O nome da rosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LIVRO: O NOME DA ROSA

Aspectos religiosos, sociais, filosóficos e jurídicos

O livro, O Nome da Rosa, tem como pano de fundo a Idade Média. Nesse período histórico, a Igreja, principal instituição da época, tinha o domínio ideológico sobre a população.
Apesar de a obra ser limitada a um mosteiro e suas redondezas, nota-se o amplo campo de influência que o clero tinha sobre os diversossegmentos que compunham a sociedade, dentre os quais os setores sócio-filosóficos, jurídicos e religiosos.
O livro apresenta toda uma sociedade alicerçada em preceitos religiosos. Na época medieval, os acontecimentos naturais e sociais eram atribuídos e explicados pela religião. Isso é observável na obra, quando, em algumas partes, os crimes eram atos influenciados pelo “diabo” e punidos pelaInquisição.
No âmbito sociológico, O Nome da Rosa aborda alguns aspectos da população medieval. O poderio da Igreja Católica era inconteste. A ordem clerical dividia, hierarquizava e ditava as funções de cada classe social e costumes. O povo, por sua vez, acometido pela submissão sociocultural, conformava-se com a sua posição na sociedade. Isso foi um fator decisivo para a longa duração da imobilidadesocial na Idade Média.
A questão filosófica também é evidenciada no livro. Na obra, percebe-se como a Igreja empreendia esforços para controlar os pensamentos filosóficos registrados nos livros. Ora, logicamente, o clero, com receio de ter seu poderio abalado, mantinha obras filosóficas escondidas, quando não as destruía. Isso é percebível, quando os integrantes eclesiásticos restringiam aentrada de pessoas na biblioteca do mosteiro. Conclui-se, então, que a Igreja usava os conhecimentos filosóficos não para engrandecer a sociedade, mas sim para manter sua hegemonia.
Por último, é válido citar o valor jurídico na Idade Média. A perspectiva jurídica é apresentada pela Santa Inquisição. Esta instituição medieval, habilitada a punir os crimes de heresia, tinha até o poder de condenar àmorte uma pessoa considerada herege.
Todos esses aspectos abordados, os quais constituíram a era medieval, tinham, sem dúvida, estreita ligação com a ordem eclesiástica. Isso vem a confirmar o objetivo de O Nome da Rosa, que é o de explanar como uma sociedade ficou tanto tempo submissa a um império chamado Cristianismo, o qual ainda hoje exerce grande influência sobre as pessoas.Agora, para complementar a explanação da obra em questão, faz-se necessário abordar o seguinte resumo, segundo tais tópicos:
Sinopse
Estranhas mortes começam a ocorrer num mosteiro beneditino localizado na Itália durante a baixa idade média, onde as vítimas aparecem sempre com os dedos e a língua roxos. O mosteiro guarda uma imensa biblioteca, onde poucos monges têm acesso às publicações sacras eprofanas. A chegada do monge franciscano, incumbido de investigar os casos, irá mostrar o verdadeiro motivo dos crimes, resultando na instalação do tribunal da Santa Inquisição.

Introdução
Culturalmente, destaca-se o movimento renascentista que surgiu em Florença no século XIV e se propagou pela Itália e Europa, entre os séculos XV e XVI. O renascimento, enquanto movimento cultural, resgatouda antigüidade greco-romana os valores antropocêntricos e racionais, que adaptados ao período, entraram em choque com o teocentrismo e dogmatismo medievais sustentados pela Igreja.
No livro, o monge franciscano representa o intelectual renascentista, que com uma postura humanista e racional, consegue desvendar a verdade por trás dos crimes cometidos no mosteiro.
O Tempo
Trata-se do ano 1327, ouseja, a Alta Idade Média. Lá se retoma o pensamento de Santo Agostinho, que fará a mediação da filosofia grega e do pensamento do início do cristianismo com a cultura ocidental que dará origem à filosofia medieval, a partir da interpretação de Platão e o neoplatonismo do cristianismo.
Doutrina Cristã
Neste tratado, Santo Agostinho estabelece precisamente que os cristãos podem e devem tomar da...
tracking img