J a p curriculo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6341 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Currículo...

CURRÍCULO: ENTRE TEORIAS E MÉTODOS

1

Professor do Instituto de Educação da Universidade do Minho – Braga, Portugal jpacheco@iep.uminho.pt

JOSÉ AUGUSTO PACHECO

RESUMO
Em um momento de intensa globalização, em que se impõem novos padrões e novos conceitos, o currículo ganha uma outra centralidade educacional, sobretudo se for considerado da perspectiva da noção de conhecimento.Procura-se, neste artigo, debater questões ligadas à teorização e ao método do currículo, destacando-se quer as teorias críticas e de instrução, sempre cruzadas com a racionalidade tyleriana e o relativismo, quer o currere como espaço de discussão. CURRÍCULO – TEORIA – MÉTODO – GLOBALIZAÇÃO

ABSTRACT
SCHOOL CURRICULUM: BETWEEN THEORIES AND METHODS. At a time of intense globalization, when newpatterns and new concepts are being proposed, the school curriculum has gained a new educational centrality particularly when one considers it from the perspective of notion of knowledge. This article aims at discussing issues related to curriculum theorizing and method, emphasizing either the critical and teaching theories, always interconnected with the Tylerian rationale and the relativism, orcurrere, as a space for discussion. CURRICULUM – THEORY – METHOD – GLOBALIZATION

Este artigo foi redigido a partir da conferência apresentada no 4º Colóquio Luso-Brasileiro sobre Questões Curriculares, Universidade Federal de Santa Catarina, 2 a 4 de setembro de 2008.

Cadernos de Pesquisa, v.39, n. 137, maio/ago. maio/ago. 2009 Cadernos de Pesquisa, v. 39, n.137, p.383-400, 2009

383

José AugustoPacheco

A Fundação Calouste Gulbenkian promoveu um ciclo de conferências em torno do Estado do Mundo, orientadas por olhares disciplinares muito diversos, e publicadas no livro A urgência da teoria, com o propósito de fazer a “apropriação do espaço público como espaço privilegiado para a apresentação e discussão das teses ou aporias que questionem as múltiplas dimensões das sociedadescontemporâneas, dos seus atores, das suas práticas [e] dos seus desejos” (Bhabha et al., 2007, p.11). Nenhuma das lições eruditas e não opinativas, como se assinala no prefácio, diz respeito à Educação, apesar da importância que lhe é atribuída, pelo menos no nível da retórica política, pelos governos nacionais e pelos organismos transnacionais e supranacionais. A ausência da Educação, ou das Ciências daEducação, para referir-me à nomenclatura mais utilizada atualmente em Portugal, dos debates científicos sobre o Estado do Mundo não significará a sua fragilidade conceitual, quando comparada com outras áreas do conhecimento, mas, ao contrário, o difícil caminho da sua cientificidade, como, aliás, tem enfatizado Albano Estrela (1992, 1999). Este texto, pensado a partir de algumas contribuições do ciclo deconferências, porque a Educação também tem uma palavra a dizer na análise das problemáticas contemporâneas, está organizado em três pontos fundamentais: o recuo e urgência da teoria no campo educacional em contextos de globalização; a pluralidade teórica no campo curricular, com destaque para as teorias críticas; a discussão do método como forma de construção do currículo. Os dois últimos pontossão explorados a partir da contribuição de William Pinar, uma das vozes mais influentes na discussão dos Estudos Curriculares. RECUO E URGÊNCIA DA TEORIA Em seus últimos escritos acadêmicos, Maria Célia Moraes abordou, de forma consistente e apaixonada 1, o recuo da teoria, tendo como prioridade denunciar que o conhecimento e a ciência estão sob ameaça, em particular as ciências humanas e sociais,com base nesta crítica:
1. “Pois bem, os temas que me perseguem há anos, muito próximos entre si, são o da ciência e o da produção do conhecimento. A eles venho dedicando toda minha atividade acadêmica, minhas pesquisas e publicações, aulas, orientações de teses e dissertações – tanto assim que após todos esses anos gosto de pensar que meu tema já persegue também outros pesquisadores que...
tracking img