Livros Para Alfabetizar Idosos artigos e trabalhos de pesquisa

  • EMANCIPAÇÃO DO SABER – UMA NOVA LEITURA DA REALIDADE ALFABETIZAÇÃO DOS IDOSOS

    DOS IDOSOS RESUMO: O PROJETO “EMANCIPAÇÃO DO SABER - Uma Nova Leitura da Realidade” almeja contribuir para a redução do analfabetismo total e funcional por meio de atividades educacionais através da parceria com a Fundação Banco do Brasil e uso da metodologia do programa BBeducar, projeto pedagógico dedicado à alfabetização e à promoção da cidadania. A comunidade escolhida como público-alvo foi a dos idosos de Palmas – TO, que frequentam assiduamente o “Centro de Convivência dos Idosos de Palmas”...

    6179  Palavras | 25  Páginas

  • Alfabetizar Abrir Uma Porta Para O Mundo Das Letras

    Alfabetizar é abrir uma porta para o mundo das letras, que se encontram e reencontram, unem- se e separam-se e formam o mundo do conhecimento. Precisamos das letras até para os números. Estando alfabetizados conseguimos muito mais autonomia, a vida torna-se mais prazerosa, pois podemos conquistar muitas coisas, conhecer letras, formação de palavras, escrever um recado, ler jornais anúncios revistas livros, desenhar, ajudar alguém que não tem o domínio, aprender técnicas de leitura e escrita, descobrir...

    530  Palavras | 3  Páginas

  • programa alfabetizar 2

     Caríssima Professora O Alfabetizar Com Sucesso é um programa sistemático que depende do empenho, dedicação e organização de todos os participantes para ofertar a alfabetização com qualidade aos nossos alunos. Você está recebendo em anexo as fichas de acompanhamento mensal e Leitura e Escrita dos meses de abril a dezembro do ano 2014. Ao final de cada mês você receberá a cópia da ficha do mês anterior para orientar o preenchimento da ficha do mês atual. Seguem abaixo algumas dicas e lembretes...

    1050  Palavras | 5  Páginas

  • Alfabetização e Letramento os desafios de alfabetizar letrando

    FACULDADES INTEGRADAS DE JACAREPAGUÁ MAISA HELENA MELCHIADES DOS SANTOS ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Os desafios de alfabetizar letrando FRANCA 2011 MAISA HELENA MELCHIADES DOS SANTOS ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: OS DESAFIOS DE ALFABETIZAR LETRANDO Monografia apresentada à Faculdade Integrada de Jacarepaguá como exigência parcial, para a obtenção do título de Especialista em Alfabetização e Letramento. Orientadora: Deiseli Costa...

    12973  Palavras | 52  Páginas

  • Alfabetizando idosos

    [pic] RAQUEL CUSTÓDIO JORGE PROJETO DE AÇÃO: Alfabetizando Idosos MÓDULO VI– NOTURNO Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Estágio Curricular Obrigatório II. Supervisionado pela Assistente Social Berenice Aparecida Oliveira Melo – CRESS: 8817. Orientador Acadêmico: Suzana Rodrigues Coutinho...

    1339  Palavras | 6  Páginas

  • Alfabetizar letrando: um repensar da aquisicão da língua escrita

    EDUCAÇÃO E LETRAS. PÓS – GRADUAÇÃO EM ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO GRACE KELLY MARQUES SOUZA SANTOS ALFABETIZAR LETRANDO: UM REPENSAR DA AQUISICÃO DA LÍNGUA ESCRITA CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ES 2011 GRACE KELLY MARQUES SOUZA SANTOS ALFABETIZAR LETRANDO: UM REPENSAR DA AQUISICÃO DA LÍNGUA ESCRITA Monografia apresentada à...

    10810  Palavras | 44  Páginas

  • Alfabetizar e letrar

    24/04/2012 RESUMO Diante das novas exigências de comunicação do mundo pós-moderno, vimos ocorrer algumas mudanças nos conceitos de alfabetização culminando no se convencionou chamar de letramento. As mudanças nos conceitos do que significa alfabetizar em face das novas exigências de comunicação do mundo pós-moderno convencionou-se a chamar de letramento. Como exemplo, podemos citar o vocabulário próprio e o domínio de leitura dos chamados ambientes virtuais presentes nos computadores, nos telefones...

    2128  Palavras | 9  Páginas

  • Alfabetizar letrando

    ALFABETIZAR LETRANDO : A caminho da Cidadania Por Edna Chaves Letramento é o estado em que vive o indivíduo que não só sabe ler e escrever, mas exerce as práticas sociais de leitura e escrita que circulam na sociedade em que vive. (SOARES, 2000) O termo letramento passou a ter veiculação no setor educacional no Brasil nas últimas décadas. Observou-se que ser apenas alfabetizado, ou seja...

