O casaco de marx, peter stallybrass

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (338 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
InícioPRIMEIRA PÁGINA
quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Resenha: O casaco de Marx, Peter Stallybrass

"O casaco de Marx" tem sua segunda edição no Brasil, como parte da coleção Mimo daEditora Autêntica. E é um mimo mesmo: pequeno, cerca de 100 páginas, projeto gráfico simples, bem cuidado, atraente, toque sedoso.

Mas o maior mimo é a escrita de Peter Stallybrass, um estudioso daobra de Karl Marx, dono de uma narrativa envolvente e poética. Sim, um estudioso da obra de Karl Marx, pesquisador do colonialismo e da história do estado-nação, e escreveu sobre roupas. Tá bom pravocê?


Stallybrass aborda algo de que raramente nos tocamos: as roupas são objetos impregnados de memória, especialmente as roupas dos nossos mortos e ausentes. O cheiro, o puído dos cotovelos,uma mancha. Discute o conceito de fetichismo na antropologia e na teoria marxista, sustentando que, ao contrário do senso comum, estamos cada vez menos materialistas, pois nos apegamos mais ao valorde troca do que aos objetos em si e as marcas que deixamos neles.

O autor estabelece também uma ponte entre o casaco do primeiro capítulo de O Capital como a forma celular da economia e o própriocasaco de Marx. Ele descreve com maestria as idas e vindas do casaco de inverno de Marx do corpo de seu dono para a casa de penhores. Mais: a posse ou não do casaco determinava o que Marx escrevia,pois ele era exigido dos homens para que frequentassem a sala de leitura do Museu Britânico, onde ele fazia suas pesquisas para O Capital. Sem o casaco, restava-lhe o jornalismo. Emblemático, não?"O casaco de Marx" é uma leitura agradável não somente para historiadores ou estudiosos de moda. O texto de Stallybrass é recheado de referências literárias e citações de obras de Laurence Lerner,Pablo Neruda e Philip Roth. Além disso, para contextualizar traz várias curiosidades históricas, como o fato de que uma peça de roupa era mais cara do que uma peça de Shakespeare na Inglaterra...
tracking img