• Modelo fordista
    O Modelo Fordista foi um marco na área da indústria no século XX, Ford revolucionou a produção criando o sistema de produção em massa, visando em aumentar a produção e reduzir os custos para que seus produtos fossem disponibilizados para mais pessoas de toda a sociedade, pois a principio sÃ...
    445 Palavras 2 Páginas
  • TGA - Alguns elementos sobre a racionalidade Taylorista, Toyolista e Fordista
    Alguns Elementos sobre a Racionalidade dos Modelos Taylorista, Fordista e Toyotista Karla von Döllinger Régnier*    Sumário - O artigo se propõe a discutir o desenvolvimento dos modelos produtivos taylorista, fordista e toyotista como formações históricas determinadas, que articulam de...
    5462 Palavras 22 Páginas
  • Modelo japonês toyotismo
    Instituição de Ensino Superior Estácio de Sá Curso de Administração Comunicação Empresarial Priscila Tatiane Cecílio Estudo sobre o modelo japonês de administração da Toyota Niterói 2010 Sumário 1- Introdução 2 - O modelo japonês de administração d...
    2876 Palavras 12 Páginas
  • Resenha do texto da polarização das qualificações ao modelo de competência
    Da Polarização das qualificações ao modelo de competência (Helena Hirata) 1) Os novos paradigmas de produção e a evolução da divisão do trabalho e da qualificação O desenvolvimento do modelo de produção fordista baseou-se na fabricação em massa de bens padronizados feito por t...
    1004 Palavras 5 Páginas
  • Modelo prova sociologia
    QUESTÕES OBJETIVAS ( valor 1,0 ponto cada) 01. O industrial norte-americano, Frederick Winslow Taylor (1856-1915), elaborou um método de racionalização do trabalho chamado taylorismo. Sobre os princípios desse método, julgue as afirmações abaixo e, a seguir, marque a proposição correta:...
    641 Palavras 3 Páginas
  • Modelo sueco de organização do trabalho: processo histórico de construção e causas do aparente fracasso
    Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Econômicas Mateus Braga Guerra Modelo Sueco de Organização do Trabalho: Processo Histórico de Construção e Causas do Aparente Fracasso Belo Horizonte 2008 Mateus Braga Guerra...
    14531 Palavras 59 Páginas
  • A crise do sistema fordista
    3-Crise 3.1-Conceito da Crise No ocidente, ainda vivemos uma sociedade em que a produção em função de lucros permanece como o princípio organizador básico da vida econômica. ( David Harvey ) A palavra crise tem origem grega, segundo o dicionário Michaelis, ela trás a idéia de: momento...
    2360 Palavras 10 Páginas
  • Os Fatores Dificultadores e os Fatores Facilitadores na Implementação e Consolidação do Modelo de Trabalho por Equipes Autogerenciadas (EAGs)
    Os Fatores Dificultadores e os Fatores Facilitadores na Implementação e Consolidação do Modelo de Trabalho por Equipes Autogerenciadas (EAGs) Autoria: Wilson Arthur Mey, Marjori Rosa Souto Lima Resumo Neste artigo, apresenta-se um estudo de caso, focando-se duas áreas distintas em...
    8118 Palavras 33 Páginas
  • Modelo de declaração de imóvel locado sem contrato vigente
    Revista Crítica de Ciências Sociais, 71, Junho 2005: 113-140 ELÍSIO ESTANQUE Trabalho, desigualdades sociais e sindicalismo* A área laboral tem vindo, nos últimos anos, a ser fustigada por um vasto conjunto de transformações, no contexto da economia global em que vivemos e sob os...
    12532 Palavras 51 Páginas
  • Modelo clássico- Organização do trabalho
    TEXTO 01 MODELO CLÁSSICO - PARADIGMA DA MELHORIA DAS OPERAÇÕES INDIVIDUAIS Maria de Lourdes Barreto Gomes Para se compreender como as empresas produtoras de bens se ajustam aos diferentes modelos de gestão, é importante analisar o contexto em que estes se desenvolveram, os fatores...
