O mundo de sofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5220 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho De Filosofia


TURMA : 3º Ano A

Introdução

No presente trabalho será possível conhecer a incrível história do livro “O Mundo de Sofia”, que retrata diversas referências ao mundo da filosofia, onde é possível conhecer cada forma de ver o mundo, e os ideais filosóficos através das teorias dos mais famosos filósofos da História, que contribuíram com conteúdo cultural e racionalpara o desenvolvimento do pensamento humano. Sofia embarca em um mundo incrível de descobertas, submetendo-se a reflexões, incluindo-se a origem da vida e do ser pensante, revivendo, com a ajuda do seu professor, o mundo da filosofia, mostrando a importância de conhecer os tempos antigos e as divergências culturais e de pensamento.

O Mundo de Sofia – Resumo

O JARDIM DO ÉDEN
Sofia, umaadolescente de quase 15 anos, morava com a mãe, seu pai era bastante ausente por causa do trabalho. O principal desenrolar acontece quando Sofia encontra, enquanto ela voltava da escola, dois envelopes brancos, um, depois o outro. O conteúdo deles fez com que Sofia passasse a refletir sobre a origem do mundo. Sofia também recebeu um cartão postal que deveria ser entregue a Hilde, uma pessoa que elanem conhecia.
Em seu esconderijo, no jardim de sua casa, Sofia parou para pensar e refletir sobre o conteúdo dos envelopes. Este seu cantinho era um paraíso particular, que era comparado por ela ao seu próprio “Jardim do Éden”, da bíblia.

A CARTOLA
Sofia recebe um envelope amarelo e, o conteúdo diz que as pessoas têm preferências diversas, em relação a assuntos. Porém, algumas questõesdeveriam interessar a todas as pessoas, como saber quem nós somos e de onde viemos. Há tempos estas e outras questões são discutidas e variam de acordo com o contexto Histórico. É importante também conhecer o que foi dito em outras épocas, refletir sobre e formar nosso próprio pensamento sobre o assunto.
O professor de filosofia faz uma referência, nos comparando ao “coelho que sai da cartola domágico”, com a diferença que temos a consciência que fazemos parte de um mistério e procuramos sempre explicar.
E, no mesmo dia, outra referência do professor, que diz que “a única coisa que precisamos parar ser bons filósofos é a capacidade de nos admirarmos com as coisas”. Compara também os filósofos a uma criança, os dois não se acostumaram com o mundo e não se acomodam com as coisas.

OSMITOS
Posteriormente, Sofia começou a ler sobre a visão mitológica do mundo. O homem sempre teve a necessidade de justificar fenômenos naturais, aqueles em que a explicação lógica necessita de muito estudo, por este motivo começam a surgir os mitos, os eventos naturais estão intimamente ligados ao que acontecia no mundo dos deuses, de modo que, em tempos de seca, epidemias o mal triunfava sobre obem e, em tempos de riqueza, fartura, vida, o bem triunfava.
Homero e Hesíodo registraram boa parte da mitologia grega, por volta do ano 700 a.C., o que tornou possível questionar. Xenófanes foi um filósofo crítico de mitos, seus representantes foram criados à imagem e semelhança das pessoas.

OS FILÓSOFOS DA NATUREZA
A denominação “filósofos da natureza” é dada aos primeiros pensadoresgregos que passaram a se interessar por processos naturais. Eles acreditavam que sempre existiu alguma coisa, e se fascinavam com as mudanças da natureza, como aquilo era possível. Acreditavam também que existia uma substância básica, no qual todas as outras partiam dela, a partir de transformações.
Esses filósofos também tentaram descobrir leis eternas, observando fatos, desconsiderando amitologia e libertando a filosofia da religião, gerando o método científico de pensamento.
Tales pensava que a água era um elemento de fundamental importância, dela tudo se vinha e tudo por ela retornava. Anaximandro não pensou desta forma, para ele a Terra era um, de vários mundos, que teriam surgido de alguma coisa, sendo esta coisa denominada infinito. Por fim, Anaxímenes (c. 550 - 526 a.C.) se...
tracking img