Provafhtmsii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1239 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

Fundamentos Históricos, Teóricos e Metodológicos do Serviço Social II
Profª Maria Valéria Duarte de Souza
2º Trabalho Avaliativo- 2012/2

Seu Nome: HELENILSON DOS SANTOS LEITÃO

Seu E-mail: helenilson.leitao@hotmail.com

Orientações:

- Trabalho individual a ser entregue em sala de aula no dia 14 de novembro de 2012
- O Trabalho contém 4(quatro)questões dissertativas valendo ATÈ 2,5 pontos cada.
- A resposta de cada questão deverá ter, no mínimo , 15 linhas digitadas em tamanho “11” e fonte ARIAL.

ATENÇÃO: A resposta a uma questão dissertativa não é apenas uma “descrição” mas uma “análise” , ou seja, deve conter também a SUA argumentação; o que você compreendeu sobre a questão proposta. Assim, respostas meramente descritivas, mesmoestando corretas e mesmo com a citação e referência do livro só farão jus à metade da pontuação.

QUESTÕES

1) Para Netto (1994: 127 e SS), os movimentos e tendências da renovação do Serviço Social no pós-64, podem ser identificado como um “caleidoscópio de tendências”. Qual o significado dessa afirmação ?

Como o aparelho que a cada momento apresenta combinações diferentes, Neto, em suaafirmação, mostra a pluralidade de propostas teórico-metodológicas que envolveram o Serviço Social, durante a autocracia burguesa, onde buscava a configuração ideológica, que atendesse à suas necessidades e aos seus interesses. O movimento de reconceituação do Serviço Social sofreu influência de várias tendências passando inicialmente pelo processo chamado de Modernização Conservadora,adequada ao modelo político, o trabalho dos assistentes sociais eram focados no tecnicismo. O movimento de Reatualização do Conservadorismo que trazia modelos conservadores, mais, com nova roupagem, utilizava-se da fenomenologia para explicar o indivíduo, e, finalmente a Intenção de Ruptura, que tinha uma análise crítica sobre a autocracia e o fazer social tradicional. É importante observar que oServiço Social até metade dos anos sessenta não tinha polêmicas teóricas, vivia uma relativa hegemonia nas suas projeções interventivas, participava pouco da atividade política partidária. Durante muito tempo esteve vinculado a uma concepção que buscava apreender a natureza da profissão de maneira auto explicativa, ou seja, a partir de seu próprio interior. Esta concepção partia da existência deum certo consenso, resultante do pensamento tradicional conservador, sobre a natureza da profissão e o modo de compreender, esta, a partir de uma auto explicação de seus sujeitos os conhecimentos e valores, métodos, objetos e objetivos.




2) A modernização conservadora, enquanto tendênciado movimento de renovação do Serviço Social brasileiro representou a adesão da parcela hegemônica da profissão à nova lógica institucional do regime militar instaurado em 1964. Quais as principais características dessa tendência?

As principais características é a influência do funcional-estruturalismo Norte-Americano, funcional à ditadura Militar, esta foi a tendência mais representativadaquele momento. O Serviço Social se desvincula das bases tradicionais para atender às exigências do processo de modernização. O Serviço Social ajustou-se ao projeto de Governo para atender ao “Grande Capital”. As escolas se modernizaram para formar profissionais modernos para atuar nas instituições burguesas remodeladas do regime militar que exigia um assistente social, com desempenho cujos traçostradicionais são deslocados e substituídos por procedimentos “racionais´,” portanto esse profissional moderno supõe uma formação bem diversa daquela que foi a predominante até meados dos anos sessenta. A perspectiva modernizadora segundo Netto, foi discutida e proposta no Seminário de Araxá, que tinha como prática institucionalizada, o Serviço Social que se caracteriza pela ação junto a...
tracking img