O crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1118 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]























































































INTRODUÇÃO

Devastador como nenhuma outra droga no Brasil, o crack se espalha pelo país e demanda ações mais contundentes na sociedade.
A diversidade de problemas e de pessoas envolvidascom as drogas permite dizer que o abuso de substâncias psicoativas é um problema de saúde pública da maior importância.
A dependência de crack, sendo este tão nocivo à sociedade quanto ao indivíduo e sua família, e o papel dos profissionais da Atenção Básica de Saúde não estão ligados somente ao tratamento de usuários de crack e sua respectiva doença, mas também possui um caráter deeducação preventiva, informação e reintrodução social e familiar; ou seja, o uso da terapia comunitária (TC) na prevenção de uso de drogas e identificar as atitudes dos profissionais das unidades de Saúde da Família frente ao uso de crack por clientes e a dependência química destes. 
Deve-se redefinir a atenção, colocando um novo paradigma de saúde como direito e construção socialcomunitária, a partir de uma visão globalizante dos processos de interação social.





DESENVOLVIMENTO

A epidemia de uso do crack que se apresenta no país preocupa toda a sociedade. O crack é uma droga produzida a partir da cocaína, podendo ser fumado ou inalado. Leva de 8 a 15 segundos em média para chegar ao sistema nervoso central.
Surgiu nos Estados Unidosna década de 80 em bairros pobres de Nova Iorque, Los Angeles e Miami. No Brasil, chegou no início da década de 90.
Por ser uma droga mais barata que as outras o crack tem sido cada vez mais consumido. Mas não somente pela chamada classe baixa renda, mas também por pessoas de classe média. A classe média se auto protege e se expõe menos que a classe pobre ao utilizar os serviços de“mula” ou “aviõezinhos” na busca pelas drogas. Paga-se pouco para ter uma sensação de euforia.
Nos municípios de pequeno porte e áreas rurais o crack vem substituindo o álcool. É um vício que não escolhe idade, cor, nível social.
A tragédia do crack assim como as outras drogas não é novidade para o Brasil. Pesquisas da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo em 2009constatou o aumento absurdo do crack, principalmente entre pessoas com a renda superior a 20 salários mínimos.
O país assiste atônito ao estrago que o crack vem causando a toda uma população. Uma quantidade significativa de brasileiros experimentam drogas e tornam-se dependentes. O crack com o seu imenso poder de gerar dependência química e destruidor. O prazer causado por ele naprimeira vez que o individuo faz seu uso é tão forte que o usuário passa a experimentá-lo com frequência, vislumbrando uma nova experiência tão fantástica quanto à primeira, a ponto de muitos destes usuários entrarem para o mundo do crime e se despirem de toda a ética social.
A droga por causar a dependência rapidamente faz mudanças de comportamento no usuário. A substância presente, nocaso a dopamina, faz com que o mesmo tenha momentos de euforia, prazer, excitação misturado aos sintomas paranoicos de perseguição. Torna-se violento por ter se tornado escravo da droga. Seu organismo quer mais e mais. Muitos acabam perdendo o prazer em viver. Fora os riscos de se contrair AIDS e outras DSTs.
Superar e vencer o vício não é tarefa fácil. É necessária além da vontade dousuário, a ajuda de um profissional e o apoio da família.
Existem diversas abordagens para quem deseja se recuperar dessa dependência. O tratamento “anticrack” consiste na desintoxicação, diagnóstico dos fatores que levaram o individuo a dependência e controle dessa mesma dependência que pode incluir o uso de medicação.
Infelizmente não temos um tratamento público...
tracking img