• a intertextualidade nas obras de machado de assis
    FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ - INOVE A INTERTEXTUALIDADE APLICADA NA OBRA MACHADIANA: DIÁLOGO COM MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS CURITIBA 2013 A INTERTEXTUALIDADE APLICADA NA...
    2505 Palavras 11 Páginas
  • Machado de assis em memórias póstumas de brás cubas
    MACHADO DE ASSIS EM MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS MACHADO DE ASSIS EM MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS Monografia aprovada em ____/____/____, para obtenção do título de Licenciatura Plena em Pedagogia. AGRADECIMENTO As...
    6511 Palavras 27 Páginas
  • direito
    MOSTRANDO O OUTRO LADO DO SER HUMANO Mary Ellen Farias dos Santos1 Editora e Repórter do site Resenhando.com A famosa obra de Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas que expõe a precariedade do ser humano, em 1999 ganhou uma nova roupagem feita pela editora Autêntica. O quarto...
    391 Palavras 2 Páginas
  • transaçoes imobiliarias
    c) arcádico d) parnasiano e) modernista 2)  O Romantismo está para o Modernismo, assim como: a) Inocência está para A Carne. b) A Escrava Isaura está para A Escrava que não é Isaura. c) A Escrava Isaura está para O Cortiço. d) Memórias Póstumas de Brás Cubas está para Memórias do...
    2162 Palavras 9 Páginas
  • DOM CASMURRO E MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS
    LITERATURA RESUMO Tendo as obras “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Dom Casmurro”, ambas do escritor brasileiro Machado de Assis como objeto de estudo, visamos explicar o período realista na literatura brasileira e fazer com que se compreenda as obras deste autor, que são repletas de ironias e...
    16273 Palavras 66 Páginas
  • Graduanda
    amadurecimento, até chegar ao Realismo de suas obras da maturidade. Entre estas, as mais destacadas e consideradas são Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1891) e Dom Casmurro (1899). Se os escritores românticos, José de Alencar à frente, conseguiram estabelecer o romance como um gênero...
    4529 Palavras 19 Páginas
  • Trabalho
    ”. A cronologia histórico-literária é bastante didática. Esse caráter fica mais evidente em suas páginas finais, nas quais encontram-se exercícios de fixação, propostos para interpretar o capítulo XXXI de “Memórias póstumas de Brás Cubas”. “Literatura comentada” é um pontapé não só para a...
    286 Palavras 2 Páginas
  • Machado de assis
    decorre na medida em que o texto apresenta uma estética da desconstrução, operando com o descentramento do sujeito. Além disso, trata-se de uma narrativa que convida o receptor e aponta-lhe a falta. Analisamos Memórias Póstumas de Brás Cubas por considerarmos que este texto assinala com insistência a...
    47266 Palavras 190 Páginas
  • Memórias póstumas de brás cubas: uma análise teórico narrativa
    MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS: UMA ANÁLISE TEÓRICO NARRATIVA Ms. Eva Cristina Francisco (CLCA - UENP/CJ) RESUMO Este trabalho tem como objetivo uma breve análise teórico-narrativa de um filme brasileiro adaptado de um romance. A narratividade é um dos principais elementos constituintes do...
    2313 Palavras 10 Páginas
  • Trabalhos de acentos
    , IV e V são verdadeiras. E) Todas as afirmativas são verdadeiras. Exercício 2: (UFC 2010) Cada alternativa a seguir apresenta um trecho de Memórias póstumas de Brás Cubas em que há a presença do acento grave. Assinale a única em que o acento grave está empregado pela mesma razão por que foi...
    308 Palavras 2 Páginas
  • Fundamentos de Engenharia
    nenhuma das duas marcas. De acordo com esses dados, quantas pessoas usam somente a marca B? 05- Um professor de português passou uma pesquisa numa sala de aula de 30 alunos, perguntando quem havia lido as obras Dom Casmurro ou Memórias póstumas de Brás Cubas, ambas de Machado de...
    490 Palavras 2 Páginas
  • EXECÍCIOS 1
    póstumas de Brás Cubas em que há a presença do acento grave. Assinale a única em que o acento grave está empregado pela mesma razão por que foi usado em “desde o emplasto de Brás Cubas / à solda da opinião” (versos 56-57). A) “Creio que prefere a anedota à reflexão”. B) “Vejo-a assomar à porta da...
    315 Palavras 2 Páginas
  • Mols
    marco inicial a obra Memórias póstumas de Brás Cubas (1881), de Machado de Assis. O Brasil, durante o período de passagem do Romantismo para o Realismo, sofreu inúmeras mudanças na história econômica, política e social. O país havia vivenciado fatos importantes como a Guerra do Paraguai (1864 – 1870...
    1665 Palavras 7 Páginas
  • machado de assis
    1864-1908 (44 anos) Religião Niilismo, entre outras Movimento Romantismo/Realismo Magnum opus Entre os críticos e o público, destacam-se Memórias Póstumas de Brás Cubas e Dom Casmurro. A crítica considera que suas melhores obras são as da Trilogia Realista.1 Cônjuge Carolina Augusta Xavier de...
    14225 Palavras 57 Páginas
  • Linguistica aplicada à literatura
    de 1860, escrevia sob a perspectiva de um liberal, é visível o processo de distanciamento crítico por que passa na década seguinte e que culminaria no divisor de águas de sua obra que foi a publicação em folhetim de Memórias Póstumas de Brás Cubas em 1880. Machado interessava-se pela política e...
    9750 Palavras 39 Páginas
  • Mitologia
    honestidade é uma das virtudes evidenciadas pela narrativa. d) Blau Nunes é o protagonista do conto. e) A onisciência do narrador dá acesso à interioridades das personagens. 07. (UFRGS 2011) Considere as seguintes afirmações, sobre Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. I - Brás...
    10359 Palavras 42 Páginas
  • exercicios portugues
    ) Cada alternativa a seguir apresenta um trecho de Memórias póstumas de Brás Cubas em que há a presença do acento grave. Assinale a única em que o acento grave está empregado pela mesma razão por que foi usado em “desde o emplasto de Brás Cubas / à solda da opinião” (versos 56-57). A) “Creio que...
    988 Palavras 4 Páginas
  • Realismo vs naturalismo
    TRILOGIA MACHADIANA 1881 Memória Póstumas de Brás Cubas 1899 Dom Casmurro 1891 Quincas Borba Homem x relação com “eu” Homem x relação amoroso Homem x relação do “eu” com o grupo A sociedade  ter / ser MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS Narrador:  1ª pessoa  defunto autor Isenção...
    2816 Palavras 12 Páginas
  • Exercícios de portugues
    quanto antes... - Isso é outro negócio. Acho que é indispensável casar, principalmente tendo ambições políticas. Saiba que na política o celibato é uma remora. Agora, quanto à noiva, não posso ter voto, não quero, não devo, não é de minha honra." (Machado de Assis, Memórias póstumas de Brás Cubas...
    2557 Palavras 11 Páginas
  • realismo e naturalismo
    ironia e o sarcasmo machadianos. A obra de Machado de Assis divide-se em duas fases: 1ª fase, romântica: Ressurreição (1872); A mão e a luva (1874); Helena (1876); Iaiá Garcia (1878); 2ª fase, realista: Memórias póstumas de Brás Cubas (1881); Quincas Borba (1891); Dom Casmurro (1899); Esaú e Jacó (1904...
    11921 Palavras 48 Páginas