, apavorada, conseguiu pegar a chave a tempo de abrir o portão para pedir ajuda a um tio que morava na mesma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relatorio de estagio
  • Relatório de estagio
  • Relatorio de estagio
  • Relatorio de estágio
  • Relatório de estágio
  • Relatorio de estagio
  • Relatório de estágio
  • Relatorio de estágio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!