    6031 Palavras 25 Páginas
  • Produção enxuta modelo toyota
    VI SEMEAD ENSAIO ADM. GERAL A INTELIGÊNCIA DA PRODUÇÃO ENXUTA Antônio João de Brito1 1Mestre em Administração de Empresas pela EAESP/FGV, coordenador do curso de Administração das Faculdades Hoyler. E-mail: anjobri@yahoo.com.br Telefone: (19) 3865-4040 A INTELIGÊNCIA DA PROC...
    5768 Palavras 24 Páginas
  • Modelo japones
    1 Universidade Veiga de Almeida Disciplina: Gestão da Qualidade Profa. Claudia Martins O sistema Toyota de produção e o modelo japonês de administração 1- Elementos do modelo japonês de administração i) técnicas administrativas: soluções como produção enxuta e CCQ com o objetivo...
    2967 Palavras 12 Páginas
  • Novas formas organizacionais: onde se encontram as evidências empíricas de ruptura com o modelo burocrático de organizações?
    Novas Formas Organizacionais: Onde se Encontram as Evidências Empíricas de Ruptura com o Modelo Burocrático de Organizações? NOVAS FORMAS ORGANIZACIONAIS: ONDE SE ENCONTRAM AS EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS DE RUPTURA COM O MODELO BUROCRÁTICO DE ORGANIZAÇÕES? Eloise Livramento Dellagnelo* Clóvi...
    8134 Palavras 33 Páginas
  • Quais são as mudanças da gestão e organização do trabalho, inspiradas no modelo japonês/toyotismo e como se diferenciam do padrão anterior (Taylorismo/Fordismo)?
    2. Quais são as mudanças da gestão e organização do trabalho, inspiradas no modelo japonês/toyotismo e como se diferenciam do padrão anterior (Taylorismo/Fordismo)? Na década de 1980 ocorreu uma revolução técnica do capitalismo e novos processos produtivos surgiram, deixando assim, o...
    378 Palavras 2 Páginas
  • O URBANISMO FORDISTA E A SUA CRISE
    1. As “ondas longas” do desenvolvimento industrial 2. Os ciclos do crescimento Urbano 3. O período fordista e o papel da cidade 4. A crise do modelo fordista 5. O espaço económico pós-fordista As “ondas longas” do desenvolvimento industrial Revolução Industrial Transformações...
    2431 Palavras 10 Páginas
  • Comparativo de desempenho entre sistemas de produção: artesanal, taylorista, fordista e toyotista
    UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Campus I - Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Produção Disciplina: Sistemas de Produção Período: 11.2 COMPARATIVO DE DESEMPENHO ENTRE SISTEMAS DE PRODUÇÃO: Artesanal, Taylorista, Fordista e Toyotista Equipe: Débora Freire Stepple Helena...
    3528 Palavras 15 Páginas
  • O trabalho nos modelos de produção fordista/taylorista e toyotista no entendimento.
    MARCOS VINÍCIUS CASTRO DE LARA O trabalho nos modelos de produção fordista/taylorista e toyotista no entendimento de Maria Leni Gapski Marochi e Thiago Falker Andreis . Trabalho de interpretaç...
    2425 Palavras 10 Páginas
  • Modelo de produção fordista
    MODELO DE PRODUÇÃO FORDISTA FORDISMO Muito tem sido publicado em relação ao desenvolvimento de diferentes países no tempo, bem como na tentativa de compreender os elementos que contribuem ou dificultam esse desenvolvimento. Diferentes autores propõem diferentes versões explicativas para ess...
    3117 Palavras 13 Páginas
  • Modelo japones
    Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, 93/94: 29-37, dez. 1998 DE TAYLOR AO MODELO JAPONÊS: MODIFICAÇÕES OCORRIDAS NOS MODELOS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO E A PARTICIPAÇÃO NO TRABALHO RESUMO É apresentada uma revisão da literatura com as modificações ocorridas nos modelos de o...
    3776 Palavras 16 Páginas
  • Modelo toyota
    1. INTRODUÇÃO O sistema Toyota busca a elevação da velocidade da produção e a melhoria da qualidade utilizando de vários meios de administração, ultiliza por exemplo, o Just-in-time/kaban, dito por outra forma, o perfeito nexo das ações e reações do corpo físico e mental, levando...
    1173 Palavras 5 Páginas