    768  Palavras | 4  Páginas

  • Alfabetizar letrando: uma proposta de aprendizagem da língua escrita

    Ana Carolina Marçal de Araújo ALFABETIZAR LETRANDO: uma proposta de aprendizagem da língua escrita . Centro Universitário Toledo Araçatuba 2012 Ana Carolina Marçal de Araújo – cód. 32465 ALFABETIZAR LETRANDO: uma proposta de aprendizagem da língua escrita Trabalho de Conclusão...

    5964  Palavras | 24  Páginas

  • Alfabetizar e letrar - dialogo entre teoria e pratica

    Ildeni Santos Ivarlete M. Moraes Márcio Rogério Maria Eunice de Souza Costa Mayara Léa Nunes Norma do Carmo Samia Maria Feitosa ALFABETIZAR E LETRAR UM DIÁLOGO ENTRE TEORIA E A PRÁTICA São Luís 2009 Ana Cláudia Damasceno Ildeni Souza Ivarlete M. Moraes Márcio Rogério Maria Eunice de Souza Costa Mayara Léa Nunes Norma do Carmo Samia Maria Feitosa ALFABETIZAR E LETRAR UM DIÁLOGO ENTRE TEORIA E A PRÁTICA Trabalho apresentado à disciplina Métodos e Técnicas de Alfabetização do Curso de...

    3229  Palavras | 13  Páginas

  • resumo livro letramento

    RESUMO: Livro: letramento um tema em três generos Autor:Magda Soares No livro Letramento a autora Magda Soares trabalha com três textos de gêneros diferentes, discursivo, funcional e objetivo. Para auxiliar no esclarecimento e significado de letramento, uma palavra recém chegada para o vocabulário da Educação e das Ciências Lingüísticas. Segundo a autora quando surgem novos fatos, ideias ou fenômenos há necessidade de ser criada uma palavra (nome), assim surge à palavra letramento, que para...

    838  Palavras | 4  Páginas

  • RESUMO DO LIVRO ALFABETIZAR LETRANDO

    Resumo do Livro Pedagogia do Alfabetizar Letrando "Trabalhei com Eglê Franchi durante dois anos, acompanhando-a passo a passo no processo de elaboração de sua tese de doutorado na Unicamp. Discutíamos quase sempre quatro a cinco horas, uma tarde inteira, páginas de algum capítulo de seu excelente trabalho. Voltava para casa e a cabeça me doía, mas me sentia contente por ver, por acompanhar o esforço criador e rigoroso de Eglê. A tese, hoje livro, merecer ser mais lida estudada com seriedade,...

    1102  Palavras | 5  Páginas

  • Conselho municipal do idoso

    CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO – CMI RESPEITAR O IDOSO É RESPEITAR A SI MESMO Trabalho apresentado ao Curso Serviço Social da UNOPAR – 5º Semestre - Universidade Norte do Paraná. Prof. Edna Braum – Jossan Batistute – Rodrigo Eduardo Zambon São Bento do Sul/SC 2012 SUMÁRIO 1. Introdução .............................................................................................4 2. Conselho Municipal do Idoso – CMI – São Bento do Sul.......................

    2008  Palavras | 9  Páginas

  • Alfabetizar e letrar: o lúdico nas séries iniciais

    1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 Temas: Alfabetizar e Letrar: O lúdico nas séries iniciais 1.2 Instituições: Instituto de Educação Superior do Brasil-IESB 1.3 Orientadores: Prof.ªTelma 1.4 Orientandos(s): Rosa costa oliveira, Ticianne costa oliveira. 2 OBJETIVO 2.1 Geral  Demonstrar conhecimentos referentes aos pressupostos teórico-metodológicos da alfabetização e letramento a partir da confecção e exposição de atividades lúdicas...

    1601  Palavras | 7  Páginas

  • Alfabetizar

    palavras de uso comum, conhecidas, exceto talvez letramento, palavra ainda desconhecida ou mal entendida, ou ainda não plenamente compreendida pela maioria das pessoas, porque é palavra que entrou na nossa língua há muito pouco tempo. ALFABETIZAÇÃO ALFABETIZAR ALFABETIZADO ANALFABETISMO ANALFABETO LETRAMENTO LETRADO ILETRADO ALFABETISMO Não precisamos definir essas palavras, porque estamos familiarizados com elas, talvez com exceção apenas da palavra letramento. Mas vou me deter nelas para conduzir...

