O perfil do consumidor brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1215 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Perfil do Consumidor Brasileiro

O perfil do consumidor brasileiro mudou e com ele também mudaram as estratégias das empresas, que começaram a enxergar oportunidades no direcionamento de produtos e serviços para os clientes da base da pirâmide. De acordo com a Pesquisa Nacional de Amostragem por Domicílio (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 29 milhões depessoas ingressaram na classe C (renda familiar bruta de R$ 1.126 a R$ 4.854) entre 2003 e 2009. O levantamento representa um crescimento de 34,3% e o país contava em 2009 com cerca de 95 milhões de habitantes nessa faixa de renda, em uma população total de 190,7 milhões (Censo 2010). Esses dados mostram como mais pessoas passaram a ter mais poder de consumo. ). Já a classe B (de R$ 4.855 a R$ 6.329)aumentou 38,5% e a classe A (a partir de R$ 6.330), 40,9%.diante dos números, é fácil deduzir que o fato provoca mudanças fundamentais em nossa sociedade, e uma das áreas mais imediatamente afetadas é o consumo.

Novos consumidores, recém-chegados a um novo mercado, estão ávidos por comprar. Isso pede, por sua vez, novas abordagens das empresas. e parece ser justamente no front doatendimento às faixas extremas da população (os mais pobres e os mais ricos) que vêm sendo desenvolvidas as estratégias e os produtos que decretarão o sucesso ou o fracasso de um negócio. A gestão brasileira tem sido reconhecida especialmente no que tange às estratégias voltadas para a base da pirâmide socioeconômica. E o lema é: diferenciação, customização, qualidade e atenção ao cliente, atributosantes exclusivos do mercado de luxo, também devem ser entregues aos consumidores de baixa renda. Parte do comércio brasileiro já dava atenção aos consumidores mais pobres, porém, com essa mudança de paradigma, a indústria aderiu e o processo se acelerou. “A estabilização da moeda, o acesso facilitado ao crédito e à tecnologia têm impulsionado a classe C para um patamar mais elevado de qualidade,conhecimento e poder de compra. Se antes o grande motivador era o preço e a pechincha, hoje essas pessoas querem qualidade e marca.


Segue algumas amostragens:

|[pic] |
|[pic]|


Perfil dos Novos Consumidores

1. Novos velhos: A população com mais de 60 anos representa cerca de 10% dos brasileiros hoje, ou 19 milhões de pessoas. E vem crescente a taxas maiores do que a da população total – uma consequência da queda da taxa de fecundidade e do aumento da esperança de vida ao nascer. Mas, além denumerosos, eles têm dinheiro para gastar. Com saúde, tempo livre, casa própria e filhos criados eles tem outras preocupações com o que gastar. Os idosos fazem cada vez mais viagens, comem em restaurantes e usam a internet. É importante compreender que mesmo entre os idosos há uma segmentação. A terceira idade é mais saudável e busca atividades físicas e roupas esportivas e a quarta idade demandamais serviços de saúde.

[pic]

2. Mulheres poderosas: se antes as mulheres paravam de trabalhar para se casar ou ter filhos, hoje conciliam tudo e só param quando se aposentam. No quesito estudo elas superam os homens, em 2007 já eram 57,1% dos universitários. Nas áreas urbanas elas têm, em média, um ano a mais de estudo que os homens. Ou seja, mais inseridas no mercado de trabalho, maisinstruídas e com menos filhos, as mulheres estão cada vez mais independentes no seu consumo. Como as tarefas domésticas competem com o trabalho, estudos, filhos, lazer e beleza, elas desejam terceirizar funções e otimizar seu tempo, com isso crescem os serviços de domésticas, consultores de imagem e demais sérvios express personalizados.

[pic]

3. Sozinhos, não solitários: a proporção de arranjos...
tracking img