O realismo em portugal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9420 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Ao falar-se de hábitos e costumes de uma dada geração, é forçoso recorrer à literatura da época. É nela que se consegue verificar como se vestiam certas classes sociais, o que pensavam, o que faziam, em suma: como viviam.
De meados do século XIX às primeiras décadas do século XX encontramos um movimento de renovação de ideias e de modelos literários a que os historiadores dão muitaimportância. São dessa época grandes vultos de escritores portugueses, entre eles: Antero de Quental, Eça de Queirós, Ramalho Ortigão, Oliveira Martins, Cesário Verde e Teófilo Braga.
Foi nestes vultos da literatura portuguesa que nos baseámos para elaborar este trabalho onde se fará referência aos hábitos e costumes de moda e estética da época realista.
Reconhecemos que em todas as Épocas houveescritores desenquadrados das correntes existentes e criticando também eles os dislates do seu tempo.
Nicolau Tolentino, oferece-nos um poema exemplo disso mesmo.
O COLCHÃO DENTRO DO TOUCADO

Chaves na mão, melena desgrenhada,
Batendo o pé na casa, a mãe ordena,
Que o furtado colchão, fofo e de pena,
A filha o ponha ali, ou a criada.

A filha, moça esbelta e aperaltada,
Lhe diz co’ adoce voz que o ar serena:
“Sumiu-lhe o colchão, é forte pena;
Olhe não lhe fique a casa arruinada.”
“Tu respondes-me assim? Tu zombas disto?
Tu cuidas que por ter pai embarcado,
Já a mãe não tem mãos? “E dizendo isto,

Arremete-lhe á cara e ao penteado;
Eis senão quando (caso nunca visto!)
Sai-lhe o colchão de dentro do toucado.

Nicolau Tolentino obras poéticas
O Realismo em Portugal1) Antecedentes próximos

No primeiro quartel do século XIX fez-se a Revolução Industrial. O aparecimento de uma Burguesia forte provocou o nascimento de outra classe social, o proletariado. Estes operários eram mal pagos e tinham condições de trabalho duríssimo, levando por isso ao surgimento de grandes movimentos sociais e políticos: socialismo, anarquismo e comunismo. Surge ainda osindicalismo.
A ciência passa a ser o método que leva ao conhecimento da realidade e assim novos campos de saber aparecem: a sociologia e a psicanálise. Estas duas ciências exerceram uma enorme influência na literatura.

2) A Questão Coimbrã

O Realismo foi um movimento que queria descrever ao pormenor a vida do dia--a-dia. O escritor realista comprometia-se com a realidade, denunciava injustiças,criticava abusos e revoltava-se contra injustiças e opressões. Eles pretendiam fazer retratos fiéis e objectivos da realidade quotidiana, descreviam a relação entre o indivíduo e a sociedade, os conflitos que opunham a classe burguesa e operariado, a sociedade urbana e a rural, os conservadores e os progressistas.
O Realismo surgiu em oposição ao subjectivismo romântico, onde a imaginação levavamuito para além dos padrões e das regras estéticas da literatura na sua ligação à sociedade (líricos e sonhadores).
O romance foi o género preferido dos escritores realistas, porque o romance permitia mostrar toda a complexidade do mundo real, o escritor realista estava comprometido com a realidade: denunciava, criticava revoltava-se contra a injustiça e a opressão.
Através das personagens donarrador o escritor podia opinar acerca das situações que descrevia, julgar, analisar os seus pensamentos.
O Realismo pretendia observar a realidade da vida no seu quotidiano, em estilo simples e claro por oposição ao romântico fora da realidade.
Antero de Quental foi o mentor do Realismo. Foi em Coimbra que ele travou com os românticos, uma luta ideológica que abrangia a literatura e a religião.Considerava a literatura romântica retrógrada e carente de forma “Odes Modernas” revela já um pensamento anti-romântico.
Castilho apoia e prefacia o livro de poemas ultra-romântico “D. Jaime” publicado por Tomás Ribeiro (1862) Antero exalta a superior arte da poesia escrevendo que “os poetas puros não adoram a palavra mas sim a ideia, considera a poesia do livro “D. Jaime tacanha e a de...
tracking img