    5055  Palavras | 21  Páginas

  • Proposta de ensino para alfabetizar, utilizando estratégias para desenvolver o letramento

    Proposta de ensino para ALFABETIZAR, utilizando estratégias para desenvolver o LETRAMENTO. A partir das leituras realizadas, e do material pesquisado, podemos pensar que a melhor maneira de se alfabetizar é desenvolver no alfabetizando a capacidade de extrair a pronúncia e o sentido de uma palavra a partir de sinais gráficos (a capacidade de ler) e decodificar graficamente os sons correspondentes a uma palavra (a capacidade de escrever). A alfabetização apoia-se no conhecimento que o indivíduo...

    1733  Palavras | 7  Páginas

  • resumo livro alfabetização e letramento

    No livro Letramento a autora Magda Soares trabalha com trs textos de gneros diferentes, discursivo, funcional e objetivo. Para auxiliar no esclarecimento e significado de letramento, uma palavra recm chegada para o vocabulrio da Educao e das Cincias Lingsticas. Segundo a autora quando surgem novos fatos, ideias ou fenmenos h necessidade de ser criada uma palavra (nome), assim surge palavra letramento, que para ns estranha, e ao mesmo tempo antiga. Porm outras do mesmo campo semntico esto sempre...

    831  Palavras | 4  Páginas

  • COMO SE DEVE ALFABETIZAR

     COMO SE DEVE ALFABETIZAR INTRODUÇÃO A atividade prática como componente curricular intitulada “Como se deve alfabetizar”, tendo como objetivos: observar e identificar em que nível da escrita o educando se encontra, conhecer os níveis da escrita do educando, analisar a complexidade da leitura e da escrita, compreender a teoria da psicogênese da língua escrita. Essa pesquisa busca investigar como ocorre a escrita da criança segundo Emília Ferreiro. Esse...

    1508  Palavras | 7  Páginas

  • Letrar é mais que alfabetizar

    NOSSA LÍNGUA_NOSSA PÁTRIA Page 1 of 5 "LETRAR É MAIS QUE ALFABETIZAR" Entrevista com Magda Becker Soares. Nos dias de hoje, em que as sociedades do mundo inteiro estão cada vez mais centradas na escrita, ser alfabetizado, isto é, saber ler eescrever, tem se revelado condição insuficiente para responder adequadamente às demandas contemporâneas. É preciso ir além da simples aquisição do código escrito, é preciso fazer uso da leitura e da escrita no cotidiano, apropriarse da função social...

    3343  Palavras | 14  Páginas

  • O desafio de alfabetizar e letrar no 1º anos das series iniciais

    Centro de Formação dos Profissionais em Educação de Anápolis – CEFOPE O DESAFIO DE ALFABETIZAR E LETRAR NO 1º ANO DAS SÉRIES INICIAS Anápolis – GO 2011 SÉRIES INICIAS Gislene Silva de Oliveira Maria José de Almeida Carvalho Roniela Souza Nascimento Resumo: O objetivo deste trabalho é mostrar...

    4418  Palavras | 18  Páginas

  • ALFABETIZAR LETRANDO Artigo

    ALFABETIZAR LETRANDO: UMA PERSPECTIVA SOCIOINTERACIONISTA RESUMO: O artigo que se apresenta pretende discutir acerca das orientações teórico-metodológicas no âmbito da alfabetização de jovens e adultos que levem em consideração a noção de letramento, enquanto prática social da leitura e da escrita. Falar do processo de alfabetização nos leva a referir à discussão do conceito de letramento. O conceito de alfabetização, a princípio, traz a noção de sujeitos que se apropriaram do sistema alfabético...

    1253  Palavras | 6  Páginas

  • DISCURSO DOS IDOSOS PARTICIPANTES DA OFICINA DA LEMBRANÇA SOBRE AS ALTERAÇÕES COGNITIVAS E FUNCIONAIS: ESTUDO COM BASE NA ANÁLISE DE DISCURSO DE LINHA FRANCESA

    UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA LENEMAR NASCIMENTO PEDROSO DISCURSO DOS IDOSOS PARTICIPANTES DA OFICINA DA LEMBRANÇA SOBRE AS ALTERAÇÕES COGNITIVAS E FUNCIONAIS: ESTUDO COM BASE NA ANÁLISE DE DISCURSO DE LINHA FRANCESA Palhoça (SC) 2011 LENEMAR NASCIMENTO PEDROSO DISCURSO DOS IDOSOS PARTICIPANTES DA OFICINA DA LEMBRANÇA SOBRE AS ALTERAÇÕES COGNITIVAS E FUNCIONAIS: ESTUDO COM BASE NA ANÁLISE DE DISCURSO DE LINHA FRANCESA Trabalho de Conclusão de Curso II, apresentado ao ...

