O queijo e os vermes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1318 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha de O queijo e os vermes
A obra escrita por Carlo Ginzburg trata da história de um moleiro do século XVI que morava no Friuli, seu nome era Domenico Scandella mas era conhecido por todos como Menocchio. O moleiro foi preso e condenado pela Santa Inquisição por ter ideias contrárias à Igreja e aos eclesiásticos que a ela pertenciam e tentar difundi-las entre o povo camponês de sua vila,sendo acusado de heresia. Ginzburg se depara com a história de Menocchio por acaso, quando estudava uma seita italiana de curandeiros e bruxos quando se deparou com o julgamento do moleiro que lhe chamou a atenção por ser tão detalhado.
Por ser alfabetizado, o moleiro pôde trabalhar como administrador da Paróquia de Montereale e antes disso havia magistrado as aldeias da região. Menocchio eracontra o poder e a pompa dos membros da Igreja e não reconhecia as autoridades da hierarquia católica, afirmava que os sacramentos como o batismo, crisma, casamento e eucaristia eram todos mercadorias, criações humanas que não faziam sentido aos olhos de Deus. Ele tinha ideias revolucionárias e queria denunciar a opressão dos ricos contra os pobres afirmando como exemplo o uso do latim que os pobresnão compreendiam e por isso eram enganados.
A teoria principal de Menocchio era de que o universo seria primeiramente um caos onde terra, água, ar e fogo estavam todos misturados e que da mesma forma como o queijo é feito do leite, desse caos havia surgido uma grande massa que seria o mundo e dela surgiam os vermes que eram os anjos e até mesmo Deus e então os humanos, que deveriam obedecer a Deuspor ele ser um verme mais sábio e poderoso. O moleiro também afirmava que Jesus havia sido um homem como todos os outros e sendo assim que todos os homens eram filhos de Deus e negava que a morte de Jesus na cruz havia sido para salvar os homens do pecado, pois para se salvar de seus pecados cada um deveria fazer a penitência adequada para o que cometeu, o que sugere que Menocchio havia entrado emcontato com as ideias do Alcorão provavelmente a partir do livro de Mandeville pois o Islamismo também nega Jesus como sendo um filho divino e apenas o aceita como um profeta importante. Foi também sugerido que o moleiro havia tido contato com os Anabatistas já que considerava o batismo inutil sob a justificativa de que Deus já batizava os seres humanos ao fazê-los nascer, porém essa hipótese foidescartada pois os anabatistas não eram contrários aos sacramentos que Menocchio tanto condenou, sendo assim ele não poderia fazer parte do movimento. Outra hipótese de influência que poderia ter sido exercida no moleiro que o autor levantou foi a dos luteranos, as ideias de Menocchio realmente se assemelhavam com as da reforma mas a hipótese não tinha evidências suficientes para ser confirmada.Omoleiro havia declarado ser muito pobre para as autoridades da Igreja, o que não era de todo verdade pois ele tinha dois moinhos alugados e dois campos arrendados que garantiam o sustento de sua família que era composta por seus sete filhos e sua esposa. Também pelo fato de que era alfabetizado e pôde trabalhar como administrador da paróquia de Montereale provava que sua situação financeira erarazoável. Menocchio lia muito e de suas leituras e reflexões tirava conclusões que tentava difundir entre as pessoas de sua região, o que aconteceu durante aproximadamente 30 anos. Seus conhecidos da vila que eram persuadidos pelo moleiro a acreditarem em suas ideias não agiam com hostilidade com ele, apenas o alertavam para as graves consequências que sua heresia poderia lhe trazer e o repreendiampor estar tendo uma opinião que diziam ser errada sobre a fé e a Igreja, porém um dia um delator anônimo o denunciou ao inquisidor, o delator foi o padre de Montereale Dom Odorico Vorai que temia a revolta do povo contra a Igreja já que Menocchio costumava afirmar o seguinte: “Me parece que na nossa lei o papa, os cardeais e os padres são tão grandes e ricos que tudo pertence à Igreja e aos...
tracking img