O uso do epi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1053 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
JOHANN STELZENBERGER










USO DO EPI















ARIQUEMES
2012




JOHANN STELZENBERGER








USO DO EPI




















ARIQUEMES
2012



























Deus, Família, Professora, Amigos...





1. TEMA

O uso dos EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual)

2.DELIMITAÇÃO DO TEMA

O uso dos EPI’s, suas vantagens, desvantagens e confiabilidade para o empregado e empregador das indústrias cerâmicas do município de Ariquemes – RO.

3. PROBLEMA
Sabe-se que o uso dos EPI’s é obrigatório em vários ramos da indústria, porém muitos colaboradores não fazem uso do mesmo. Seria por não gostar, não saber para que servem ou por não ter sido orientados?

4. HIPÓTESESugere-se o uso dos EPI’s, para que num eventual acidente, assim como o nome já diz, haja uma proteção do trabalhador, evitando assim prejuízos à empresa. Porém muitos funcionários ignoram a importância do equipamento alegando certo desconforto ao usá-lo. Acredita-se que com palestras educativas e punições dentro da lei, somente assim os empregados passarão a fazer uso correto do equipamento.


5.OBJETIVOS
5.1 OBJETIVO GERAL
Conscientizar empregados e empregadores para a importância do uso do EPI.

5.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
5.2.1- Apontar fatores que levam funcionários a rejeitarem o uso do EPi;
5.2.2- Listar as vantagens do uso do EPI, aos empregados e empregadores.



6. JUSTIFICATIVA
Hoje em dia, o índice de acidentes de trabalho pela ausência de equipamentos de proteção,é muito elevado, e em muitas empresas encontramos certa resistência por parte tanto de empregadores como dos empregados para a implantação e uso de EPI. No Brasil, seu uso tem sido objeto de rejeição e transgressão da Lei.

7. METODOLOGIA
O projeto será desenvolvido nas cerâmicas no município de Ariquemes no período diurno em duas etapas:
1º: Fazer um levantamento de referênciasbibliográficas;
2º: Será desenvolvida uma pesquisa de campo com perguntas fechadas onde será retirada uma amostra qualitativa e quantitativa dos dados que será apresentado em gráficos;

8. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Desde os primórdios dos tempos, o homem busca a proteção individual quase que instintivamente. Os primeiros EPIs - Equipamentos de Proteção Individual foram registrados já na época das cavernas,quando o homem primata utilizava vestimentas de pele de animais para se proteger das intempéries do clima e empunhava suas clavas contra animais da região hostil que habitava.
Na idade média houve uma importante evolução, quando os cavaleiros medievais passaram a se proteger das lanças do ataque inimigo por detrás das armaduras. Por sua vez, os povos indígenas utilizavam roupas feitas de couros deanimais e penas de aves e empregavam arcos e flechas nos combates e caçadas.
A humanidade evoluiu. Vieram a Revolução Industrial, a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. As atividades artesanais cederam espaço às mineradoras, metalúrgicas e fundições. Desde então, a evolução dos EPIs nunca mais parou. Hoje, sua satisfação atinge um nível tal que julgamos não haver mais espaço para novos progressos.Ledo engano. A cada dia, descobrem-se novos materiais, parâmetros, tecnologias e metodologias que contribuem para sua evolução e buscam tão somente proteger o bem mais valioso que temos: a vida.
Segundo os principais especialistas da área de Segurança e Saúde Ocupacional, as guerras mundiais contribuíram em muito para a evolução dos EPIs. Triste constatação: como pode um evento que traz tantador e sofrimento para os povos contribuir para a melhoria da segurança ocupacional e a preservação da vida humana?
Além disso, as guerras e a industrialização aumentaram a conscientização do homem quanto à importância de sua proteção individual. Isso levou o europeu, principalmente a partir da Revolução Industrial, a dar mais prioridade para a questão preventiva. A Europa e os Estados Unidos...
tracking img