O crime do padre amaro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1825 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
As quebras aos votos de castidade em O crime do padre Amaro

¹ Maria Alice Lima Bezerra

RESUMO
O presente artigo pretende analisar a crítica contra o clero presente na obra O crime do padre Amaro, de Eça de Queirós. Eça faz parte de um momento em que a literatura e o pensamento passaram por profundas transformações. É o momento em que surge o Realismo, do qual O crime do padre Amaro é umadas obras mais representativas. É uma obra caracterizada, sobretudo, pelo tom de crítica à sociedade portuguesa, inclusive ao clero.

PALAVRAS-CHAVE: celibato; Igreja; romance; crime.

INTRODUÇÃO
Esse trabalho tem como base a obra O crime do padre Amaro, de Eça de Queirós, focando, no artigo em questão, as quebras aos votos de castidade, o desrespeito do clero diante das obrigações quelhe cabe.
Essas características são bem encontradas em Amaro, que, após romance secreto com Amélia, “rompe” sua aliança com a Igreja, convivendo fortemente com os contrastes de suas leis (como batizar uma criança enquanto seu filho é entregue a uma mulher que tem a fria coragem de matar pequenos anjos?), muito bem expressados por Saraiva, quando este cita, em seu resumo crítico da obra, que asfalas e devaneios do “casal”, aflorados pela sexualidade represa, se confundem com as práticas e símbolos devotos.
Com esses opostos, o objetivo proposto a partir dessa análise é fazer uma breve comparação entre o conceito de celibato e sua presença na obra, abordando os fatos que, sendo marcantes histórica e politicamente, influenciaram no pensamento realista de Eça de Queirós.

DESENVOLVIMENTOA Igreja Católica é uma entidade que tem dois milênios de história, sendo uma das instituições mais antigas do mundo contemporâneo. As críticas a esta Igreja já tiveram muitas formas e partiram de diversos pressupostos ao longo das gerações.
No contexto atual, as críticas tendem a centrar-se em dois pontos. Em primeiro lugar, a história dessa instituição possui episódios que, em maior oumenor grau, são vistos por muitos como injustos e em contradição com a mensagem cristã.
Como tema escolhido para elaboração deste artigo, tendo como tema central a obra O Crime do Padre Amaro, o celibato ganhará foco, pois se trata de um dos mais polêmicos dogmas eclesiásticos, enquadrando-se bem no foco realista.
O Crime do Padre Amaro apresenta fortes características do Realismo. Os realistasescolhiam suas personagens nas várias camadas sociais e grupos sociais do tempo, selecionando casos patológicos para atestar a decadência da sociedade contemporânea. O romance realista objetiva conscientizar o público de suas deficiências, mostrando a realidade nua e crua e levando-o a atuar na sociedade para transformá-la.
A regra de celibato surgiu na Espanha, no ano 306, por determinação doConcílio de Elvira. Houve uma luta de mais de 1.200 anos para impor o celibato aos sacerdotes da Igreja Católica, até que no Século 16, durante o Concílio de Trento, o celibato acabou se tornando obrigatório aos padres e madres de todo o mundo.
O celibato não foi adotado pela Igreja Romana pelo fato de a sexualidade atrapalhar a espiritualidade, como afirmam os teólogos. Segundo os sociólogos, ocelibato foi adotado com a finalidade de que as posses do clero não fossem utilizadas para uma eventual despesa familiar.
Cientificamente, existe diferença entre celibato e castidade. O celibato consiste em não se casar, não ter filhos nem ter relações sexuais. A castidade consiste em não chegar à fornicação, nome pelo qual o orgasmo é conhecido nas Escrituras Sagradas.
Após esta análise dahistória do celibato, confrontaremos estas definições com a polêmica obra do escritor português Eça de Queirós, O Crime do Padre Amaro, que, ainda hoje, numa sociedade que se diz moderna e acostumada a romper com paradigmas, causa impactos, descortinando toda a hipocrisia da burguesia portuguesa do séc. XIX.
O romance O Crime do Padre Amaro inicia-se com a morte de José Miguéis, pároco da...
tracking img