O novo individualismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Consulta Psicológica de Orientação Vocacional/ Questões Aprofundadas de Psicologia I

Dezembro de 2009

Introdução
O presente trabalho, elaborado no âmbito da cadeira de Questões Aprofundadas de Psicologia I, do mestrado em Temas
de Psicologia – especialização em Orientação Vocacional de Jovens e Adultos – pretende dar conta, após leitura do livro
“The New Individualism – the EmotionalCosts of Globalization”, da autoria de Anthony Elliott e Charles Lemert, de uma
reflexão pessoal e critica sobre o mesmo.
Assim, tenta-se aqui cruzar o contributo dado pelos autores deste livro, com outras referências bibliográficas
complementares e com algumas constatações que a nossa prática profissional, ao permitir o contacto diário com
distintas pessoas nos leva a formular, particularmenteno que diz respeito aos impactos emocionais que a globalização
têm vindo a provocar nos indivíduos, em particular na forma como estes perspectivam as suas trajectórias de vida num
contexto de “caos e imprevisibilidade” (Gonçalves e Coimbra, 1999).

The New Individualism – The emotional Costs of Globalization 1 : ideias nucleares e sua importância para a
consulta psicológica em orientaçãovocacional
O livro de Anthony Elliott e Charles Lemert aborda a relação entre a globalização e o individualismo, visto como uma
forma de expressão num mundo contemporâneo, recorrendo a casos concretos: Kelly, uma jovem mulher em busca
obsessiva pelo ideal de perfeição física que fica absorvida com as possibilidades da cirurgia plástica, com a sua rapidez
de transformação e reconstrução; Lary, umexecutivo de topo na área da informática, que vivência a sua vida
profissional como uma busca incessante de sucesso e controlo, até que começa a deparar-se com crises de ansiedade
que colocam em causa esse sucesso; Simon, um homem, recentemente divorciado que fantasia pela relação amorosa
perfeita do tipo “com quem quero, quando quero, como quero”; Ruth, uma mulher casada, esposa e mãe dedicadainteiramente à sua família que redescobre a sua sexualidade no ciberespaço; Norman, um homem portador do vírus
HIV, que se reiventa a si próprio neste mundo de incertezas e inseguranças; Cahomie e Annie, duas pequenas crianças
que começam a vivenciar os efeitos desorientadores deste novo individualismo; e, por último, C. Wrigth Mills, um
sociólogo de sucesso, exemplo de uma rápida ascensão, queao longo da sua curta vida, por afirmar as suas ideias e
convicções, distintas de outros, acabou por sofrer os impactos de quem resiste criticamente à oposição, tendo morrido
de problemas cardíacos, e a sua assistente Meadow, que o acompanhou e sucedeu, após a sua morte, e conseguiu,
face a este mundo, sobreviver de forma “agressiva” – uma forma não-violenta de sobrevivência assertiva queestabelece
um equilíbrio entre a nossa exposição aos efeitos da globalização e a mediação positiva que podemos fazer face aos
seus impactos.
Recorrendo a estas personagens, cujas vidas se assemelham às vidas de tantos sujeitos com que nos deparamos no
nosso dia-a-dia, nos múltiplos contextos em que nos movimentamos, os autores captam a atenção dos leitores e
convidam-nos a uma reflexão críticasobre a forma como o impacto social do desenvolvimento da globalização pode ser
1

Elliott & Lemert (2006). The New Individualism – the emotional costs of globalization. London: Routledge Edition.

1

Consulta Psicológica de Orientação Vocacional/ Questões Aprofundadas de Psicologia I

Dezembro de 2009

compreendido através dos indivíduos (pág. 6), particularmente através da forma comoestes vivem e manifestam as suas
emoções. Assim, o livro foca-se numa perspectiva psico-social que não se fica apenas pelas questões inerentes à
globalização, mas vai mais longe ao tentar compreender e ao fomentar uma reflexão sobre a forma como as pessoas, na
sua diversidade constroem distintos percursos mais abertos, mais experimentais e, simultaneamente, mais privados
(pág.19).
Ao longo...
tracking img