O modelo fleuriet

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3850 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MODELO FLEURIET: estudo exploratório sobre a aplicação do modelo de análise dinâmica de capital de giro para a avaliação de desempenho de empresas brasileiras no período de 2008

Resumo O modelo de Fleuriet visa analisar a situação financeira das empresas sob a perspectiva do modelo dinâmico de capital de giro. O objetivo principal do trabalho é evidenciar os resultados da análise de liquidez erisco da estrutura financeira em empresas brasileiras a partir da utilização do Modelo Fleuriet. Para tanto, foi necessária a utilização dos conceitos desse modelo, que consiste no estudo de 3 variáveis: Necessidade de Capital de Giro (NCG), Capital de Giro (CDG) e Saldo de Tesouraria (T). O escopo do trabalho compreendeu a análise de 09 setores e o correspondente a 45 empresas brasileiras. Comoresultado verificouse que 44% das empresas (4 setores econômicos) possuem Capital de Giro (CDG) o suficiente para financiar a Necessidade de Capital de Giro (NCG). Sobre a ótica do risco da estrutura financeira, 33% das empresas foram classificadas como excelentes ou satisfatórias. Dos 67% das empresas classificadas como risco comprometedor (insatisfatórias, alto risco, muito ruins ou péssimas),44% foram evidenciadas como muito ruins e péssimas. A certificação da assertividade dessa avaliação foi obtida pela aplicação da técnica estatística de análise discriminante, o que correspondeu ao índice de 60% de acertos. Palavras-chave: Capital de Giro. Modelo Dinâmico. Modelo Fleuriet. Liquidez. Análise contábil-financeira. 1 INTRODUÇÃO A utilização dos conceitos do modelo dinâmico de capital degiro é premissa fundamental na gestão das empresas. A avaliação dos índices de liquidez é de suma importância, já que a correta interpretação de seus resultados fornece base necessária para uma análise adequada da situação financeira da empresa. Uma organização é constantemente avaliada por usuários externos, como fornecedores, bancos e investidores, e essa é a causa primordial da obrigação dasempresas em ter uma contabilidade idônea. (ASSAF NETO, 2002) De acordo com Assaf Neto (2002) a administração dos fluxos de capital de giro na empresa encontra-se inserida no contexto decisorial das finanças corporativas, tendo como finalidade o entendimento de como a empresa gera, aplica e gerencia seus recursos. O termo “giro” são os recursos que a empresa possui para serem convertidos em caixa nocurto prazo. A administração estratégica do capital de giro refere-se à administração das contas que se estão relacionadas ao curto prazo, como ativos e passivos circulantes, e a relação entre eles. Segundo Vieira (2008), o risco e o retorno dos investimentos são afetados diretamente pela gestão de quanto e como devem ser os investimentos da empresa. Para alcançar credibilidade, a empresa devedemonstrar segurança, investindo em aplicações de maior liquidez, e que tragam maior retorno. O autor enfatiza que os resultados financeiros de uma empresa dependem essencialmente da Estrutura de Capitais optada pela mesma, ou seja, se a fonte de recursos será própria ou de terceiros.

Como instrumento dessa avaliação está a análise de liquidez por meio do Modelo de Fleuriet ou Modelo Dinâmico deCapital de Giro, o que consiste em formular um diagnóstico para a tomada de decisões operacionais, táticas e estratégicas. São elas: Necessidade de Capital de Giro (NCG), Saldo de Tesouraria (T) e Capital de Giro (CDG) (FLEURIET; KEHDY; BLANC, 2003). O Modelo Dinâmico de Capital de Giro consiste em reorganizar o Balanço Patrimonial de forma “gerencial” e reclassificá-lo em Ativo e PassivoCíclico, de natureza Operacional; Ativo e Passivo Erráticos, de natureza Financeira; Ativo e Passivo Permanente, de natureza Estratégica. A partir dessa reclassificação, obteve-se a criação de três variáveis, NCG, CDG e T. Essas variáveis fornecem informações quanto à defasagem de entrada e saídas de caixa, a necessidade de capital de giro e suas fontes de cobertura (VIEIRA, 2008). Outro aspecto...
tracking img