O cuidar e o educar: o que pensam os professores de educação infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1446 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso de Pedagogia

Cuidar e/ou Educar: O que Pensam os Professores de Educação Infantil?

Anna Montanari

Bauru

2010

Curso de Pedagogia

Cuidar e/ou Educar: O que Pensam os Professores de Educação Infantil?

Autora:

Anna Montanari

Projeto de Pesquisa apresentado como requisito parcial a obtenção da aprovação em Introdução à PesquisaCientífica na Educação, disciplina do curso de Pedagogia.

Bauru

2010

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO .........................................................................................................4
2. OBJETIVOS ..............................................................................................................5
1. ObjetivoGeral.............................................................................................................5
2. Objetivos Específicos...................................................................................................6
3. METODOLOGIA ......................................................................................................6
4. CRONOGRAMA.......................................................................................................7
5. REFERÊNCIAS .........................................................................................................8
APÊNDICE 1 ...................................................................................................................9

1. INTRODUÇÃO

O atendimento de crianças de 0 a 6 anos no Brasil ao longo de suahistória apresenta divergências referentes a sua finalidade. A maioria das instituições de educação infantil surgiu com o objetivo de atender as crianças de baixa renda atuando de forma compensatória para sanar as supostas faltas e carências das crianças e de suas famílias. Os recursos destinados a essas instituições eram escassos, as instalações precárias, a formação dos profissionais insuficiente ea proporção criança atendida por adulto era alta. A concepção educacional era caracterizada pelo assistencialismo.

Nos últimos anos a educação infantil tem ocupado papel de destaque em debates educacionais. O reconhecimento na Constituição Federal de 1988 do direito à educação da criança de 0 a 6 anos e do dever do Estado de oferecer creches e pré-escolas , reafirmado no Estatuto daCriança e do Adolescente de 1990 e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996 está explícito nas Diretrizes Curriculares para a Educação Infantil e no Plano Nacional de Educação e como conseqüência aumentou o investimento na educação infantil no Brasil.

O Plano Nacional de Educação aprovado em 2001, por meio da Lei 10.172 de janeiro exprime os objetivos e metas para educaçãoinfantil a serem alcançados dentro de um prazo de dez anos (Brasil, 2001). Dentre suas diretrizes apresenta:

A educação infantil é a primeira etapa da Educação Básica. Ela estabelece as bases da personalidade humana, da inteligência, da vida emocional, da socialização. Quando positivas, tendem a reforçar, ao longo da vida, as atitudes de autoconfiança, de cooperação,solidariedade, responsabilidade. [...] A educação infantil inaugura a educação da pessoa. (BRASIL, 2001, p. 12)

A partir do reposicionamento da educação infantil quanto à sua finalidade, ela ganhou uma dimensão mais ampla dentro do sistema educacional e a criança passou a ser vista como um ser capaz de criar e estabelecer relações, um ser sócio-histórico produtor de cultura e inserido nela e que,portanto, não precisa apenas de cuidado, mas está preparado para a educação.

A finalidade da educação infantil, segundo o artigo 29º da LDBEN de 1996, é o desenvolvimento integral da criança até 6 anos em seus aspectos físicos, psicológicos, intelectual e social. As divergências ainda hoje estão justamente no entendimento de sobre o que seja trabalhar com cada um desses aspectos....
tracking img