A teoria do big bang

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5174 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Do inicio do universo a origem da vida


- A TEORIA DO BIG BANG




A teoria do BIG BANG foi anunciada em 1948 pelo cientista russo, George Gamow e o padre e astrônomo belga Geoges Lemaitre. Segundo eles, o universo teria surgido após uma grande explosão cósmica, entre 10 e 20 bilhões de anos atrás. O termo explosão refere-se a uma grande liberação de energia, criando oespaço-tempo. Até o momento, a explicação mais aceita sobre a origem do universo entre a comunidade cientifica é baseada na teoria da grande explosão, e inglês BIG BANG. Ela apoia-se, em parte, na teoria de relatividade do físico Albert Einstein e nos estudos dos astrônomos Edwin Hubble e Milton Humason, os quais demonstraram que o universo não é estático e se encontra em constante expansão, ou seja, asgaláxias estão se afastando uma das outras. Portanto, no passado elas deveriam estar mais próximas que hoje, e, até mesmo, formando um único ponto. Até então, havia uma mistura de partículas subatômicas que se moviam em todos os sentidos com velocidades próximas a da luz. As primeiras partículas pesadas, prótons e nêutrons, associaram-se para formarem os núcleo de átomos leves, comohidrogênio, hélio e lítio, que estão entre os principais elementos químicos do universo. Ao expandir-se, o universo também se resfriou, passando da cor violeta à amarela, depois laranja e vermelha. Cerca de 1 milhão de anos depois, a matéria e a radiação luminosa se separaram e o Universo tornou-se transparente: com a união do elétrons aos núcleo atômicos, a luz pode caminha livremente. Cerca de 1 bilhãode anos após o BIG BANG, os elementos químicos começaram a ser unir dando origem as galáxias Essa é a explicação da origem do universo, aceita pela maioria dos cientistas, entretanto, muito contestado por alguns pesquisadores.




- DE ONDE VEIO A VIDA?

As primeiras formas de vida nasceram nas águas quentes e serenas do mar, ao abrigo dos raios ultravioletas do sol. Erampequenas esferas protegidas por uma membrana, em condições de se dividirem. Com o passar do tempo, essas primitivas "máquinas" vivas se uniram a corpúsculos prontos para a fotossíntese, para a respiração e para a reprodução. Tornaram-se assim verdadeiras células. Até, aproximadamente, um bilhão de anos, os habitantes da Terra eram seres microscópicos (semelhantes aos organismos unicelulares de hoje)que viviam isolados ou agregados em grandes colônias.
- A EXPLOSÃO DA VIDA NO MAR

- OS FOSSEIS




No século XVIII, o estudo dos fósseis revelou a presença de espécies, distintas em cada estrato geológico, que não existiam na atualidade, surgindo a paleontologia. O estudo dos fósseis, apoia a ideia que todas as criaturas vivas são aparentadas. Os fósseis fornecem provasque mudanças nos organismos acumuladas durantes longos períodos de tempo (milhões de anos) levaram à diversidade de formas de vida que vemos hoje. Um fóssil por si revela a estrutura do organismo e a relação entre espécies actuais e extintas, permitindo aos paleontologistas construir a árvore genealógica de todas as formas de vida da Terra.







1. A HISTÓRIA DA VIDA



- AVIDA NA TERRA




Os cientistas admitem, mesmo sem comprovação definitiva, que o nosso planeta teria se formado há cerca de cinco bilhões de anos e,que a vida, em sua forma mais primitiva, Homo erectus tenha surgido um bilhão de anos depois. Foi, no entanto, há apenas quinhentos milhões de anos que ocorreu a “explosão” da vida nos mares, e bem mais tarde, cerca de 250 milhões de anos,os primeiros vertebrados deslocaram-se para a terra firme, quando surgiram os répteis e os primeiros mamíferos. Apesar do desconhecimento de formas intermediárias que levaram ao surgimento dos répteis e dos mamíferos, as pesquisas científicas indicam que eles evoluíram para espécies que resultaram nos dinossauros e nos mamíferos modernos – nestes últimos, incluídos os primatas. No curso de sua...
tracking img