    29181  Palavras | 117  Páginas

  • Brasil alfabetizado

     Introdução O MEC realiza, desde 2003, o Programa Brasil Alfabetizado (PBA), voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. O programa é uma porta de acesso à cidadania e o despertar do interesse pela elevação da escolaridade. O Brasil Alfabetizado é desenvolvido em todo o território nacional, com o atendimento prioritário a 1.928 municípios que apresentam taxa de analfabetismo igual ou superior a 25%. Desse total, 90% localizam-se na região Nordeste. Esses municípios recebem apoio...

    994  Palavras | 4  Páginas

  • Letrar é mais que alfabetizar

    RESUMO DA ENTREVISTA DE MAGDA B. SOARES "LETRAR É MAIS QUE ALFABETIZAR" Para Magda Soares, ser alfabetizado é saber ler e escrever. Mas é preciso ir além da simples aquisição do código escrito, é preciso fazer uso da leitura e da escrita no cotidiano, apropriar-se da função social dessas duas práticas; é preciso letrar-se. "Letramento",Não se trata propriamente do aparecimento de um novo conceito, mas do reconhecimento de um fenômeno que, por não ter, até então, significado social, permanecia...

    912  Palavras | 4  Páginas

  • Alfabetização e Letramento na Terceira Idade

    práticas sociais de leitura e escrita foram adquirindo visibilidade e importância a medida que a vida social e as atividades profissionais foram tornando-se cada vez mais centradas e dependentes da língua escrita, revelando a insuficiência de apenas alfabetizar, no sentido mais tradicional, a criança ou o adulto. (SOARES, 1999) Destacando a necessidade do uso prático e social de ler e escrever, o termo letramento pode ter surgido da não efetivação dos recursos já citados sobre alfabetização. Segundo...

    2570  Palavras | 11  Páginas

  • Resenha - alfabetização e letramento

    entender. Primeiramente o texto compara a alfabetização em relação ao alfabetizado, pois bem alfabetização relaciona o ato de alfabetizar, criar a partir de uma ação o entendimento de códigos da nossa escrita como as letras, palavras, frases e números, fazer do outro aprender a ler e escrever, ter o entendimento básico desse emaranhado de palavras, isso se constitui em alfabetizar, por sua vez esta localizada na profissão que se faz mais conhecida do mundo, o professor; O professor aquele que ensina...

    1024  Palavras | 5  Páginas

  • Alfabetizar

    Fundamentação Teórica Alfabetizar e letras são processos distintos, porém interligados. Como disse Magda Soares (2003), é possível alfabetizar letrando, isto é, podemos ensinar crianças e adultos a ler, a conhecer os sons que as letras representam e,ao mesmo tempo ,com a mesma ênfase,convidá-los a se tornarem leitores ,a participarem da aventura do conhecimento implícita no ato de ler. Diferentes teorias de aprendizagem se propõem a explicar como a criança aprende por associação (estímulo-resposta)...

    586  Palavras | 3  Páginas

  • Resumo do Livro - Letramento um tema em três gêneros

    O livro Letramento um tema em três gêneros, escrito por Magda Soares, relata uma apresentação em três capítulos, onde Magda divide o letramento como verbete, texto didático e ensaio. CAPÍTULO 1: LETRAMENTO EM VERBETE: O QUE É LETRAMENTO? Letramento é palavra recém-chegada ao vocabulário da Educação e da ciências linguísticas: é na segunda metade dos anos 80 que ela surge no discurso dessas áreas. Se a palavra letramento causa estranheza a muitos, outras palavras do mesmo campo semântico sempre...

    2626  Palavras | 11  Páginas

  • A IMPORTANCIA DE ALFABETIZAR LETRANDO NO ENSINO FUNDAMENTAL 2015

    A IMPORTANCIA DE ALFABETIZAR LETRANDO NO ENSINO FUNDAMENTAL Ao abordar questões relacionadas ao processo de alfabetização e letramento, entende-se que são processos indissociáveis que devem caminhar juntos, sendo que, alfabetizado é aquele aluno que conhece o código escrito, sabe ler e escrever, desse modo, letramento, designa a ação educativa de desenvolver o uso de, práticas sociais de leitura e escrita em contextos reais de uso inicia-se um processo amplo que torna o indivíduo capaz de utilizar...

    1231  Palavras | 5  Páginas

  • Ler E Escrever Na Educacao Infantil Livro

    autêntica editora LTDA. Rua Aimorés, 981, 8º andar. Funcionários 30140-071. Belo Horizonte. MG Tel: (55 31) 3222 68 19 Televendas: 0800 283 13 22 www.autenticaeditora.com.br Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Ler e escrever na Educação Infantil : discutindo práticas pedagógicas / Ana Carolina Perrusi Brandão, Ester Calland de Sousa Rosa, organização. – Belo Horizonte : Autêntica Editora, 2010 (Língua Portuguesa na Escola ; 2). Bibliografia...

