O olhar sociologico guerreiro ramos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Mnemosine Vol. 2, nº2, p. 183-190 (2006) – Artigos



Para falar de Guerreiro Ramos, costumo usar as expressões: inteligência brilhante, capaz de insights memoráveis. Ele produziu fora ou em oposição aos cânones acadêmicos de sua época, o que nos ajuda a entender seu ostracismo na sociologia brasileira. O que é interessante perguntar: como podemos interpretar o atual interesse por GuerreiroRamos? Ou seja, por que seus insights se tornaram atuais? Este outsider da academia sociológica que se formava no Brasil a partir da USP tem recebido atenção de algumas dissertações de mestrado e teses de doutorado como a de José Saraiva Cruz (2002, UERJ), a de Edison Bariani Junior (2003, Unicamp) e também a tese de doutorado de Ariston Azevêdo (2006, UFSC). José Saraiva Cruz (2002) observa que écom Guerreiro que o “povo” aparece como categoria sociológica. Quer, deseja, aposta em mudanças, em transformações na sociedade brasileira. Partilha da expectativa de que o desenvolvimento (industrialização e urbanização) mudará a sociedade e defende a atuação do Estado como agente do desenvolvimento e da democratização. Edison Bariani Junior (2003) acompanha com sintonia fina as divergênciasentre Guerreiro Ramos e Florestan Fernandes. Ariston Azevêdo vai se deter na formação filosófica de Guerreiro sustentando a coerência das crenças autor e a defesa em suas obras da necessidade de um novo humanismo. Guerreiro foi homem de seu tempo, comprometido com as lutas da época. Sua trajetória oscilou entre o comprometimento e o ceticismo. A consciência nacional e o messianismo estiveram presentesna vivência e nas obras de Guerreiro ao longo de toda sua trajetória. Ele foi porta-voz de propostas de salvação nacional. A sociedade brasileira cobrou deste “mulato baiano” soluções para inúmeros problemas nacionais. Ele comprou a cobrança e procurou respondê-la lançando mão de tudo que acumulou em termos de conhecimento, erudição, vivência.
Clio-Psyché – Programa de Estudos e Pesquisas emHistória da Psicologia

184

O olhar sociológico de Guerreiro Ramos

Para entender a trajetória de Guerreiro Ramos e sua produção intelectual é preciso acompanhar os temas, as questões e os desafios de seu tempo. Guerreiro Ramos nasceu em Santo Amaro da Purificação em 1915. Já em Salvador foi influenciado por um pensamento católico que derivava da revista Esprit e que teve em Jacques Maritainum expoente. Fez parte de uma elite, de uma geração intelectual baiana da qual fazia parte Rômulo Almeida aliás foi ele quem o chamou para atuar na Secretaria de Educação sob o comando de Isaías Alves, irmão do interventor Landulfo Alves. Os anos 1930 na Bahia foram muito fecundos. Ali foi o celeiro de diferentes intelectuais que vieram a ter papel de destaque na cultura e na esquerda brasileira,como Afrânio Coutinho, Edison Carneiro, Áydano do Couto Ferraz, Jorge Amado, para citar os mais conhecidos. Embora Guerreiro declare não pertencer a nenhum grupo, ele teve atuação no Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda do Estado Novo. Antes, na juventude, Guerreiro Ramos, Rômulo Almeida e a Abdias do Nascimento fizeram parte das hostes integralistas. Rômulo e Abdias se encontram naprisão. Guerreiro, por sua vez, estará junto com Abdias no Teatro Experimental do Negro a partir de 1944. Vamos aqui falar um pouco deste Teatro tão pouco conhecido pelos estudiosos da cultura brasileira tomando como fonte a dissertação de mestrado em Sociologia de Ricardo Gaspar Müller (UFMG, 1988). O Teatro Experimental do Negro (TEN) foi fundado em 1944 por iniciativa de Abdias do Nascimento, seuprincipal dirigente e porta-voz. Seu objetivo era incentivar um “teatro negro brasileiro” e sensibilizar o público para os problemas enfrentados pela população negra no Brasil. Desejava transformar a mentalidade do povo negro despertandolhe a consciência de seu valor e cultura, inculcando a dignidade perdida. Sua proposta era ressaltar e positivar os valores negros, junto a negros, quebrar...
tracking img