Comparativo de desempenho entre sistemas de produção: artesanal, taylorista, fordista e toyotista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3528 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Campus I - Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Produção Disciplina: Sistemas de Produção Período: 11.2

COMPARATIVO DE DESEMPENHO ENTRE SISTEMAS DE PRODUÇÃO: Artesanal, Taylorista, Fordista e Toyotista

Equipe: Débora Freire Stepple Helena Thâmara Aquino dos Santos Mayara Sampaio Negreiros
Professor: Marcel de Gois Pinto

João Pessoa Outubro/ 2011

SUMÁRIO
1. 2. 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 3. 4. INTRODUÇÃO RELATO DA ATIVIDADE Artesanal Manufatureiro Taylorista Fordista I e Fordista II Toyotista ANÁLISE COMPARATIVA DOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO BIBLIOGRAFIA 3 4 5 6 8 10 12 14 20

1. INTRODUÇÃO O trabalho apresentando traz informações sobre os sistemas de produções: Artesanal, Manufatureiro, Taylorista, Fordista e Toyotista, tendo porfinalidade, aprofundar o conhecimento sobre eles, através de pesquisas em livros e fazendo comparações entre as atividades realizadas em sala de aula. Contudo serão analisados os dados e as características obtidas de cada sistema, como também as diferença entre cada um deles. Será discutido ainda, o porquê das diferenças, através das observações feitas nos gráficos e figuras presentes neste trabalho.Serão utilizadas, também, definições dos sistemas, facilitando as comparações entre a dinâmica e os fatos ocorridos no passado.

2. RELATO DA ATIVIDADE As atividades foram cumpridas de acordo com a Tabela 1, e realizadas em dois dias, sendo executadas as dinâmicas dos sistemas de produção Artesanal, Industrial e Taylorista no dia 26/09/2011, e Fordista 1, Fordista 2 e Toyotista no dia03/10/2011.

Inicialmente foram formadas equipes de trabalho e suas tarefas definidas. Antes da dinâmica de cada sistema, foi realizada a leitura das variáveis em questão, e, em algumas vezes, foi feita uma simulação, com duração de 5 (cinco) minutos, para que os participantes pudessem se adaptar ao sistema de produção, antes do início da dinâmica, que teve duração de 15 (quinze) minutos. Durante oprocesso de fabricação o trabalhador se acusava quando deixava uma peça cair (refugo) ou fazia um retrabalho. Após a execução de cada dinâmica, foram preenchidas as respectivas tabelas com os Indicadores de Controle.

2.1

Artesanal Neste sistema, foram fabricados 4

(quatro)

modelos

de

robôs:

robarelo,

robélico, robozim e robusto. Alguns, com variação de cor: azul, amarelo everde. O arranjo físico era posicional, cada artesão tinha seu posto de trabalho e o bem produzido era fixo. Os pedidos eram feitos pelo cliente, o que caracterizava a ordem de produção. Os artesãos recebiam os pedidos e, depois, buscavam a matéria-prima, que estavam separadas apenas por cores em uma mesa a parte. Durante a fabricação, eles seguiam um modelo disponibilizado, entregando o produtoacabado em seguida. Não havia padronização do processo, cada artesão tinha sua própria maneira para montar o robô. O pedido do cliente variava em quantidade, ou seja, pode ser pedido 1 (um) robô ou mais de 1 (um) robô. Cada pedido era entregue somente para um artesão. Logo, o artesão tinha que fazer sozinho a quantidade de robôs solicitados. A entrega do pedido só podia ocorrer quando a quantidade totalrequerida estivesse produzida. Por causa disso, houve a presença de dois robôs no estoque. Nesse sistema de produção, o artesão tem total conhecimento do produto e processo, desde a seleção da matéria-prima, passando pela a produção, até a entrega ao cliente. Sendo assim, o próprio artesão faz todo o trabalho, sem que exista a presença de movimentadores. Cada artesão tem seu método para aelaboração do produto, definindo assim, a seqüência de produção, e possui suas próprias ferramentas. O trabalho é feito em oficinas pessoais ou até mesmo em casa. A fabricação do produto é de acordo com o pedido do cliente. Por conta dessas características, o critério utilizado pelo o artesão é qualitativo e não quantitativo, fazendo ele mesmo, o controle da qualidade. Assim, no processo artesanal, a...
tracking img