    4775  Palavras | 20  Páginas

  • Alfabetizar para quê

    FICHAMENTO ALFABETIZAR PARA QUÊ? UMA PERSPECTIVA CRÍTICA PARA O PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO LEITE, Sérgio Antônio da Silva (org.). Alfabetização e letramento: contribuições para as práticas pedagógicas. Campinas, SP: Komedi: Arte Escrita, 2001 Alfabetizar e alfabetização são conceitos que, por serem socialmente construídos, mudam historicamente. Alfabetização já foi sinônimo de conjunto de habilidades técnicas (COOK-GUMPERZ, 1991, p.34). A decifração e a dominação do código (processo...

    966  Palavras | 4  Páginas

  • RESENHA DO LIVRO CARTAS Á GUINÉ-BISSAU: REGISTROS DE UMA EXPERIÊNCIA EM PROCESSO

    UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CFP - CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES CAMPUS AMARGOSA ROSANA DA SILVA SANTOS RESENHA Amargosa – BA 2011 ROSANA DA SILVA SANTOS RESENHA DO LIVRO CARTAS Á GUINÉ-BISSAU: REGISTROS DE UMA EXPERIÊNCIA EM PROCESSO. Trabalho solicitado com pré requisito para avaliação da disciplina de Filosofia e Educação sob orientação do Prof.º Emanuel Luís Roque Soares . Curso de Pedagogia I semestre.Turma...

    1036  Palavras | 5  Páginas

  • Alfabetizar Na Educa O Infantil

    Alfabetizar na Educação Infantil. Pode? Alguns educadores receiam a antecipação de práticas pedagógicas tradicionais do Ensino Fundamental antes dos 6 anos (exercícios de prontidão, cópia e memorização) e a perda do lúdico. Como se a escrita entrasse por uma porta e as atividades com outras linguagens (música, brincadeira, desenho etc.) saíssem por outra. Por outro lado, há quem valorize a presença da cultura escrita na Educação Infantil por entender que para o processo de alfabetização é importante...

    1399  Palavras | 6  Páginas

  • Resenha do livro alfabetização científica

    para co-tutela de doutorando. Em 2010 foi professor Visitante na lborg Universitet no Departament of Education Learning and Philosophy. Publicou 68 artigos em periódicos especializados e 28 trabalhos em anais de eventos. Possui 20 capítulos de livros e 11 livros publicados. Possui 66 itens de produção técnica. Participou de seis eventos no exterior e 61 no Brasil. Foi orientador de 19 Mestres e de 4 Doutores, além de ter orientado 5 trabalhos de conclusão de curso na área de Educação. Recebeu 4 prêmios...

    1617  Palavras | 7  Páginas

  • Como alfabetizar na eja?

    COMO ALFABETIZAR NA EJA? “Aprender a ler e a escrever é aprender a ler o mundo, compreender o seu contexto numa relação dinâmica vinculando linguagem e realidade e ser alfabetizado é tornar-se capaz de usar a leitura e a escrita como meio de tomar consciência da realidade e de transformá-la.” Paulo Freire (1997).  Primeiramente é necessário compreender o que é ser alfabetizado. A alfabetização deve ser compreendida como processo que vai muito além da aquisição...

    1305  Palavras | 6  Páginas

  • Resumo do livro "O QUE É MÉTODO PAULO FREIRE – CARLOS RODRIGUES BRANDÃO"

    Resumo do livro "O QUE É MÉTODO PAULO FREIRE – CARLOS RODRIGUES BRANDÃO" ADRIANA BUENO NAKADA ANDRÉ DANTAS DE MELO COCATO JENIFER CRISTINA ROCHA FERRARI O QUE É MÉTODO PAULO FREIRE – CARLOS RODRIGUES BRANDÃO IBITINGA-SP 2014 ADRIANA BUENO NAKADA ANDRÉ DANTAS DE MELO COCATO JENIFER CRISTINA ROCHA FERRARI O QUE É MÉTODO PAULO FREIRE – CARLOS RODRIGUES BRANDÃO ...

    1439  Palavras | 6  Páginas

  • Unip aps pedagogia

    educação, procurando métodos para se trabalhar com a realidade de cada um, procurando sempre a aplicação dos aspectos construtivistas. Em 1930 o foco principal das escolas noturnas e o governo em geral, era atingir as classes mais baixas com a meta de alfabetizar todos os que não sabiam ler e escrever. Desde o surgimento destas escolas, só houve evolução nesta categoria de ensino, onde muitas mudanças ocorreram como a Regulamentação do Fundo Nacional do Ensino do INEP, lançamento da Campanha de Educação...

