A vida dentro da vida - convivência em tempos de plataformas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (606 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Bom, como primeiro texto deste blog, que espero que seja um sucesso, pensei em falar sobre como as experiências vividas no Second Life podem agregar benefícios para a Real Life, se soubermos tirar odevido proveito. Como o nome do blog que escolhi foi Feel Life (Sinta a Vida), vou aqui tentar analisar o que se passa, através de experiências pessoais, contribuições de vocês leitores e a cada mêsteremos abordado aqui um assunto de interesse geral que poderá nos enriquecer com o material que considero mais precioso na vida: o conhecimento do ser humano, ou seja, de nós mesmos. O Second Life, emminha opinião, é um grande aquário, onde podemos e temos observado, bem de perto, as atitudes humanas, os defeitos, as qualidades, sentimentos, enfim uma gama de elementos que compõem uma vida emsociedade. Se soubermos tirar proveito desta grandiosa experiência que é ter a oportunidade de experimentar uma vida virtual, fazer novas amizades, exercitar nosso autoconhecimento, observar o nossocomportamento e o do outro com atenção e sensibilidade descobriremos o quanto isso pode nos ajudar a nos tornarmos melhores pessoas. Tudo no Second Life é mais intenso, pois 1 hora lá dentro viram 4, 6,8horas facilmente, sem que a gente perceba e quando nos damos conta, já estamos lá dentro grande parte do nosso dia. Inevitável então que esta convivência com as outras pessoas se torne tão ou maisíntima do que com nossa própria família. Muitos utilizam o SL como forma de vencer as barreiras da timidez, da convivência social e isso é fácil de se conseguir. Afinal estamos por trás de uma máquina nãoé mesmo? Qualquer aborrecimento, desloga-se e pronto. Mas vocês também já repararam como a maioria das pessoas não faz isso? Que mesmo aborrecidas insistem em permanecer, muitas vezes cultivandodiscórdias, provocando o objeto agressor ou agredido. Pois é! Isso também faz parte do ser humano: uma vontade quase que incontrolável de fazer prevalecer a sua própria razão e não a do outro. Esta é...
tracking img