O professor leitor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4947 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Professor Leitor
Artigo do professor e pesquisador da Unicamp, Ezequiel Theodoro da Silva, no seu blog Leitura e Ensino.
Por Ezequiel Theodoro da Silva (*)
O cerne do desenvolvimento da identidade de um professor é, sem dúvida, a leitura. Para ele, a leitura constitui, além de instrumento e/ou prática, uma "forma de ser e de existir". Isto porque o seu compromisso fundamental, conforme aexpectativa da sociedade, se volta para a (re)produção do conhecimento e para preparação educacional das novas gerações. Professor, sujeito que lê, e leitura, conduta profissional, são termos indicotomizáveis - um nó que não se pode e nem se deve desatar.
No Brasil, a formação aligeirada - ou de meia tigela - dos professores, o aviltamento das suas condições de trabalho, o minguado salário e aspolíticas educacionais caolhas fazem com que os sujeitos do ensino exerçam a profissão sem serem leitores. Ou então, sejam tão somente leitores pela metade, pseudo-leitores, leitores nas horas vagas, leitores mancos, leitores de cabresto e outras coisas assim. Os resultados desse quadro lamentável e vergonhoso todos sabem: dependência de livros didáticos e outras receitas prontas, desatualização,redundância dos programas de ensino, homogeneização das condutas didáticas, repertório restrito, ausência de habilidades e competências de leitura, estagnação intelectual, etc.
Antonio Nóvoa talvez seja, modernamente, a voz mais bem gabaritada no mundo para discorrer sobre o ofício do professor. De fato, as suas reflexões, veiculadas em diferentes obras (1), recuperam a história da profissão e formamum quadro que junta, dinâmica e articuladamente, três dimensões: o professor enquanto ser humano ou pessoa, o professor enquanto profissional e o professor enquanto membro partícipe de uma organização (a escola). No presente artigo, pretendo mostrar como essas três dimensões são - ou podem ser - banhadas por processos específicos de leitura. Esse "banho" é que robustece a identidade do professorenquanto profissional e cidadão, oportunizando, melhores planos e programas de leitura junto aos estudantes.
O PROFESSOR ENQUANTO PESSOA LEITORA
Antes de tudo, o professor é uma pessoa e, por isso mesmo, um ser social, com necessidades semelhantes às dos seres humanos. Um ser que nasce, cresce e morre como todos os demais. Um ser dotado de corporeidade, razão e emoção. Um ser que, para ter umavida digna e feliz, precisa de trabalho e ócio ao longo da sua existência. Um ser com sexualidade, desejos e aspirações.
Ainda na sua dimensão pessoal, o professor vive os mesmos dilemas e desafios do seu tempo, conforme surgidos dentro da sociedade em que vive. Homem ou mulher, tem de satisfazer as suas necessidades através de interações com o seu meio e com outros indivíduos, na distância e naproximidade.
Os diversos espaços e tempos que o professor atravessa (infância, escolarização, família, comunidades, ingresso na profissão, etc) é de suma importância ao desenvolvimento da sua "pessoalidade", antes, durante e depois do início do seu trabalho em uma ou mais escolas. Nessa trajetória complexa e dinâmica, havemos de lembrar a sua própria aproximação com o universo da escrita e comoutras linguagens que fazem circular os sentidos entre os homens.
A literatura científica da área da leitura (2) aponta para o fato de que a formação do leitor passa por diferentes etapas de desenvolvimento, envolvendo a ação de múltiplas instituições sociais: família, grupo de amigos, escola, bibliotecas, clubes de serviços, etc. Sabe-se, por exemplo, que as histórias contadas oralmente para ascrianças no âmbito familiar podem ser um forte condicionante para estimular e reforçar a curiosidade pelos livros e similares.
Nessa mesma linha de raciocínio, podemos pensar em fases que um leitor vive na sua trajetória de vida, como a dos contos de fada, revistas ilustradas, ficção científica, etc. Tais fases, consolidadas em termos de vivências de determinados gêneros de escrita, deixam as...
tracking img