    1661  Palavras | 7  Páginas

  • RESUMO DO LIVRO: “Alfabetização cartográfica e o livro didático: uma análise crítica” ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA X LIVRO DIDÁTICO

    RESUMO DO LIVRO: “Alfabetização cartográfica e o livro didático: uma análise crítica” ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA X LIVRO DIDÁTICO O livro “Alfabetização cartográfica e o livro didático: uma análise crítica”, traz questões referentes ao conteúdo e o tratamento metodológico que os livros didáticos dão à educação para leitura de mapas. A educação para leitura de mapas deve ser entendida como o processo de aquisição, pelos alunos, de uma série de conhecimentos e habilidades, para que consigam efetuar...

    883  Palavras | 4  Páginas

  • Alfabetizar Letrando

    treinamento das crianças em casa, para que ao chegarem à escola, possam desenvolver o trabalho com mais facilidade, recebendo logo no início da aprendizagem o gosto pela leitura e pela escrita. O objetivo desse artigo é compreender a importância do alfabetizar letrando e a necessidade em desenvolvê-las nas séries iniciais, além de identificar o papel que as práticas de letramento desempenham em relação aos indivíduos que iniciam a trajetória escolar. Ao trabalhar o tema relacionado com práticas de leitura...

    5274  Palavras | 22  Páginas

  • O professor alfabetizador, livro didático e a literatura. qual a relação?

    O PROFESSOR ALFABETIZADOR, LIVRO DIDÁTICO E A LITERATURA. QUAL A RELAÇÃO? Roberta Soares Rufino Resumo: Este artigo tem por objetivo esboçar a relação do professor alfabetizador com o livro didático e de que forma a leitura se encaixa neste contexto alfabetizado. Sabe-se o professor se utiliza do livro didático como ferramenta de ensino e que isso implica diretamente na alfabetização dos seus alunos, de modo que quando falamos neste trabalho de alfabetização, logo fazemos intrínseco o incentivo...

    1901  Palavras | 8  Páginas

  • Síntese crítico-reflexiva: história da educação brasileira

    a chegada dos padres jesuítas, os índios eram instruídos pelos mais idosos e experientes de suas tribos. Em 1564 com a vinda deles, que começaram a catequizar e alfabetizar as crianças e jovens, iniciaram-se as atividades de ensino no país. Porém, em 1759 o Marquês de Pombal os expulsou do Brasil.Os métodos de ensino sofreram várias modificações com a expulsão dos jesuítas, os livros escritos à pena foram substituídos pelos livros didáticos, a repetição e memorização dos conteúdos foram trocados pelo...

    763  Palavras | 4  Páginas

  • Projeto Ciranda dos livros

    Ciranda dos Livros onde serão expostas as obras feitas pelos próprios alunos com a orientação do pedagogo. TEMA - Incentivando à leitura INTRODUÇÃO - O projeto possibilita que os alunos realizem um trabalho coletivo, onde haja o envolvimento de todos em sala de aula e, estimulado a integração e participação dos pais na vida escolar dos filhos, que participam do projeto fazendo a leitura desses livros em casa, discutindo com os filhos. Não só abre caminhos para os alunos diante dos livros, mas permite...

    674  Palavras | 3  Páginas

  • EDUCACAO DE JOVENS E ADULTO

    relações. Com a educação escolar não é diferente. O caminho que temos percorrido vai ao encontro de uma concepção que indaga as praticam educacionais. É com a preocupação em interrogar tudo o que lemos , fazemos, vivemos e praticamos que o conteúdo deste livro foi estruturado. A escolha pelo trabalho com uma disciplina curricular não se da ao acaso, ela guarda a relação coma nossa experiência profissional e com a própria experiência de vida. A realidade daqueles que não tiveram acesso a escola a na idade...

    1085  Palavras | 5  Páginas

  • Alfabetizar ou não a crianças de 6 anos

    questão: alfabetizar ou não esta criança e os desafios encontrados pelas instituições na sua implantação. A implantação de ampliação do ensino Fundamental de oito para nove anos de duração exige cuidadoso tratamento político, administrativo e pedagógico. Assim existem muitas perguntas sobre o currículo para as classes das crianças de seis anos de idade, entre elas se destaca: Como estas crianças aprendem? Qual proposta pedagógica é mais adequada? Qual conteúdo? Deve ou não alfabetizar esta criança...

    6570  Palavras | 27  Páginas

  • Programa de Alfabetização e Inclusão Digital de Jovens e Adultos: Uma Experiência Pedagógica no Centro de Idosos de Eusébio com o software Luz do Saber.

