O golpe mlitar de 1964

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1626 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Golpe Militar de 1964 designa o conjunto de eventos ocorridos em 31 de março de 1964 no Brasil, e que culminaram no dia 1 de abril de 1964, com um golpe de estado que encerrou o governo do presidente João Belchior Marques Goulart, também conhecido como Jango. Entre os militares brasileiros, o evento é designado como Revolução de 1964 ou Contrarrevolução de 1964.
Jango havia sidodemocraticamente eleito vice-presidente pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) – na mesma eleição que conduziu Jânio da Silva Quadros do Partido Trabalhista Nacional (PTN) à presidência, apoiado pela União Democrática Nacional (UDN).
O golpe estabeleceu um regime alinhado politicamente aos Estados Unidos da América e acarretou profundas modificações na organização política do país, bem como na vidaeconômica e social. Todos os cinco presidentes militares que se sucederam desde então se declararam herdeiros e continuadores da Revolução de 1964.
O regime militar durou até 1985, quando Tancredo Neves foi eleito, indiretamente, o primeiro presidente civil desde 1960.
Ora exaltado como início de uma revolução, ora reduzido e simplificado como um mero golpe de caráter pretoriano, o episódio tem sidosubmetido a uma discussão semântica que, segundo Maurício Dias, não contribui significativamente para o entendimento do "mais longo colapso democrático sofrido pela República brasileira". O conceito de revolução, segundo a teoria marxista, supõe transformação nas relações políticas, sociais e culturais, no ordenamento jurídico-institucional e na estrutura econômica. Historicamente, no plano da açãopolítica, as revoluções têm-se dado com o emprego da violência e substituição da classe que controla o aparelho de Estado.
Para Marx, portanto, só se pode falar de revolução quando ocorre uma ruptura com a velha ordem política, social e econômica, e, em seu lugar, são estabelecidos novos padrões de relações sociais, que têm por princípio assegurar a liberdade e a igualdade social entre oshomens.
O historiador político italiano Norberto Bobbio define "revolução" como "a tentativa, acompanhada do uso da violência, de derrubar as autoridades políticas existentes e de substituí-las, a fim de efetuar profundas mudanças nas relações políticas, no ordenamento jurídico-constitucional e na esfera sócio econômico".
O sociólogo norte-americano Jeff Goodwin, da Universidade de Nova York, definerevolução "não só como uma mobilização de massas e uma mudança de regime, mas uma mudança mais ou menos rápida das estruturas fundamentais sociais, econômicas e culturais".
Segundo a também socióloga contemporânea Theda Skocpol, há uma revolução somente quando ocorre o emprego da violência, sob forte motivação ideológica, para derrubar as autoridades políticas, substituindo-as por outras, quese encarregarão, numa etapa imediatamente posterior, de efetuar mudanças no sistema político, nas relações sociais e na estrutura econômica. Sckopol considera a Revolução Francesa (1789), a Revolução Russa (1917) e a Revolução Chinesa (1949) como os casos mais emblemáticos de movimentos revolucionários bem-sucedidos, por terem cumprido todas as etapas de ruptura e construção de uma nova ordemsocial.
Já o golpe de Estado é circunscrito à esfera política, limitando-se a um movimento das elites políticas para substituição de autoridades, restabelecendo alianças políticas, no interior da própria classe dominante, de modo a manter sua hegemonia. Em geral, um golpe militar não altera o marco constitucional e nem opera mudanças substanciais nos mecanismos jurídicos, políticos, econômicos ousociais.
O processo ocorrido no Brasil em 1964 tem características próprias, destacando-se a alteração no papel de "poder moderador" historicamente exercido pelas Forças Armadas na política brasileira: em 1964, os militares tomam o poder e passam a exercê-lo diretamente, instaurando um regime autoritário, centralizador e burocrático, de corte modernizador. A expensas de uma forte compressão...
tracking img