    Programa de Alfabetização e Inclusão Digital de Jovens e Adultos: Uma Experiência Pedagógica no Centro de Idosos de Eusébio com o software Luz do Saber. Fortaleza – Ceará 2011 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ Jairo Cardoso da Costa Luz do Saber. Artigo apresentado como requisito parcial para obtenção do Título...

    3888  Palavras | 16  Páginas

  • Resenha acadêmica do Livro Letramento de Magda Soares

    faculdade de Educação da UFMG- Universidade Federal de Minas Gerais. Graduada em letras, doutora e livre docente em educação, possui doutorado em Didática também pela (UFMG). É autora de diversos livros entre eles; Português: uma proposta para o letramento, português através de textos, entre outros. O livro letramento: um tema em três gêneros consiste de uma apresentação prévia muito instigante e objetiva na qual a autora apresenta o assunto a ser discutido posteriormente, e três capítulos onde ela...

    1826  Palavras | 8  Páginas

  • RESUMO CRITICO DO LIVRO: A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER DE PAULO FREIRE MANAUS AGOSTO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS- UFAM ALUNA: NATALIA SOUZA CURSO: EDUCAÇÃO FISICA- LICENCIATURA RESUMO CRITICO DO LIVRO: A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER DE PAULO FREIRE MANAUS AGOSTO 2014 FREIRE, Paulo, 1921 – A importância do ato de ler: em três artigos que se completam/ Paulo Freire. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989. (Coleção polêmicas do nosso tempo; 4) Paulo Reglus Neves Freire, educador brasileiro. Nasceu no dia 19 de setembro de 1921, no Recife Pernambuco. Formado...

    724  Palavras | 3  Páginas

  • ACESSIBILIDADE

    27 – 30 de novembro de 2011 SENABRAILLE 2011 http://www.sbu.unicamp.br/senabraille/ TUDO COMEÇOU COM AMPARO DAS LEIS • • • • • • • • • Casas precisam de alicerces Melodias eternizam-se em partituras Pesquisas escoram-se em livros Ensinamentos dependem de mestres Projetos amparam-se em argumentos Trabalho requer vontade Bibliotecas não existem sem acervos Bibliotecas necessitam de atendentes Atendimento prioritário requer sensibilidade VII SENABRAILLE LEGISLAÇÃO...

    1675  Palavras | 7  Páginas

  • ATPS PRISCILA

    alguns assuntos tratados no livro Variações Linguística: Fundamentos e Metodologia de Língua Portuguesa, de (PLT 493 GOMES, Maria Lúcia de Castro Capítulo 2). A autora através deste livro destaca os principais fundamentos e metodologia de língua portuguesa que vem sendo aplicadas em diversas instituições de ensino. Iremos focar no capitulo 2, sendo formado por temas de amplitude que o torna de uma importância para todos os profissionais da área educacional. Descrevendo do livro texto, que tem como assunto...

    2593  Palavras | 11  Páginas

  • Resumo do livro O Ato de ler de Paulo Freire

    Superior do Sertão da Bahia para a disciplina de português. SUMARIO INTRODUÇÃO 1. CAPITULO 1. 1. A importância do ato de ler. 2.1. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS INTRODUÇÃO O livro de Paulo Freire, “A Importância do Ato de Ler”, constituído por três artigos que se completam, é apresentado em uma palestra sobre a alfabetização de adultos e de bibliotecas populares, onde o autor trás a temática da leitura, discutindo sua importância...

    871  Palavras | 4  Páginas

  • Dc“a magia e encantamento das histórias na formação humana”

    mágico? No mundo contemporâneo, o Contador de Histórias vem resgatar a união, cumplicidade e o prazer para a leitura, muito se discute sobre o que é alfabetizar e o que é o analfabeto funcional, não nos cabe aqui nos determos em conceitos e definições, mas é interessante como o contador de histórias tem uma importância fundamental no processo de alfabetizar, e “realfabetizar”. Lembramos ainda que a família, por falta de tempo e compromisso na formação de seus filhos, vem delegando às escolas a responsabilidade...

    3727  Palavras | 15  Páginas

  • Resenha do livro alfabetização cartográfica e livro didático

    PASSINI, E. Y. . Alfabetização Cartográfica e o Livro Didático: uma análise crítica. 2ª. ed. Belo Horizonte: Editora Lê, 1994. v. 1. 100 p. RESENHA Alfabetização Cartográfica e o Livro Didático: uma análise crítica é um livro de Elza Yasuko Passini, possui graduação em Geografia pela Universidade de São Paulo (1968), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (1990), doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1996) e pós-doutorado pela Universite Du Quebec A Montreal (2004)...

    842  Palavras | 4  Páginas

  • Alfabetização e Letramento na Terceira Idade Desafios das práticas pedagógicas para a terceira idade no ensino fundamental I

    essa população crescente de idosos muitos são ainda analfabetos ou semi-analfabetos, que ocupam de forma abrangente um espaço bastante significativo mundialmente. Existindo uma parcela que não teve oportunidade de ir a escola na idade correta, e que busca uma oportunidade para retornar na terceira idade. Estes indivíduos deparam-se, na atualidade, com realidades em que se percebem incapazes levando-os a se transformar em excluídos em potencial. A alfabetização desses idosos vem para contribuir a interação...

    6672  Palavras | 27  Páginas

  • estágio

    apoio de especialistas. A Escola está desenvolvendo os seguintes projetos: projeto agrinho; projeto lúdico na aprendizagem; projeto meio ambiente; resgate ao prátiotismo; projeto paz; trânsito na escola; conservação do que é público; valorização do idoso; projeto pequenos leitores e grandes escritores; projeto soletrando; projeto tabuada; projeto COPA DO MUNDO. Duranteo estágio , foi possivel perceber a presença da rotina na Escola Municipal Onélia de Oliveira, embora cada professor organiza a turma...

    4687  Palavras | 19  Páginas

  • Resumo 2ª parte do livro O que é o Método Paulo Freire

    Funcionários. Durante 3 meses eles fizeram um programa de preparação para esses professores e alunos com o objetivo de fazer uma reflexão sobre o trabalho que seria desenvolvido e os princípios que norteariam essa prática pedagógica. A segunda parte do livro inicia-se fazendo a discussão da utilização do método, entendendo este como algo que deve se ajustado, inovado e recriado segundo as descobertas das pessoas envolvidas na aprendizagem, através da ficha de descoberta. Com isto, esse não deve ser entendido...

    661  Palavras | 3  Páginas

  • monografia

    como Cartilha Arte da Leitura, escrita pelo poeta português João de Deus, com intuito de alfabetizar suas filhas usando poemas filosóficos da época. João de Deus foi o primeiro autor a debater a alfabetização a partir de um ponto filosófico, artístico, pois não se ensinava a criança a soletrar. Para ele a leitura deveria ir com prazer à criança. Na época discutia-se ardentemente nas Cortes portuguesas se o Livro de Leitura deveria ser o poema épico "Os Lusíadas" de Luís de Camões ou o poema romântico...

    5929  Palavras | 24  Páginas

  • Relatório Livro INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA.

    ATIVIDADES ACADÊMICO CIENTÍFICO CULTURAIS GENI PEREIRA NASCIMENTO RELATÓRIO DO LIVRO – INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA. A referida obra é dos autores Marcelo de Carvalho Borba e Miriam Godoy Penteado publicado no ano de 2010. Em nota do coordenador Borba explana os seus objetivos com a Coleção “Tendências em Educação Matemática” que na qual é voltada para os futuros professores, e para profissionais da área que buscam de diversas formas refletir sobre esse movimento denominado...

    741  Palavras | 3  Páginas

  • Síntese reflexiva do livro as tranças de bintou

    Sumário 1. SÍNTESE REFLEXIVA O livro “As Tranças de Bintou”, conta a história de uma menina que sonha em ter tranças como todas as mulheres de sua tribo, mas, segundo a tradição local, ela só podia usar birotes e só deveria usar as tão sonhadas tranças quando atingisse a juventude. Mas...

    1088  Palavras | 5  Páginas

  • O diagrama de casos de uso venda de livros

    Trabalhadores da Educação Básica em Educação Ambiental; ➢ Escola que Protege. c. Infraestrutura de Apoio Educacional: ➢ Padrões Mínimos de Funcionamento da Escola; ➢ Programa Nacional do Livro Didático; ➢ Programa Nacional Biblioteca da Escola; ➢ Programa Nacional de Informática na Escola; ➢ Programa Educar na Diversidade. 3. POLÍTICA DE FINACIAMENTO: 1. FUNDEB – Fundo...

    9884  Palavras | 40  Páginas

  • Resenha

    questionado, negado, interpretado de forma diversa, conforme a bagagem científica, intelectual, emocional do leitor. Também, um mesmo texto, lido em épocas diferentes da vida, trará interpretações e conclusões distintas. Uma criança, um jovem, um idoso, farão uma análise do texto conforme sua vivência da época. A leitura fará brotar naquele que lê reações emocionais e críticas diversas, conforme a afinidade temperamental e racional entre o autor e o leitor. Como diz Paulo Freire “A leitura...

    1035  Palavras | 5  Páginas

tracking img